David Bowie: Da transfiguração à subversão

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fernando Yokota, Fonte: Fernando Yokota
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 11/01/16. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

DAVID BOWIE, o “camaleão do rock”. Não deixa de ser verdade, mas ao mesmo tempo chega a ser triste reduzi-lo a isso para que caiba no alfarrábio do rock. Triste e injusto, porque o verbete David Bowie transpassa o rock, transborda a cultura pop e deságua na própria história da segunda metade do século XX.

5000 acessosFotos de Infância: Max e Igor Cavalera, do Sepultura5000 acessosSeparados no nascimento: Bruce Dickinson e Leopoldo Pacheco

Fui mais um desses que cresceu no fim da década de 80. Como muitos moleques da minha idade, a primeira vez que vi o Bowie foi assistindo a uma cópia surrada em VHS de Christiane F. numa aula. Era uma espécie de ritual de “boas vindas ao mundo adulto” ao qual muita gente passou à época. Bowie, que nunca foi só rock, deixou de ser só cultura pop e virou material escolar.

Mais ou menos à mesma época, o país inteiro ouvia David Bowie e a maioria nem sabia (eu só fui descobrir depois). O NENHUM DE NÓS de THEDY CORREA (o Rivers Cuomo antes de Rivers Cuomo) estourava com o seu Astronauta de Mármore, quem no fim das contas nem deles era. Com o Starman falando a língua de Camões, Bowie virou rock nacional.

Nem com a minha banda favorita da adolescência, o GUNS N’ ROSES, escapei do camaleão. Lendo o que tinha à época – as Top Rocks, Rock Brigades e as esporádicas Metal Edges e Kerrangs importadas – descobri que a mãe do SLASH desenhava as roupas do Bowie (sem falar no hoje confirmado affair entre eles).

Na década de 90, ninguém ficou imune ao NIRVANA, e no baixar das cortinas de KURT COBAIN a banda grava aquele que talvez seja o mais essencial dos Acústicos MTV. Agora não era mais no rádio, mas toda hora na TV passavam o clipe daquela música que fazia todo mundo querer dormir até a vida acabar. Mais uma vez, o Bowie metera o pé de cabra na porta da vida de muitos de nós com The Man Who Sold The World. Mais uma vez, este então moleque só foi descobrir depois que o memento mori de KURT COABIN na MTV era um cover de... DAVID BOWIE. Ziggy tocava guitarra, e agora usava uma camisa de flanela.

Anos depois, fui me meter a querer tocar guitarra. Eu era muito ruim, mas tinha muita vontade. O que faltava em talento tentava compensar em leitura e pesquisa. Revirando as lojas de discos e enchendo o saco dos vendedores nas lojas de discos (a internet da época), acabei virando fanático pelo PAUL GILBERT, suas guitarras coloridas com franjas e as milhões de tercinas por segundo. Comprei tudo dele. No tracklist de um dos discos do MR.BIG, vi Sufragette City e a essa altura já estava vacinado. O que eu não esperava era encontrar Moonage Daydream num disco do RACER X, a banda de metal de Gilbert dos anos 80. Pensando bem, o que era aquele visual das bandas dos anos 80 senão uma releitura meio aguada da androginia bowieana?

Paralelamente, descobri aquele que até hoje deve ser meu músico favorito: STEVIE RAY VAUGHAN. Força da natureza que foi, ele teria sido famoso de qualquer forma, mas teria este moleque no interior do Brasil descoberto o texano da guitarra surrada se não fosse pela notoriedade ganha tocando num certo Let’s Dance?

Ele, portanto, pode até ser o camaleão, mas isso não é o menos importante. A cada nova fase ele polinizava um canto do universo da cultura pop (no qual tinha laissez-passer irrestrito) e assim o fez até que a última pedra estivesse revirada e todos nós fôssemos descendentes dele. Para mim (e, tenho certeza, para muitos), a descoberta do meu gene bowieano foi um movimento de dentro para fora. Ele já estava nas bandas que eu gostava e nos filmes que eu assistia. Nunca me tornei um fã, só descobri que era. Para a história, DAVID BOWIE será lembrado para sempre pela transfiguração, mas para mim seu dom mais poderoso será sempre o da subversão.

