Rolling Stones: cinzeiro elétrico é o que mantém Mick Jagger e Keith Richards unidos?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda, Fonte: Twitter
Enviar correções  |  Ver Acessos

Mick Jagger e Keith Richards já protagonizaram brigas que quase deram fim aos Rolling Stones. Porém, o atual momento é de paz.

Mick Jagger: criticando Trump e Bolsonaro por falta de políticas ambientaisRaimundos: O verdadeiro motivo para a saída de Rodolfo da banda

Curiosamente, o crítico musical Neil McCormick revelou um elemento que está ajudando a manter a saúde do relacionamento entre Mick Jagger e Keith Richards: um cinzeiro elétrico. O objeto seria o responsável por não "azedar" a rotina da banda, que estava em turnê pela América do Norte até o último fim de semana.

"Hoje, fiquei sabendo que Keith Richards tem um cinzeiro elétrico que absorve a fumaça, então, o hábito não deixa Mick Jagger chateado nos bastidores. Além disso, (ele usa) um sino de hotel para chamar o seu técnico de guitarra. Rock n roll", afirmou o jornalista.

Embora siga fumando, Keith Richards revelou, em entrevista no fim de 2018 à "Rolling Stone", que "praticamente parou de beber". "Já faz um ano. Tirei a tomada disso. Fiquei de saco cheio", afirmou o guitarrista, conhecido pelos vícios ao longo das décadas.

A expressão "praticamente" foi utilizada para descrever a sobriedade de Keith Richards porque, de certo modo, ele não parou de consumir álcool por completo. Ocasionalmente, o guitarrista ainda bebe uma taça de vinho ou um copo de cerveja, mas não vai além disso, porque sentiu que "era a hora de parar, assim como todas as outras coisas... não percebo diferença, a não ser de que não bebo - não estava sentindo que era algo certo, simplesmente não quis mais".

Colega de guitarras dos Stones, Ron Wood refletiu sobre a sobriedade de Keith Richards durante a mesma entrevista. Wood, que está sóbrio desde 2010, disse que ofereceu "todo o apoio" para o amigo. "Não funcionava mais para ele, sabe? O Keith que conhecíamos tinha um limite. Se ele bebesse algo além do limite, ele se tornava alguém desagradável. Esse limite se tornou cada vez mais curto e ele percebeu isso", afirmou.

Wood destacou, ainda, que a sobriedade de Richards fez com que se tornasse "um prazer" trabalhar com ele. "Ele está muito mais maduro. Está mais aberto a ideias que, antes, me faziam ranger os dentes e pensar: 'ele vai falar m*rda por sugerir isso'. Agora, ele só diz: 'legal, cara'", disse.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Rolling Stones"Todas as matérias sobre "Mick Jagger"Todas as matérias sobre "Keith Richards"


Mick Jagger: criticando Trump e Bolsonaro por falta de políticas ambientaisCollectors Room: encontrando raridades dos Rolling Stones (vídeo)Rolling Stones: e as pedras rolaram em Marte

Rolling Stones: em show, Robert Downey Jr anuncia rocha marciana com nome da bandaRolling Stones
Em show, Robert Downey Jr anuncia rocha marciana com nome da banda

Rolling Stones: "Harlem Shuffle" ao vivo pela primeira vez desde 90Ed Sheeran: não é mais do U2 a turnê mais lucrativa da históriaStones: novo documentário fala sobre a morte de Brian JonesRolling Stones: "Brian Jones era o verdadeiro líder", diz Bill Wyman

Ultimate Classic Rock: as dez melhores duplas de guitarristasUltimate Classic Rock
As dez melhores duplas de guitarristas

Paul McCartney: Os Rolling Stones invejavam os Beatles?Paul McCartney
Os Rolling Stones invejavam os Beatles?

Johnny Depp: nunca mais deve beber em noitadas com Keith RichardsJohnny Depp
Nunca mais deve beber em noitadas com Keith Richards


Raimundos: O verdadeiro motivo para a saída de Rodolfo da bandaRaimundos
O verdadeiro motivo para a saída de Rodolfo da banda

Steven Tyler: Há álbuns que prefiro esquecerSteven Tyler
"Há álbuns que prefiro esquecer"

Guns N' Roses: funkeiro assassina clássico máximo da bandaGuns N' Roses
Funkeiro assassina clássico máximo da banda

Semelhança: vocalistas de rock com vozes quase iguaisMegadeth - Perguntas e RespostasSaxon: "'Crusader' é nosso maior álbum", afirma Biff ByfordKurt Cobain: ele era tão vaidoso quanto Nikki Sixx, diz lendário fotógrafo

Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336