Alta Fidelidade: Juba, as histórias da Blitz e do rock and roll

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Bruce William, Fonte: Alta Fidelidade
Enviar correções  |  Ver Acessos

Neste vídeo do canal Alta Fidelidade, Luiz Felipe Carneiro bate um longo papo com Juba, integrante da Blitz.

Eddie: a foto que supostamente inspirou Derek RiggsMetallica: Jason explica o baixo apagado de And Justice For All

No início de 1981 Evandro Mesquita e Lobão foram convidados por Mauro Taubman, dono da grife Company, para tocarem no Caribe, bar que o empresário estava inaugurando na orla de São Conrado. Embora na época tocassem apenas por passatempo, os dois aceitaram e recrutaram amigos músicos para fazer a apresentação na estreia do bar, em 21 de fevereiro, gerando grande repercussão no local, o que levou a uma série de outras apresentações com uma rotatividade de músicos convidados, mantendo apenas os dois fixos. Buscando profissionalizam-se, os dois amigos buscaram músicos para juntarem-se a eles, trazendo Fernanda Abreu e Marcia Bulcão para nos backing vocals, Ricardo Barreto na guitarra, Antônio Pedro Fortuna no baixo, Billy Forghieri nos teclados, além do próprio Evandro no vocal e Lobão na bateria. Em 15 de janeiro de 1982 a banda sobe no palco do Circo Voador, maior casa de shows carioca da época, tocando pela primeira vez sob o nome de Blitz - nome inspirado pela quantidade de vezes que Evandro era parado pela polícia e multado. A repercussão chamou atenção da EMI, que assinaram contrato com a banda e, em 20 de julho, é lançado o primeiro single, "Você Não Soube Me Amar". Em três meses o compacto com apenas a faixa vendeu 100 mil cópias, se tornando a canção de maior sucesso deles. Na sequência foi lançado o primeiro álbum, As Aventuras da Blitz 1, que vendeu 300 mil cópias e gerou grande repercussão pela mistura de músicas humoradas e figurinos futuristas.

As divergências artísticas de Lobão e Evandro cresciam descontroladamente e, dias depois do lançamento do disco, Lobão decidiu deixar a banda, sendo substituído por Juba na bateria. A BLITZ se tornou uma das pioneiras do movimento do rock brasileiro da década de 1980. O segundo single lançado, "Mais Uma de Amor (Geme Geme)", se tornou o segundo maior sucesso da banda, embora tenha esbarrado na censura pela composição com teor sexual. "Cruel Cruel Ezquizofrenético Blues" foi lançada como terceiro single. Em junho de 1983 é lançado o novo single do grupo, "Dois Passos do Paraíso", trazendo uma temática mais leve para que não fosse barrada pela censura. Na sequência é lançada "Betty Frígida", a canção mais ácida da banda, que contava a história de uma relação sexual que foi ruim para ambos os lados. Em 10 de setembro é lançado o segundo álbum, Radioatividade, com uma grande festa organizada na sede da EMI, que reuniu grandes artistas como Caetano Veloso e Paulo Cézar Lima. A turnê da banda, dirigida por Patrícya Travassos, alcançou um público recorde e os primeiros shows bateram 50 mil pessoas. O terceiro e último single lançado foi "Weekend".




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Blitz"


Rock Nacional: 12 discos fundamentais para explicar os anos 80Rock Nacional
12 discos fundamentais para explicar os anos 80

Anos 80: canções nacionais com nomes de garotasAnos 80
Canções nacionais com nomes de garotas

Antonio Pedro Fortuna: Parte da história do rock nacionalAntonio Pedro Fortuna
Parte da história do rock nacional


Eddie: a foto que supostamente inspirou Derek RiggsEddie
A foto que supostamente inspirou Derek Riggs

Metallica: Jason explica o baixo apagado de And Justice For AllMetallica
Jason explica o baixo apagado de And Justice For All

Aerosmith: Tyler acha que Kiss é banda de história em quadrinhosAerosmith
Tyler acha que Kiss é banda de história em quadrinhos

Marilyn Manson: "Sou o monstro do Lago Ness! Sou o Bicho Papão!"Metallica: ouça "Nothing Else Matters" em escala maiorGuns N' Roses: os álbuns da banda, do pior para o melhorO tempo não para: fotos do antes e depois de alguns rockstars

Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336