Autoral Brasil Kiss FM: a renovação do rock nacional

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Batalha, Fonte: ASE Music, Press-Release
Enviar correções  |  Ver Acessos

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

O programa Autoral Brasil Kiss FM estreará na programação da Kiss FM nesta quinta-feira (07), às 21h, tendo como objetivo auxiliar as inúmeras bandas de rock que não têm espaço para divulgar seus trabalhos, bem como trazer informação do mercado da música e gestão de carreira. O programa sempre contará com a presença de um profissional da cadeia produtiva da música, uma banda ou um artista de rock independente e, vez ou outra, a participação de artistas ou bandas já consagradas e conhecidas pelo grande público.

AC/DC: os últimos dias do vocalista Bon ScottMetallica: por que 9 entre 10 fãs odeiam "Load" e "Reload"?

Com uma proposta diferente de tudo que já apareceu em rádios brasileiras, o Autoral Brasil Kiss FM, que será comandado por Paul Martins, Marcel Costa e com 'pitacos' de Edu Parez, também tem como diferencial os prêmios. Entre eles, bolsas de estudo de música, cursos de Music Business, gravação de singles em grandes estúdios, gravação de videoclipe, sessão de fotos profissionais, vagas para grandes festivais, além de instrumentos musicais e acessórios.

"Pode soar audacioso quando falamos sobre a renovação do rock nacional, mas acredito que a chegada da internet e, principalmente, das redes sociais e plataformas digitais, nos possibilitou conhecer inúmeras bandas brasileiras de rock. Elas têm qualidade, capacidade e merecimento de fazer parte da programação das maiores rádios do Brasil e do mundo", afirmou Paul Martins. "Artistas independentes estão se profissionalizando, aprendendo sobre gestão de carreira, desenvolvendo novos modelos de negócios para o mercado da música e, com isso, estão gerenciando melhor as suas carreiras. A Kiss FM já entendeu essa demanda há tempos e por isso aposta nessa renovação através do programa", acrescentou.

Paul Martins ainda ressalta a importância da década de 80 para o rock nacional, mas aponta mudanças significativas do cenário. "A década de 80 e meados de 90 nos trazem muita inspiração. A cultura do rock nunca esteve tão em alta, mas os anos passaram e a forma de produzir e consumir música mudou. Precisamos acompanhar as transformações tecnológicas e de comportamento. Costumo dizer que a fatia do bolo é menor para todos os artistas e, por isso, é importante unir o antigo com o novo, o grande com o pequeno, nesta reconstrução e renovação do rock nacional", observou.

Artistas e bandas que tiverem interesse em participar do Autoral Brasil Kiss FM, ficar por dentro das informações sobre o mercado da música e construção de carreira, devem se cadastrar no site autoralbrasil.com.br. Para participar das promoções do programa e concorrer a prêmios, fiquem atentos as Redes Sociais da Kiss FM.

O ouvinte poderá acompanhar o programa em São Paulo (102,1 FM), Campinas (SP) e região (107,9 FM), Rio de Janeiro - São Gonçalo (91,9 FM) e litoral paulista (102,9 FM), ou pelo site kissfm.com.br.

SERVIÇO:
Veículo: Rádio Kiss FM 102,1
Programa: Autoral Brasil Kiss FM
Apresentação: Paul Martins e Marcel Costa
Estreia: 7 de fevereiro (quinta-feira)
Periodicidade: Quintas-feiras (ao vivo)
Horário: Das 21 às 22h




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Notícias

AC/DC: os últimos dias do vocalista Bon ScottAC/DC
Os últimos dias do vocalista Bon Scott

Metallica: por que 9 entre 10 fãs odeiam Load e Reload?Metallica
Por que 9 entre 10 fãs odeiam "Load" e "Reload"?


Sobre Ricardo Batalha

Ricardo Batalha, formado em Direito pela FMU, é um dos diretores da empresa ASE Press, integra o conselho editorial do Jornal Momento Notícias e vem trabalhando de forma fixa na Revista Roadie Crew desde 1996. Começou editando os fanzines Deathcore e Silent Rage e se tornou uma biblioteca do Metal brasileiro, colaborando para diversos veículos de mídia ligados ao Heavy/Rock desde os anos 1980. Suas bandas preferidas são Black Sabbath, Judas Priest e Accept, mas nunca escondeu a predileção pelo Hard Rock dos anos 80, especialmente o Ratt.

Mais matérias de Ricardo Batalha no Whiplash.Net.

adGooILQ