Subversão que faz com que, do Seu Jorge ao Behemoth, sejamos todos DAVID BOWIE.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 12 de janeiro de 2016

Morte de David Bowie

5000 acessosDavid Bowie: lendário cantor morre, aos 69 anos de idade5000 acessosSasha Grey: ela também é fã de David Bowie1856 acessosHeavy Lero: David Bowie, de 1969 a 19795000 acessosLemmy e David Bowie: a conexão entre dois artistas tão diferentes5000 acessosDavid Bowie: 10 citações do camaleão do rock5000 acessosDavid Bowie: rockstars comentam morte do lendário artista5000 acessosDavid Bowie: Cantor perdeu batalha de 18 meses contra câncer5000 acessosNando Moura: David Bowie - Só os medíocres não morrem3402 acessosDavid Bowie: Homenagens chegam também de fora do Planeta Terra4952 acessosRush: banda comenta morte de David Bowie5000 acessosSlash: apesar de episódio com a mãe, lamenta morte de David Bowie5000 acessosDavid Bowie: Mick Jagger comenta a morte de seu amigo4834 acessosDavid Bowie e Lemmy: "Espere até ver como é o bar!"5000 acessosDavid Bowie: a última foto pública e a última foto privada5000 acessosDavid Bowie: AC/DC, Ozzy, Tarja, Slipknot e outros comentam morte2135 acessosBumba Meu Bowie: Homenagem a David Bowie no Carnaval de Olinda2954 acessosStone Temple Pilots: "Bowie, diga a Scott que o amamos muito"2269 acessosAlice Cooper: ele também sentiu a perda de David Bowie5000 acessosDavid Bowie: câncer de fígado e seis ataques cardíacos recentes5000 acessosDavid Bowie: A última conta de twitter que ele seguiu foi "Deus"3898 acessosDavid Bowie: Petição para Deus pede cancelamento da morte976 acessosDavid Bowie: catedral inglesa homenageia o Camaleão1087 acessosPaulo Baron: Empresário lamenta morte de nossos ídolos763 acessosDavid Bowie: audições do cantor aumentaram 2822% no Spotify3397 acessosDavid Bowie: não vai ter funeral, conforme desejo do artista1540 acessosDavid Bowie: homenagens anônimas começam a aparecer na Internet323 acessosDinosaur Jr: Pronunciamento e tributo de J Mascis para David Bowie982 acessosDavid Bowie: O obituário do Camaleão em formato HQ537 acessosBrit Awards: Adele, Bono, Oasis homenagearão Bowie?2672 acessosDavid Bowie: Deus foi a última pessoa que ele seguiu3638 acessosLady Gaga: Fazendo tatuagem em homenagem a David Bowie1653 acessosDavid Bowie: homenageado por artistas de quadrinhos0 acessosTodas as matérias sobre "Morte de David Bowie"

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Morte de David Bowie"0 acessosTodas as matérias sobre "David Bowie"

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Os membros do Sepultura muito antes da fama

Separados no nascimentoSeparados no nascimento
Bruce Dickinson e Leopoldo Pacheco

Dave MustaineDave Mustaine
A bizarra semelhança com um Cocker Spaniel

5000 acessosOccult Rock: dez novas ótimas bandas para você conhecer5000 acessosGuitarristas: você consegue identificar todos nesta imagem?5000 acessosMetal: por que os metalheads vivem presos no passado?5000 acessosVelvet Revolver: Os vocalistas já cogitados para a banda5000 acessosExodus: Gary Holt diz quem são seus ídolos no Metal5000 acessosDJ Ashba: "Eu não estou tentando imitar Slash de jeito nenhum"

Sobre Fernando Yokota

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online