Tecnologia: Sony lança fita cassete para 47 milhões de músicas

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Esqueçam-se da nuvem, e reelaborem sua imagem mental daqueles misteriosos data centers. A Sony reinventou uma ferramenta para armazenar uma quantidade acachapante de dados:

Guns N' Roses: o "Chinese Democracy" que você nunca viuDe AC/DC a ZZ Top: Origens dos nomes de bandas e artistas de rock

A fita cassete.

Mas essa não é uma daquelas fitas de plástico que pareciam ter um chocalho dentro e que você costumava usar para compilar suas faixas favoritas para uma viagem de carro, e, por várias vezes, você foi forçado a rebobiná-la com um lápis.

A tecnologia inovadora de fita magnética da Sony permite que ela armazene até 185 terabytes de dados em um único cartucho. Esse é o mesmo espaço de 1184 iPod Classics, o de maior capacidade entre os players Apple, e que pode guardar cerca de 40 mil faixas. Com esse valor, o novo cassete Sony poderia, tecnicamente, armazenar cerca de 47.3 milhões de músicas em uma única unidade.

Isso é música o suficiente para uma viagem bastante longa. Se você é mais do tipo fã de cinema, pense do seguinte modo. O cartucho, que armazena até 148 GB por polegada de fita, tem espaço para 3700 discos de Blu-ray.

O número ultrapassa o já impressionante recorde anterior, de 2010, quando a Fuji desenvolveu uma fita que podia conter 35 terabytes de dados.

A Sony, que trabalhou com a IBM na fita, apresentou a tecnologia ao longo do fim de semana passado na conferência InterMag Europe, realizada em Dresden, Alemanha.

Falando em termos mais leigos, a tecnologia envolve o encolhimento das partículas magnéticas microscópicas na fita que armazena dados. Em média, as novas partículas têm 7.7 nanômetros de largura. Há 10 milhões de nanômetros em um centímetro.

Em um comunicado oficial, a Sony disse que gostaria de desenvolver um uso comercial para a nova tecnologia de fita cassete, assim como continuar a melhorá-la.

Mas, se você estiver sonhando em algum dia colocar essa fita em algum tipo de paraibão da era digital e apertar 'play', pode ser que se decepcione.

A fita tem potencial para um gigantesco armazenamento de dados, mas é imprópria para uso cotidiano. Gravar e coletar dados dela demora muito mais do que aparelhos de armazenamento digital e players aos quais estamos acostumados na era do streaming pela internet.

Portanto, é mais provável que a fita seja usada como back up de bancos de dados enormes do que para salvar e tocar nossas coleções musicais. Uma pena. Nós gostamos da ideia de precisar de apenas uma fita cassete para atravessar o país dirigindo.

Por Doug Cross da CNN




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Indústria Musical"


Bandas Novas: não sejam BURRAS de pagar para tocarBandas Novas
Não sejam BURRAS de pagar para tocar

Não culpe as gravadoras: você que é um tosco mesmo!Não culpe as gravadoras
Você que é um tosco mesmo!

A Música É O Que Importa: e mais 16 mentiras em que músicos creemA Música É O Que Importa
E mais 16 mentiras em que músicos creem


Guns N' Roses: o Chinese Democracy que você nunca viuGuns N' Roses
O "Chinese Democracy" que você nunca viu

De AC/DC a ZZ Top: Origens dos nomes de bandas e artistas de rockDe AC/DC a ZZ Top
Origens dos nomes de bandas e artistas de rock

Metallica: Ulrich comenta sobre seu maior erroMetallica
Ulrich comenta sobre seu maior erro

Metallica: Hammett e Ulrich escolhem álbuns e músicas dos anos 2000Metallica
Hammett e Ulrich escolhem álbuns e músicas dos anos 2000

Halloween: dez clássicos do Heavy Metal para curtir a dataHalloween
Dez clássicos do Heavy Metal para curtir a data

Metallica: corrigindo a injustiça contra Jason NewstedMetallica
Corrigindo a injustiça contra Jason Newsted

Iron Maiden: o destino final do Ed Force OneIron Maiden
O destino final do Ed Force One


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336