Metal: entrevistadas opinam sobre o papel da mulher na cena

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Carlos Garcia, Fonte: Site Road to Metal
Enviar Correções  

A ideia desta matéria realizada pelo site Road to Metal (devidamente batizada "Maidens of Metal", também aproveitando o trocadilho com "Made of Metal) surgiu em março, no clima do mês da Mulher e do Dia Internacional das Mulheres, foi cogitado realizar um artigo especial, então foram colhidos e compilados depoimentos de algumas mulheres atuantes na cena Metal e Rock Pesado, buscando entrevistadas em diversos países, algumas mais experientes, outras que estão com uma carreira já em consolidação e outras ainda buscando espaço, para saber a opinião delas quanto ao papel hoje da mulher nessa cena, antes dominada pelo sexo masculino e também sobre os rótulos de "Female Fronted Band".

Vanessa Frehley: amor sem limites ao KissFreddie Mercury: veja a primeira foto do cantor no palco, ainda nos anos sessenta

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Antes, as raras pioneiras penavam com a discriminação e falta de apoio, mas buscaram seu lugar e conquistaram respeito, e hoje, elas estão em praticamente todas as área desta "indústria musical".

Confira alguns trechos abaixo:

"Eu acho que é importante para as mulheres no Metal não se preocuparem com os estereótipos, ou em encaixar em determinado papel ou movimento, e se concentrar apenas em realizar sua visão pessoal como artista. " London Wilde (Vocalista/Produtora - WildeStarr - EUA)

"Hoje as mulheres tentam contribuir com sua parcela a sério neste negócio... e seu objetivo é combinar sua ternura natural e poder... criar beleza e ser firme." Daria Piankova (Guitarrista – Concordea – Rússia)

"A mulher da cena hoje é consciente do seu direito e seu espaço, sente-se a vontade para falar, tocar, curtir, ir onde ela quiser, dizer suas opiniões , encarar quem quer que a afronte, de igual pra igual. E o cenário só tem a ganhar com isso!" Jana Lemos (Sakhet - Brasil)

"O importante é que não estejamos nos destacando apenas por ser mulher, mas sim por ter capacidade e atitude tanto quanto os homens. Hoje em dia ainda representamos uma minoria, mas esse número vem crescendo" Deisi Wolff (Soul Torment - Brasil)

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Talvez a cena Metal e Rock foi originalmente dominada por homens, mas hoje em dia as mulheres têm provado ser capazes de ser líder da matilha. Uma voz feminina pode facilmente equilibrar e complementar o peso da música neste gênero." Carla Van Huizen (La Ventura - Holanda)

"Uma coisa que eu acho que realmente é preciso, é se livrar do rótulo de "Female Fronted Metal", ele não diz nada sobre a música que uma banda realiza!" Marcela Bovio (Stream of Passion - México/Holanda)

Leia no Road a matéria completa:
http://goo.gl/ptwHfT

English Version:
http://goo.gl/s3Xiqj




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Vanessa Frehley: amor sem limites ao KissVanessa Frehley
Amor sem limites ao Kiss

Freddie Mercury: veja a primeira foto do cantor no palco, ainda nos anos sessentaFreddie Mercury
Veja a primeira foto do cantor no palco, ainda nos anos sessenta


Sobre Carlos Garcia

Antes de tudo sou um colecionador, que começou a cair de cabeça no Metal e Classic Rock quando o Kiss esteve no Brasil em 1983, a partir daí não parei mais. Criei fanzines, como o Zine Barulho, além de colaborar com outros zines e depois web zines e sites, como os saudosos Metal Attack e All the Bangers. Atualmente sou um dos editores e redator do Road to Metal. O melhor de tudo são as amizades que fazemos, além do contato e até amizade com alguns de nossos heróis.

Mais matérias de Carlos Garcia no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280