Matérias Mais Lidas

imagemO reencontro entre Steve Harris e Paul Di'Anno na Croácia

imagemEddie aparece em versão samurai no primeiro show do Iron Maiden em 2022; veja foto

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemConfira as músicas que o Iron Maiden tocou no primeiro show de 2022

imagemRoger Daltrey revela a música "amaldiçoada" que o The Who não toca mais ao vivo

imagemDee Snider cutuca bandas com falsas aposentadorias e ingressos caros

imagemSystem of a Down: por que Serj Tankian não joga mais nenhum vídeo game?

imagemJen Majura disse que sair do Evanescence não foi decisão dela e recebe apoio dos fãs

imagemO clássico do Helloween que fez Angra mudar nome original de "Running Alone"

imagemRobert Trujillo conta como uma abelha e "migué" quase causaram treta com James Hetfield

imagemOzzy Osbourne diz que está bem aos 73 anos, mas sabe que sua hora vai chegar

imagemSentado em cadeira de rodas, Paul Di'Anno faz primeiro show em sete anos

imagemEvanescence anuncia a saída da guitarrista Jen Majura

imagemOzzy Osbourne dá sua opinião sobre o streaming e dispara contra Spotify; "É uma piada"

imagemIron Maiden apresenta Eddie em versão samurai ao vivo; veja vídeo oficial


Slash: A lição aprendida após espalhar que Paul Stanley era gay

Por Nacho Belgrande
Fonte: Playa Del Nacho
Em 07/04/14

PAUL STANLEY diz que teve que ensinar uma dura lição a SLASH sobre diplomacia no rock n’ roll no começo da ascensão meteórica do GUNS N’ ROSES ao estrelato.

Em um trecho de sua autobiografia, ‘Face the Music: A Life Exposed’, o frontman do KISS recorda quando fora solicitado a se encontrar com o Guns N’ Roses, que estava prestes a iniciar o trabalho em seu primeiro LP, ‘Appetite For Destruction’. Ele não ficou lá muito impressionado logo de cara, descrevendo o guitarrista IZZY STRADLIN como ‘inconsciente, com baba escorrendo de um lado da boca’, e Slash como ‘semi-comatoso’.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Stanley afirma que ele mostrou a Slash como afinar a guitarra no método de cinco cordas soltas em Sol, tal como preferido por KEITH RICHARDS, e se ofereceu para apresentá-lo a pessoas que poderiam lhe fornecer guitarras de graça. Paul então foi assistir ao GN’R tocar em dois shows realizados em pequenas casas noturnas de Los Angeles, que ele descreve como ‘estupendos’.

Foi na segunda dessas noites que, aparentemente, começou a rusga entre os dois guitarristas. "Eles não estavam satisfeitos com o cara que estava mixando o som da mesa", lembra Stanley. "E Slash me pediu, do nada, que eu ajudasse. Décadas depois, a memória de Slash daquele dia era equivocada, para dizer o mínimo. Ele gostou de fingir que eu havia OUSADO interferir no som deles."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

As coisas só pioraram quando Slash supostamente começou a descer a lenha [em sentido figurado] em Paul.

"Imediatamente após minhas interações com a banda, eu comecei a ouvir muitas histórias que Slash estava contando pelas minhas costas – ele me chamava de gay, fez galhofa de minhas roupas, todo o tipo de coisa planejada para dar a ele algum tipo de credibilidade no rock às minhas custas. Isso foi anos antes de ele usar cartola, óculos de sol e um cigarro pendurado e se tornar um personagem de desenho animado com o qual ele continuaria a nos tapear por décadas."

Ainda de acordo com sua versão da história, Stanley deu a última palavra alguns meses depois quando Slash o telefonou para ver daquelas guitarras na vascaína. "Você quer que eu lhe ajude a arrumar guitarras depois que você saiu falando toda aquela merda sobre mim pelas minhas costas? Sabe, tem uma coisa que você vai ter que aprender, que é a não lavar sua roupa suja em público. Foi bom te conhecer. Vai se fuder."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Comente: Você acha que Paul Stanley é gay?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp




Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande.