Sepultura: Derrick fala da adaptação ao país e da família Gracie

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marii Franco, Fonte: Metal Underground, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Em entrevista para o site americano Metal underground, Derrick Green comentou entre outras coisas como é viver no Brasil.

Mike Portnoy: a reação ao ouvir garoto de 8 anos tocando cover do Dream TheaterJohnny Depp: a banda que poderia ter desbancado o Guns

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Metal Underground: "Você está falando (por telefone) do Brasil. Há quanto tempo você vive no país?

Derrick Green: É engraçado, antes de entrar para a banda, eu nunca tinha ido a América do Sul. Eu não falo português. Eu acho que eu nem sabia como a língua portuguesa soava até ouvi-la. Foi algo que soprou na minha mente para vir aqui e atualmente morar aqui. Mas foi ótimo! As pessoas são muito receptivos. Elas sabem que eu sou uma parte do Sepultura. É uma honra estar nesta banda que tem uma história tão grande aqui. São pessoas (o povo brasileiro em geral)que não escutam metal, mas sabem o nome da banda. Eles sabem que a banda está em turnê pelo mundo e representando o Brasil de uma forma muito positiva. É ótimo fazer parte disso. Levou realmente algum tempo para conhecer a linguagem, para aprender português, entender as diferenças culturais e assim por diante, mas eu tenho que te dizer que (o Brasil) realmente se tornou minha casa. As pessoas realmente me fazem sentir em casa.

MU: Eu vi uma foto sua vestindo uma camiseta do Gracie Jiu-jitsu. Royce Gracie aparece no vídeo de "Attitude". Você treina Jiu-jitsu?

DG: A família Gracie tem uma boa amizade com a banda. O Paulo treinou por uma época, mas isso foi há muito tempo atrás. Para mim, eu estou um pouco mais para o lado do boxe. Faz um tempo também (que não treino), mas eu realmente gostaria de voltar para o boxe clássico. Os Gracies foram bons amigos da banda por um tempo muito longo. Na gravação de "Attitude", eles estiveram totalmente em uma boa parte do vídeo. Houve um tempo em que o Paulo e o Igor estavam realmente muito interessados na luta. Eles tinham alguém viajando com eles e ensinando-os na estrada. Isso foi há muito tempo atrás.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Sepultura"


Iggor Cavalera: Quem acompanha, sabe que as letras vão mais pra esquerdaIggor Cavalera
"Quem acompanha, sabe que as letras vão mais pra esquerda"

Sepultura: Um histórico registro de um show em Londres em 1989Sepultura
Um histórico registro de um show em Londres em 1989


Mike Portnoy: a reação ao ouvir garoto de 8 anos tocando cover do Dream TheaterMike Portnoy
A reação ao ouvir garoto de 8 anos tocando cover do Dream Theater

Johnny Depp: a banda que poderia ter desbancado o GunsJohnny Depp
A banda que poderia ter desbancado o Guns


Sobre Marii Franco

Marii Franco, já passou dos 30 anos, coleciona palhetas, ama gatos e Ramones! Cresceu lendo e escrevendo para a Rock Brigade e sente muita falta da década de 90, para ela, uma das décadas mais divertidas do rock n'roll!

Mais matérias de Marii Franco no Whiplash.Net.

adGoo336