Matérias Mais Lidas

Iron Maiden: O anúncio da turnê 2022 está gerando grande polêmica (vídeo)Iron Maiden
O anúncio da turnê 2022 está gerando grande polêmica (vídeo)

Rock e metal: 5 álbuns de destaque que estão sendo lançados nesta sexta (16)Rock e metal
5 álbuns de destaque que estão sendo lançados nesta sexta (16)

Megadeth: 15 músicas perfeitas para mostrar a banda para um inicianteMegadeth
15 músicas perfeitas para mostrar a banda para um iniciante

Edu Falaschi: conheça as 10 participações especiais no álbum Vera CruzEdu Falaschi
Conheça as 10 participações especiais no álbum "Vera Cruz"

Iron Maiden: banda se une ao West Ham para lançar nova coleção de itens esportivosIron Maiden
Banda se une ao West Ham para lançar nova coleção de itens esportivos

James Hetfield: com Di'Anno e sem Dickinson, os 20 maiores vocalistas na opinião deleJames Hetfield
Com Di'Anno e sem Dickinson, os 20 maiores vocalistas na opinião dele

Doom Metal: A história do estilo em 29 músicas, segundo a Kerrang!Doom Metal
A história do estilo em 29 músicas, segundo a Kerrang!

Led Zeppelin: Jimmy Page elege seu melhor solo - e não é Stairway to HeavenLed Zeppelin
Jimmy Page elege seu melhor solo - e não é "Stairway to Heaven"

Mötley Crüe: a ousada tattoo de modelo paulista em tributo à bandaMötley Crüe
A ousada tattoo de modelo paulista em tributo à banda

Joey Ramone: há 20 anos, morria uma das maiores lendas da história do rockJoey Ramone
Há 20 anos, morria uma das maiores lendas da história do rock

Ozzy Osbourne: Madman dá a cura para a ressacaOzzy Osbourne
Madman dá a cura para a ressaca

Daniel Santiago: brasileiro lança o álbum Song for Tomorrow, com Eric Clapton; ouçaDaniel Santiago
Brasileiro lança o álbum "Song for Tomorrow", com Eric Clapton; ouça

Go Ahead And Die: banda de Max Cavalera lança Toxic Freedom, mais uma música novaGo Ahead And Die
Banda de Max Cavalera lança "Toxic Freedom", mais uma música nova

Metallica: por que James não ouve bateria de Lars no fone de retorno dos showsMetallica
Por que James não ouve bateria de Lars no fone de retorno dos shows

Jon Schaffer: ele assume culpa por duas acusações ligadas à invasão ao CapitólioJon Schaffer
Ele assume culpa por duas acusações ligadas à invasão ao Capitólio


Stamp

Nova Friburgo: celeiro de bandas na serra fluminense - parte 2

Por Antônimo Singular
Fonte: Site Cultura NF
Em 04/02/15

Considerando toda a história que Nova Friburgo tem com a música, conforme citada na parte 1 deste texto, encontrada no link abaixo, vendo o potencial dos artistas locais, a presença de plateia potencial para o ramo e a existência de diversos serviços e atividades que compõem a cadeia produtiva da música (artistas, produtores, estúdios de ensaio e gravação, luthiers, fabricantes de equipamentos, lojas de instrumentos, escolas de música, casas noturnas, empresas fornecedoras de sonorização, iluminação e palco, além de gráficas, rádios, TVs e etc.), constatou-se que Nova Friburgo era o lugar ideal para construir uma cena de música independente sólida. As peças da cadeia produtiva estavam todas presentes, porém desarticuladas e desmotivadas. Era preciso meter a mão na massa e articular o cenário local.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Nova Friburgo: Celeiro de bandas na serra fluminense - parte 1

Depois de várias ações de diversos grupos (inclusive com shows de grandes nomes), onde as bandas independentes sempre tinham um espaço de destaque (e em especial as bandas com trabalho autoral), em 2010, alguns músicos independentes de Nova Friburgo fundaram o COLETIVO SERRA ELÉTRICA – o qual se tornou o principal articulador da música independente na região e o primeiro coletivo do interior do estado do Rio a participar da rede internacional chamada de CIRCUITO FORA DO EIXO. Hoje, o coletivo atua além da música, abrangendo outras linguagens artísticas e ações culturais, mas a música independente ainda é o seu principal ramo de atuação.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Obviamente, não foi apenas o COLETIVO SERRA ELÉTRICA quem construiu o cenário atual. Esta construção é um movimento espontâneo. Ele surge porque há diversos atores em cena e participando ativamente desta construção. Mas o COLETIVO SERRA ELÉTRICA foi um catalisador destes atores e um grande combustível para a cena. Em 2010, tínhamos 02 ou 03 bandas de rock com repertório próprio e mais umas 04 ou 05 bandas cover realmente ativas na cidade. Depois de 04 anos de trabalho focado em abrir espaços para a música autoral, depois de fomentar apresentações de mais de 50 bandas independentes de vários lugares do país, hoje fazemos parte da rota que bandas de diversos lugares seguem e podemos contabilizar no mínimo umas 27 bandas locais rolando ativamente.

Sendo que destes grupos, pelo menos 09 conjuntos/artistas são completamente autorais e estão em plena atividade – apresentando-se frequentemente –, há mais 08 outras bandas também autorais (no mínimo) – embora não tão ativas, com apresentações bem esporádicas – e mais de 10 bandas cover. Ainda conseguimos contar pelo menos 07 bandas que têm integrantes vindos daqui – que foram buscar espaço em outras cidades e estão em plena atividade lá, frequentando a cena local de vez em quando – e mais umas 03 ou 04 bandas que não têm integrantes friburguenses, nem são formadas/sediadas aqui e estão frequentemente circulando na área. Isso tudo sem fazer pesquisa; só cutucando a memória rapidamente. Se houvesse um trabalho sistemático de mapeamento, esses números poderiam crescer.

E se começarmos a falar sobre a diversidade de estilos e estéticas musicais, este texto dobra de tamanho. A variedade é bem grande, embora as vertentes e/ou influências do rock ainda sejam maioria. Desses grupos todos, talvez um terço já esteja bem redondo, com trabalhos que estão praticamente maduros, e o restante está a caminho, no mesmo rumo e a passos largos. A cidade tem todos os pré-requisitos para se tornar uma das maiores referências do país nesta linguagem artística. Sua localização geográfica (bem no centro do estado do Rio de Janeiro) favorece sua interação com todos os pontos do estado e alguns pontos de outros estados, fazendo com que se torne estratégica na formação de circuitos de música. Além disso, Nova Friburgo já exerce um papel de centro irradiador na região serrana.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O momento atual demanda basicamente engajamento e investimento. Engajamento para sistematizar e organizar as ações, os profissionais e a rede produtiva de maneira mais eficiente e profissional. E investimento para aumentar o fluxo de capital neste circuito, possibilitando seu desenvolvimento. Como já dissemos, as peças da cadeia produtiva estão todas presentes, porém desarticuladas e desmotivadas. É preciso meter a mão na massa e articular o cenário local. Independência é o norte.

No próximo artigo, concluo esse assunto!

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

💬 Ler e postar comentários


publicidade
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Iron Maiden: Fã em cadeira de rodas emociona Bruce em Belo HorizonteIron Maiden
Fã em cadeira de rodas emociona Bruce em Belo Horizonte

Dead Fish: A proposta mais indecente que a banda já recebeu pelo FacebookDead Fish
A proposta mais indecente que a banda já recebeu pelo Facebook