Matérias Mais Lidas

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemEdu Falaschi descobriu que seu primo famoso tem mais seguidores que ele no Instagram

imagem"Éramos nós contra o mundo" relembra Bill Ward, sobre o início do Black Sabbath

imagemGregório Duvivier: "Perto de Chico Buarque, Bob Dylan é uma espécie de Renato Russo!"

imagemAC/DC: Angus Young conta como é para ele o antes, o durante e o depois de um show

imagemDave Mustaine cutuca Kiss e bandas "preguiçosas" que usam playbacks

imagemMax Cavalera diz quais foram os dois discos mais difíceis que já gravou

imagemIggor Cavalera diz que reunião da formação clássica do Sepultura seria incrível, mas...

imagemRush: Geddy Lee comenta as dificuldades da gravação de "Hemispheres"

imagemA categórica opinião de Dave Mustaine sobre religião "abusiva e falsa" de sua mãe


Stamp

Whitesnake: Coverdale achou que a festa havia acabado quando fez "Here I Go Again"

Por Igor Miranda
Fonte: Appetite for Distortion / BW
Em 29/04/20

O vocalista David Coverdale refletiu sobre a composição de "Here I Go Again", um dos clássicos do Whitesnake, em entrevista ao podcast "Appetite for Distortion". A canção foi lançada originalmente no álbum "Saints & Sinners" (1982), mas só estourou mesmo no disco autointitulado, também conhecido como "1987", divulgado 5 anos depois.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Durante a entrevista, Coverdale achou que muitas coisas haviam mudado em sua vida quando "Here I Go Again" foi criada. "Quando eu estava fazendo 'Here I Go Again', como eu estava chegando ao meu aniversário de 30 anos, achava que a festa tinha acabado. Estava inconsolável", disse.

Apesar disso, a "festa" do vocalista continuou. "Após 38 anos, estou lançando álbuns, fazendo novos acordos com gravadoras. É louco", diz ele, que fará 69 anos no próximo dia 22 de setembro.

O cantor reconhece não saber como será seu futuro na música. "Se posso cantar ou não 'Still of the Night' quando estiver na casa dos 70 anos, não tenho certeza. Mas quem sabe? Fui surpreendido tantas vezes na vida e soube que a mágica existe. Você faz planos e Deus dá risada, jogando outras coisas na sua vida", afirmou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ouça a entrevista a seguir, via Soundcloud (em inglês, sem legendas ou tradução para o português).

Whitesnake - Here I Go Again

A letra de "Here I Go Again" aborda uma reflexão de David Coverdale a respeito de seguir buscando aquilo que tinha como objetivo. "E aqui vou eu de novo, sozinho; Seguindo pela única estrada que conheço; Como um andarilho, eu nasci para caminhar sozinho; Mas eu me decidi, não vou perder mais tempo", diz o refrão, em tradução livre para o português.

Coverdale conta, em entrevistas, que a composição foi feita a respeito do fim de seu primeiro casamento. "Crying in the Rain", que também foi lançada no álbum "Saints & Sinners" e regravada em "1987", é outra canção cuja letra aborda o mesmo tema.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Existem três versões em estúdio gravadas para "Here I Go Again". Todas, obviamente, apresentam David Coverdale nos vocais, mas as formações de músicos são diferentes.

A original, de 1982, traz Bernie Marsden e Micky Moody nas guitarras, Neil Murray no baixo, Ian Paice na bateria e Jon Lord nos teclados.

Já a que consta no álbum "1987" tem John Sykes na guitarra, Adrian Vandenberg tocando apenas o solo de guitarra, Neil Murray no baixo, Aynsley Dunbar na bateria e Don Airey e Bill Cuomo nos teclados.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por fim, uma versão que poucos conhecem no Brasil é a edição single lançada nas rádios americanas. A regravação, que consta na coletânea "Greatest Hits" (1994) e conta com arranjos e duração diferentes, foi feita por Dan Huff na guitarra, Mark Andes no baixo e Denny Carmassi na bateria, além de Don Airey e Bill Cuomo novamente nos teclados.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Airbourne 2022
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp




Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.