Gary Holt: ele defende que o Slayer não é uma banda racista

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

Em uma nova entrevista com a SF Weekly, o guitarrista do SLAYER, Gary Holt, comentou sobre as acusações de supremacia branca e racismo que foram levantadas contra a banda. Ele disse: 'Eu acho que é uma das coisas mais ridículas quando as pessoas dizem isso. Jeff [Hanneman, falecido guitarrista da banda] era um grande fã da história da Segunda Guerra Mundial e Jeff escreveu todas essas músicas. Sou velho o suficiente para lembrar de quando o canal History não mostrava nada além de programas sobre história e era basicamente Adolf Hitler o dia inteiro. Mas se alguém escreve uma música sobre isso, é como se de repente, quem quer que tenha escrito, é um simpatizante nazista, o que obviamente não é verdade. É uma lição de história. Você está cobrindo um assunto sombrio e você está olhando para algo que acha doentio o suficiente para acompanhar os riffs que você está escrevendo para aquela música. Você sabe, você pode fazer um filme sobre isso e vai ganhar um Oscar, mas se uma banda escrever uma música, eles são simpatizantes. Sempre achei isso completamente ridículo.'

publicidade

publicidade



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Johnny Ramone: Não era bom abrir o show do Black SabbathJohnny Ramone
"Não era bom abrir o show do Black Sabbath"

Rob Halford: Uma resposta educada a comentários de DickinsonRob Halford
Uma resposta educada a comentários de Dickinson


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin