RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemRoger Waters se defende, mas David Gilmour fica do lado da esposa e confirma tudo

imagemEm 1974, Raul Seixas explicava detalhes dos significados por trás da letra de “Gita”

imagemA opinião de Humberto Gessinger sobre movimentos separatistas da região Sul do Brasil

imagemQuando Roberto Carlos foi alfinetado por Raul Seixas, mas o Rei gostou do que ouviu

imagemDavid Gilmour largou vício maléfico após ouvir erro em disco do Pink Floyd

imagemDave Mustaine diz que atual formação do Megadeth é mais bem-sucedida em anos

imagemPróximo do Angra contará com Fernanda Lira, Mayara Puertas, Karina Menascé e Angel Sberse

imagemComo Brian May acabou fazendo participação especial em disco dos Paralamas do Sucesso?

imagemCinco ícones do heavy metal que morreram de forma trágica

imagemRoger Waters ataca a Ucrânia e é ofendido por esposa de David Gilmour

imagemAs 5 bandas confirmadas no Summer Breeze Brasil que não tocarão em outras cidades

imagemNervosa anuncia que próximo disco de estúdio está gravado

imagemMick Taylor sobre Rolling Stones: "Não conseguia acreditar como eles soavam mal"

imagem"Patinho feio", Gene Simmons diz que não tem amigos

imagemO recado de Felipe Andreoli para fãs que esperam novo "Rebirth" ou "Temple of Shadows"


Def Leppard Motley Crue 2

Metallica: como era fazer turnê com Ozzy, que surgia do nada com vestido de Sharon

Por Igor Miranda
Postado em 29 de março de 2021

Entre março e agosto de 1986, o Metallica era responsável por abrir shows do vocalista Ozzy Osbourne. Em carreira solo, o Madman promovia o álbum "The Ultimate Sin", enquanto o grupo de thrash metal divulgava "Master of Puppets".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Como era estar em turnê com Ozzy, considerando especialmente que o Madman parecia viver seus dias mais "insanos"? Em entrevista ao programa "A Life on the Road", do vocalista Brian Johnson (AC/DC), Lars disse que lidar com o ex-frontman do Black Sabbath naqueles tempos era algo "imprevisível".

Inicialmente, Lars destacou que não havia glamour algum nos primeiros anos de Metallica. "Todas essas histórias malucas... não eram tempos de glamour, eram difíceis. Mas quando se tem 19 anos de idade... eu era como um garoto em uma loja de doces. Naqueles tempos, você nunca desacelerava para pensar a respeito de nada. Era show e cerveja", afirmou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em seguida, o baterista comentou que mesmo quando o Metallica cresceu um pouco de patamar, ainda era complicado parar e pensar em tudo que estava sendo feito. Nesse ínterim, a banda passou meses abrindo shows de Ozzy Osbourne em arenas na América do Norte - e deu para notar que nem mesmo o Madman, já experiente, estava refletindo muito sobre aquele período.

"Alguns anos depois, abrimos para Ozzy em arenas da América por seis meses. Ele estava se tornando um grande artista solo pós-Black Sabbath, mas sua reputação ainda era de que ele estava louco. Ele aparecia para fazer a passagem de som usando algum vestido da Sharon (Osbourne, esposa e empresária) ou algo assim. Não dava para saber o que iria acontecer, e era tão divertido", comentou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Na visão de Ulrich, aqueles tempos eram como "viver um sonho". "Tinha entre 21 e 22 anos, tocava por 45 minutos, saía do palco e caía em uma garrafa de vodca. O headliner está tocando, você tem a chance de ir para a plateia, conhecer pessoas, curtir... estava apenas vivendo o sonho", declarou.

O período em que o Metallica lançou "Master of Puppets" foi o primeiro em que os integrantes puderam, enfim, ter noção dos frutos do trabalho. "Em seis meses de turnê, nosso empresário disse que tínhamos dinheiro o suficiente para comprar casas. Olhamos uns para os outros e ficamos: 'o que é isso?'. Não entendíamos o fato de que estávamos fazendo o que queríamos, nos divertindo tanto, e ainda sendo pagos. Cliff (Burton), nosso baixista, era um pouco mais velho e morava com os pais - ele ficou bem emotivo, dizendo que iria comprar uma casa para os pais. Foi lindo", disse.

Infelizmente, o mencionado Cliff Burton morreu durante a turnê de "Master of Puppets", em setembro de 1986, após um acidente com o ônibus do Metallica. Lars Ulrich refletiu que os integrantes da banda eram tão jovens que não puderam processar o que havia acontecido.

"A única forma de lidar era tapar os olhos e seguir em frente. Se fizéssemos isso, não teríamos que desacelerar e pensar no que havia acontecido. Nunca precisaríamos nos colocar em um lugar onde iríamos concluir que... 'p*ta m*rda, perdemos um dos membros de nossa família, um de nossos irmãos'", comentou.

A entrevista de Lars Ulrich para Brian Johnson pode ser conferida na íntegra, em inglês e sem legendas, no player de vídeo a seguir.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Metallica e Ozzy: a curiosa situação em que eles trocaram baixistas

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.
Mais matérias de Igor Miranda.