Regis Tadeu: Os 40 anos do sensacional "Physical Graffiti"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Bruce William, Fonte: Na Mira do Regis
Enviar correções  |  Ver Acessos

Regis Tadeu, crítico musical, jurado de Programa de TV, colunista/ produtor/ apresentador de portal, produtor/ apresentador de programas e Diretor de Redação/Editor de Revistas, falou sobre relançamento do "Physical Graffiti" do Led Zeppelin em seu novo texto da coluna "Na Mira do Regis", confira abaixo um trecho:

"Grafite físico". O que significava o título de um surpreendente álbum duplo de uma de minhas bandas favoritas em 1975? Nunca havia entendido o motivo que levou o Led Zeppelin a batizar seu então novo disco desta forma. Até que, recentemente, quando finalmente tomei contato com todos os detalhes da minuciosa história da banda que sempre foi liderada pelo Jimmy Page, saquei o real sentido do termo.

O tal "grafite físico" nada mais era do que a própria música que a banda havia feito até então, só que carregada de todo o suor, dor, alegria, tristeza e até mesmo o sangue que cada um dos quatro integrantes teve que derramar e viver àquela altura. Uma situação que iria piorar muito nos anos seguintes com as consequentes tragédias que se abateram sobre o grupo, como o falecimento do filho de Robert Plant e a estúpida morte de John Bonham.

Foram castigos demasiadamente pesados para quem tratava todos ao seu redor com desdém e até mesmo violência - no caso de Bonham, que costumava espancar roadies e jornalistas com inaceitável frequência - ou tudo foi uma questão de "karma ruim"? Nunca conseguiremos chegar a uma resposta final.

Por outro lado, a música presente em Physical Graffiti deve sim ser celebrada, relembrada e ver reverenciada esta semana, quando o álbum completa seu 40º aniversário. Parece incrível que, depois de tanto tempo, suas canções ainda consigam transmitir sensações ambíguas ao mesmo tempo: espontaneidade e minuciosa produção, diversão e audácia criativa, aspereza e refinamento. Yin e yang, tudo ao mesmo tempo e agora.

O texto completo está no link a seguir:

https://br.noticias.yahoo.com/blogs/mira-regis/os-40-anos-do...


Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Led Zeppelin"Todas as matérias sobre "Regis Tadeu"


Grammy: artistas amados que nunca ganharam umGrammy
Artistas amados que nunca ganharam um

Led Zeppelin: a estratégia para enganar as rádiosLed Zeppelin
A estratégia para enganar as rádios


Spike: os sete piores solos de guitarraSpike
Os sete piores solos de guitarra

Influências: Folk Metal e Música CeltaInfluências
Folk Metal e Música Celta


Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William no Whiplash.Net.

adGoo336