Alan Parsons: Saiba tudo sobre os dois shows no Brasil

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Damaris Hoffman, Fonte: Top Link Music, Press-Release
Enviar correções  |  Ver Acessos

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

Greatest Hits Tour 2014

Com 11 indicações ao Grammy, o mestre do rock progressivo vem ao Brasil com sua banda

São Paulo: 28 de março de 2014, sexta-feira, 22h00, no Hsbc Brasil
Rio de Janeiro: dia 30 de março de 2014, domingo, 20h00, no Vivo Rio

Noite sob medida para os amantes de rock progressivo. A banda britânica liderada pelo festejado Alan Parsons (músico, produtor e engenheiro de som responsável por Abbey Road e Let it be, dos Beatles, e The Dark Side of the Moon, do Pink Floyd), chega ao país para única apresentação no HSBC Brasil.

Com 11 indicações ao Grammy, Alan Parsons promete emocionar o público com um apanhado da estrada solo, que começou oficialmente em 1975 ao lado do companheiro Eric Woolfson com o lançamento de Tales of Mystery and Imagination, um disco conceitual baseado na obra do grande Edgar Allan Poe.

Letras densas, arranjos bem feitos e toques orquestrais fazem de Time, Eye in the Sky, Inside Looking Out, Lucifer, Old and Wise, Psychobabble, Prime Time, Don't answer me, The Traveller e I Robot clássicos definitivos. Estas e outras surpresas estarão no set list.

Mais sobre Alan Parsons Project:

O Alan Parsons Project, ou simplesmente APP, começou em 1974 quando Alan Parsons conheceu o compositor Eric Woolfson no famoso Abbey Road Studios (o mesmo onde os Beatles gravavam). Parsons precisava de um manager e Eric, que já havia empresariado os Rolling Stones, de um parceiro para produzir um som conceitual que estava compondo, baseado nos contos do cultuado escritor norte-americano Edgar Allan Poe. Eric era advogado por profissão, mas também compunha, cantava e tocava piano.

Eles queriam que a banda chamasse Various Artists (vários artistas), dada a característica colaborativa do trabalho, que pretendia incluir músicos diversos para temas específicos. A gravadora recusou por achar que o nome não teria uma identidade e então batizou o grupo de Alan Parsons Project. O trabalho se materializou em "Tales of Mistery and Imagination", que foi muito bem recebido. Depois vieram "I Robot" de 77 e "Piramid" de 78.

Parsons lançou outros títulos sob o seu nome, enquanto Woolfson fez um disco chamado Freudiana (inspirado em Sigmund Freud). Embora a versão de estúdio de Freudiana tenha sido produzida por Alan Parsons, foi principalmente de Eric Woolfson a ideia de convertê-lo num musical. Isso acabou levando à separação dos dois artistas. Alan Parsons seguiu uma bem sucedida carreira solo (levando muitos membros do Projeto para a estrada, pela primeira vez numa tournée mundial de sucesso), Eric Woolfson foi produzir musicais influenciados pela música do projeto.

Em 2007 Alan Parsons lançou "A Valid Path", que contou com a colaboração do amigo David Gilmour e também do seu filho Jeremy Parsons. Em 2010 seguiu em uma tour que renderia o álbum ao vivo "Eye to Eye: Live in Spain".

Eric Woolfson faleceu em 2009.

Mais informações em:
http://www.alanparsonsmusic.com/
http://www.youtube.com/watch?v=5-41tg_CS7s




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Alan Parsons"


Entrevistas: Coices e tretas entre artista e entrevistadorEntrevistas
Coices e tretas entre artista e entrevistador

Spin: as 30 melhores faixas instrumentais de todos os temposSpin
As 30 melhores faixas instrumentais de todos os tempos

Bandas Iniciantes: 11 cagadas que vocês NAO podem cometerBandas Iniciantes
11 cagadas que vocês NAO podem cometer

Free: a paixão de Dave Murray por Paul KossoffFree
A paixão de Dave Murray por Paul Kossoff

Rock: 25 fotos pra fazer você continuar acreditando na músicaRock
25 fotos pra fazer você continuar acreditando na música

World Guitar Day: os 100 maiores riffs de todos os tempos, segundo internautasWorld Guitar Day
Os 100 maiores riffs de todos os tempos, segundo internautas

Dave Grohl: falando se já usou heroína ou cocaínaDave Grohl
Falando se já usou heroína ou cocaína


Sobre Damaris Hoffman

Damaris Hoffman, 28 anos, concluiu seu curso de Licenciatura em Filosofia, porém logo partiu para a área da Comunicação Social. Desenvolveu um estilo único de trabalho atuando no departamento de marketing artístico e produção de sua própria empresa. Responsável pela comunicação das bandas Cavalera Conspiracy e Soulfly na América Latina e assessora de imprensa full time das bandas Angra, Project46, Sioux66, Rygel, Capadocia, La raza, Bioface, Worst, e inúmeras outras. Assessora de comunicação das empresas Top Link Music e Honorsounds.

Mais matérias de Damaris Hoffman no Whiplash.Net.

adGooILQ