Metallica: banda planejou demitir Lars após a turnê de "MOP"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Ver Acessos

O guitarrista do ANTHRAX, SCOTT IAN, lembra do plano do Metallica para demitir LARS ULRICH na metade dos anos 80.

Metallica: filmagem profissional de "The Four Horsemen" em show na ÁustriaBig Four: astros da cena Heavy escolhem banda preferida

Ian, que lançou em 2014 seu livro, "I'm The Man: The Story Of That Guy From Anthrax", afirma que ele não acredita que eles teriam ido até o fim com isso, mas ele confirma que a reposição do baterista foi bastante discutida.

O fundador do Anthrax ficou próximo do Metallica nos anos 80, quando as duas bandas excursionaram juntas. Ele ouviu o plano para ejetar Ulrich, que teria sido bolado durante a turnê final de CLIFF BURTON com o Metallica antes de sua trágica morte em um acidente de ônibus em 1986.

Ele contou à rádio 94.3 Kilo: "Muita gente tem me perguntado sobre isso, e essa é uma história que tem circulado por aí faz muito tempo. Eu não estou expondo isso - não é minha intenção. O meu livro não é de revelações. Não é esse tipo de livro."

"Mas a história é que eles tinham feito um plano para mudar e arrumar um novo baterista. Todos ficamos muito surpresos com aquilo, porque a banda era os quatro. Eu pensei, 'Wow! Mesmo?' E eles me disseram, 'Sim. Quando terminarmos essa turnê, vamos achar outro baterista.'"

"O que é que eu podia fazer? Sendo amigo com todos eles, você se sente, 'Que pena pro Lars. Isso é uma merda.' E ao mesmo tempo, você espera que seus amigos possam seguir em frente ou fazer o que eles querem com suas vidas."

"Claro, a história acabou sendo diferente pro Metallica e eles vieram a se tornar, indiscutivelmente, uma das maiores bandas do planeta. Então eu apenas fico feliz que tudo deu certo pros meus amigos. Foi uma tragédia terrível Cliff ter sido morto naquele acidente de ônibus."

Apesar de ouvir a banda discutir o futuro de Ulrich, Ian insiste que ele acreditou que aquilo nunca se concretizaria.

Ele completa: "Eu honestamente acho que não teria acontecido. Porque, acredite, eu já pensei bem nisso ao longo dos anos. Eu honestamente acho que a turnê teria terminado e que os ânimos se esfriariam e não acho que a mudança teria ocorrido."




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Metallica"Todas as matérias sobre "Anthrax"


Metallica: filmagem profissional de "The Four Horsemen" em show na ÁustriaMetallica: Creeping Death ao vivo na Áustria

Metallica: quando Kirk Hammett ouviu o Wah Wah pela primeira vezMetallica
Quando Kirk Hammett ouviu o Wah Wah pela primeira vez

Michael Jackson: filha faltou à formatura para ir assistir o MetallicaMichael Jackson
Filha faltou à formatura para ir assistir o Metallica

Metallica: vídeo oficial de "One" ao vivo na RomêniaEm 18/11/1997: Metallica lançava o álbum Reload

Em 18/11/1962: nascia Kirk HammettEm 18/11/1962
Nascia Kirk Hammett

Metallica: em vídeo, como a banda sabotou a carreira do Jason NewstedMetallica
Em vídeo, como a banda sabotou a carreira do Jason Newsted

Metallica: filmagem profissional de "Harvester Of Sorrow" ao vivo em MoscouMetallica: vídeo de "Sad But True" em Moscou; confira

Metallica: Como seria se tocassem Moth Into Flame em 1989?Metallica
Como seria se tocassem "Moth Into Flame" em 1989?

Ghost: James Hetfield curte show da banda no meio da galeraGhost
James Hetfield curte show da banda no meio da galera


Big Four: astros da cena Heavy escolhem banda preferidaBig Four
Astros da cena Heavy escolhem banda preferida

Raul Seixas: Perguntas e respostas e curiosidades diversasRaul Seixas
Perguntas e respostas e curiosidades diversas


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

adGooILQ