Tá no Sangue!: Debate sobre o Death Metal gaúcho em livraria

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Maicon Leite, Fonte: Tá no Sangue!, Press-Release
Enviar Correções  

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

No próximo sábado, 20/06, será realizado um debate sobre a cena Death Metal gaúcha da década de 1990 (e começo de 2000) em livraria da capital gaúcha. A Sapere Aude! Livros, localizada na Rua Lopo Gonçalves, 33, sediará o encontro que visa elucidar alguns fatos de como surgiu a grande leva de bandas de Metal Extremo que devastou não só o Brasil naquela época, mas também a Europa e os EUA (vide o Krisiun e Rebaelliun, por exemplo).

Guns N' Roses: a história da saída de cada integranteRock, Revolução e Satanismo

Toda cena musical, em alguma determinada época, foi responsável pela criação e desenvolvimento de um certo tipo de sonoridade, que por se tratar de algo único, acabou marcando uma geração e colocando no mapa mundial bandas que até então estavam restritas ao seu próprio território de origem, como é o caso do Krisiun, que saiu de Porto Alegre e ganhou o mundo quando arriscou tudo indo para São Paulo. Fazendo uma comparação com os polos musicais de Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro, o Heavy Metal no Rio Grande do Sul ainda precisava de algo que o marcasse profundamente nesse âmbito e foi aí que as bandas de Death Metal entraram na jogada.

O debate sobre o assunto, que terá uma ampla abordagem na segunda parte da trilogia "Tá no Sangue! - A História do Rock Pesado Gaúcho", contará com a participação de ex-integrantes de bandas importantes para esta cena, como Maurício Weimar, ex-Nephast e The Ordher e Lohy Silveira, ex-Rebaelliun, além de outros músicos a confirmar. Dentre os vários depoimentos e entrevista já realizados para o livro, destacasse as palavras de Renato Sanson, do site Road To Metal: "Claro que sempre terá influência de bandas de fora, mas posso dizer que o RS se tornou tão grande para a cena Metal que com certeza quem ouve as bandas daqui sabe que não se parecem com as demais, principalmente as mais extremas. Digo isso, pois se você ouve uma banda de Black ou Death Metal aqui do Sul a primeira coisa que se fala em uma matéria ou resenha é o "Metal Extremo nos moldes gaúchos" ou coisas do gênero. Tenho muito orgulho desta cena e de poder fazer parte dela.".

O bate papo terá início às 14h e terá cerca de 2 horas de duração, onde os participantes discutirão o assunto tomando um delicioso café servido no local. Conforme for a receptividade desta primeira edição do debate promovido pelo Tá no Sangue!, novas edições serão anunciadas, abordando os mais diversos assuntos envolvendo o som pesado produzido no Rio Grande do Sul, com o intuito de promover novas ideias e afastar os amantes de Heavy Metal da vida virtual e viverem a vida da forma mais real e palpável possível. Nada melhor do que dentro de uma livraria e conversando sobre um assunto tão interessante! Como as vagas são limitadas, acesse o evento do Facebook e confirme sua presença no tópico sobre as vagas.

Evento no Facebook:
https://www.facebook.com/events/1419648438358580

Site oficial:
https://www.tanosangue.net



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Guns N' Roses: a história da saída de cada integranteGuns N' Roses
A história da saída de cada integrante

Rock, Revolução e SatanismoRock, Revolução e Satanismo


Sobre Maicon Leite

Maicon Leite é assessor de imprensa na Wargods Press, colaborador na revista Roadie Crew e um dos autores do livro Tá no Sangue! - A História do Rock Pesado Gaúcho, dentre outros projetos e publicações.

Mais matérias de Maicon Leite no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin