Beatles: "A 1ª vez que vi Yoko, ela estava deitada numa cama no estúdio", diz Ringo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda
Enviar Correções  

O baterista Ringo Starr, dos Beatles, concedeu uma entrevista especial para a jornalista Ana Maria Bahiana, da "Folha de S. Paulo". Em meio aos vários assuntos abordados, o músico falou de sua relação com Yoko Ono, viúva de John Lennon, parceiro de banda de Starr.

Linkin Park: Qual a relação da morte de Chester Bennington com Chris Cornell?

Whiplash.Net: Como enviar conteúdo ou se tornar um colaborador do site

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Durante o bate-papo, Ringo destacou que a imprensa atribuiu um papel muito pesado a Yoko, a culpando pelo rompimento dos Beatles. O músico disse que nunca se sentiu desconfortável com a então esposa de John e que chegou a tocar em outros trabalhos do casal.

"Nunca me senti desconfortável com ela. Na verdade, trabalhei em vários projetos dela e do John. Toquei nos primeiros discos da Plastic Ono Band. É importante apoiar os amigos, apoiar uns aos outros. Já dei até conselho para ela", diz ele, rindo muito, de acordo com a reportagem.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O músico completa, em tom de brincadeira: "Você sabe como ela canta, não é? (Imita os sons desconexos de Yoko) Um dia eu disse: 'Yoko, você devia fazer um disco, cantar suas canções'. E ela gravou um álbum cantando as composições dela. Da próxima vez que encontrei com ela, eu disse: 'em vez de cantar, você devia voltar àqueles ruídos que fazia' (ri muito)".

Em seguida, Ringo contou da primeira vez que viu Yoko. "Eu me lembro muito bem porque entrei no estúdio e ela estava deitada em uma cama. No estúdio (risos)! Nenhum de nós trazia suas esposas para o estúdio. Acho que minha primeira mulher, Maureen, que Deus a tenha, deve ter passado no máximo uns 45 minutos comigo no estúdio, em todo o tempo em que estivemos casados. Ela chegava, dizia 'oi, tudo bem?' e ia embora. Era o estúdio, estávamos trabalhando. E lá estava Yoko e a cama, e eu fiquei meio confuso", disse.

O eterno Beatle destacou que a situação foi explicada em seguida. "John esclareceu tudo para mim. Ele me disse: 'sabe quando você chega em casa e Maureen pergunta como foi seu dia, e você responde: 'foi bem, gravamos umas faixas, tomamos uma xícara de chá'... Yoko e eu estamos planejando saber tudo um do outro. Ela vai saber o que estou fazendo e eu vou saber o que ela está fazendo. Depois dessa conversa, tudo ficou claro para mim", afirmou.

Por fim, Starr comentou sobre as críticas feitas ao suposto papel de Yoko Ono no fim dos Beatles. "Acho que a imprensa pôs Yoko em um lugar muito esquisito. Sempre me senti bem com Yoko e John. Quando eu vou a Nova York, sempre guardo um tempo para ver Yoko. A última vez foi no verão do ano passado. Tenho sempre que ir vê-la e dizer alô", disse.

A entrevista completa pode ser conferida no site do jornal "Folha de S. Paulo".




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Linkin Park: Qual a relação da morte de Chester Bennington com Chris Cornell?Linkin Park
Qual a relação da morte de Chester Bennington com Chris Cornell?

Whiplash.Net: Como enviar conteúdo ou se tornar um colaborador do siteWhiplash.Net
Como enviar conteúdo ou se tornar um colaborador do site


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280 CliInline WhipDin