Black Sabbath: "Bill não conseguia mais tocar", diz Geezer

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 21/05/14. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O baixista do BLACK SABBATH, GEEZER BUTLER, falou recentemente com a revista TIME OUT DUBAI sobre a possibilidade de a banda lançar outro álbum de estúdio para suceder ao CD de ‘reunião’ do ano passado, ‘13’.

64 acessosPesta: vinil analisado pelos canais Poeira de Vinil e Rock Diver5000 acessosQuiet Riot: quebrando disco de banda brasileira em 1985

“Ainda temos quatro músicas que sobraram de ‘13’, então talvez apenas gravemos mais umas quatro ou cinco e lancemos outro álbum. Se for a coisa certa. Nós não faríamos apenas por fazer, ou por dinheiro, ou o que fosse. Mas sim, talvez.”

Quando ao baterista fundador da banda, BILL WARD, ejetado da banda no começo de 2012 devido a disputas contratuais, Butler declarou:

“Começamos com Bill Ward dessa vez e apenas não rolou. Para ser totalmente honesto, ele não conseguia mais tocar. Ele estava pensando que poderíamos levar tipo, dez anos para fazer o disco, enquanto sabíamos que só tínhamos certo tempo para fazê-lo e sair em turnê, enquanto você ainda é bom no que faz. Bill estava bem fora de forma, e ironicamente, no hospital com problemas intestinais, então ele não seguiria com a turnê de qualquer modo, mesmo se tivéssemos continuado com ele. Eu amo Bill – todos nós amamos Bill. É algo horrível ele não poder ter completado o álbum. O Sabbath é o Sabbath. Somos nós quatro. Quase chamamos o disco de ’75 Por Cento’ uma hora [risos], porque era essa a sensação. Especialmente quando Brad Wilk veio tocar – isso foi ideia de Rick Rubin, e achamos que, se era para trazer um baterista totalmente novo, por que não podemos ter Bill? Mas Rick Rubin disse, ‘Nós não podemos ficar no estúdio para sempre esperando por Bill se resolver’”.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 21 de maio de 2014
Post de 22 de maio de 2014

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
Não pensou que viveria pra ver o fim dos álbuns

64 acessosPesta: vinil analisado pelos canais Poeira de Vinil e Rock Diver0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Sabbath"

VejaSPVejaSP
Momentos em que Ozzy Osbourne perdeu a noção

Heavy MetalHeavy Metal
As 10 introduções mais matadoras do estilo

Ronnie James DioRonnie James Dio
"Ozzy não canta como eu, Ian Gillan ou Rob Halford!"

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"

Quiet RiotQuiet Riot
Quebrando disco de banda brasileira em 1985

MilhõesMilhões
Os eventos com maior público da história da música

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Lemmy, do Motorhead, muito antes da fama

5000 acessosHeavy Metal: estressante, perturbador e faz mal ao coração5000 acessosNirvana: Krist Novoselic comenta o suicídio de Cobain5000 acessosMeet & Greet: Como os roqueiros de verdade se comportam5000 acessosDio: algumas curiosidades inusitadas sobre o vocalista5000 acessosTop 10: Álbuns conceituais5000 acessosMetallica: A histórica entrevista para a Playboy

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online