Matérias Mais Lidas

imagemRegis Tadeu explica porque Sandy não deve cantar músicas do Metallica

imagemO dia que Ivete Sangalo arrasou cantando Slayer com João Gordo na TV aberta

imagemA hilária crítica de Roberto Frejat contra fala cheia de "pretensão" do Bon Jovi

imagemOs curiosos dois significados da expressão "Eu quero ver o oco", segundo Digão

imagemO impagável apelido que Andre Matos deu a Luis Mariutti por sua pontualidade

imagemO Metallica não tem mais o que provar, muito menos algo novo para oferecer

imagemGuitarrista Brian Ray conta como é ter Paul McCartney como patrão

imagemOs Raimundos traíram os Titãs? Sérgio Britto comenta e conta a versão dele

imagemAndreas Kisser opina sobre a reunião do Pantera, que começou nesse sábado

imagemNoel Gallagher relembra o dia em que foi ao show de uma banda cover de Oasis

imagemAngra: Luis Mariutti conta sobre atritos entre Andre Matos e Rafael Bittencourt

imagemRobert Plant confessa de qual música o Led Zeppelin tirou "Gallows Pole"

imagemO hit do Blind Guardian inspirado em história que deixou banda de queixo caído

imagemO surpreendente disco que Tom Morello considera um dos melhores de todos os tempos

imagemPaul Stanley, do Kiss, fala sobre os shows da reunião do Pantera


Stamp
Summer Breeze

Helloween: o que esperar do novo álbum, o primeiro como septeto, segundo Andi Deris

Por Igor Miranda
Fonte: Igormiranda.com.br
Postado em 17 de junho de 2021

O novo álbum do Helloween está prestes a chegar a público. Também intitulado "Helloween", o trabalho em estúdio será o primeiro da banda em décadas com o vocalista Michael Kiske e o guitarrista Kai Hansen. A dupla retornou ao grupo, juntando-se a Andi Deris (voz), Michael Weikath e Sascha Gerstner (guitarras), Markus Grosskopf (baixo) e Dani Löble (bateria).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em entrevista exclusiva a IgorMiranda.com.br, o vocalista Andi Deris detalhou alguns aspectos curiosos da sonoridade do álbum, que será lançado nesta sexta-feira (18), por meio da gravadora Nuclear Blast. O artista também revelou como foi gravar o disco como septeto e exaltou como fez diferença usar a bateria do saudoso Ingo Schwichtenberg, membro original da banda falecido em 1995, para o registro.

Outro ponto destacado por Deris foi o uso de equipamentos analógicos para a gravação do álbum, que foi produzido por Charlie Bauerfeind e co-produzido por Dennis Ward. Muita dessa aparelhagem utilizada no novo disco esteve presente em álbuns clássicos da banda, das décadas de 1980 e 1990.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A entrevista completa com Andi Deris, em vídeo, pode ser assistida no player abaixo, com legendas em português. Trechos específicos das falas do vocalista sobre a sonoridade do álbum "Helloween" podem ser lidos na transcrição a seguir.

O que esperar do álbum

Andi Deris: "Para mim, é uma jornada legal e eu espero que essa seja a impressão que as pessoas tenham quando ouçam o álbum: que é uma jornada super legal através de três décadas de metal. Acho que o time de produção combinou isso, em termos de som. Eles acharam o som que não só te lembra da década de 1980, pois lembra, como também dos anos 1990, 2000... tudo está ali."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Soando melhor do que na década de 1980?

Andi Deris: "A produção para mim soa como uma boa produção da década de 1980, o que eu nunca ouvi na década de 1980 (risos). Nunca soou claro e transparente dessa forma na década de 1980. Isso ocorre, certamente, por causa do domínio digital, mas porque o baixo e a bateria foram gravados de forma analógica, como faziam na década de 1980. Você tem a mistura. Você tem o digital quando se trata de guitarras e vocais, mas tem esse ímpeto da bateria analógica quando se trata de bumbo, caixa e baixo... acho que essa sensação combinada está dando algo como temperos adicionais."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O uso da bateria de Ingo Schwichtenberg

Andi Deris: "Definitivamente valeu a pena. Essa bateria da Sonor, a Sonor Phonic Plus, acho que não a fazem há 20 anos. E ela tem um som muito específico. Acho que é a bateria perfeita para metal da década de 1980. Ainda tem aquele 'boom' que, hoje em dia, todos evitam na indústria. Hoje, não se tem mais o 'boom', sabe? O eco, o som posterior, que na verdade quando você coloca compressor nele, tem muito mais poder. Isso está em falta nos dias de hoje, pois querem que seja tão preciso. Mas com a Sonor Phonic Plus, você tem isso e precisa lidar com isso. Isso, para mim, dá uma certa 'sujeira'. Algo por trás da música que sempre está bombeando. É mais pesado. Menos preciso, porém, mais pesado."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Você fica arrepiado"

Andi Deris: "Lembro que acabamos de fazer a pré-produção em estúdio, no estúdio Chateau em Hamburgo, que foi o estúdio original onde Ingo gravou todos os álbuns... não todos os álbuns, mas 'Keeper of the Seven Keys' um e dois, 'Chameleon'... e dessa vez foi tipo... não sei qual é a descrição certa, mas quando você entra no estúdio e você tem exatamente o som que tinha no final dos anos 1980, é como um fantasma na sala. E às vezes é como... você fica arrepiado, sabe? Quando você ouve aquele som das velhas máquinas de fitas conectadas e tudo está soando como soava no passado."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A entrevista completa com Andi Deris, em vídeo, pode ser assistida no player abaixo, com legendas em português.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp


Samael Hypocrisy


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Heavy Metal: um guia para começar a ouvir o estilo

Jovens, mas nem tanto: 10 discos de heavy metal que completarão 20 anos em 2023

Helloween: filho de Kai Hansen toca ao vivo com a banda

Helloween serviu de inspiração para nome de Chris Jericho, estrela da luta-livre

Rock e Futebol: e se as seleções da Copa do Mundo fossem bandas?

Calendário do Rock: uma música por ano, de 1970 até 2022

A opinião curta e direta de Regis Tadeu sobre o metal melódico

Helloween e Hammerfall: setlist, vídeos e fotos do primeiro show em SP

Confira playlist com as músicas que o Helloween tocou em Ribeirão Preto

O que Joacim Cans pensa sobre o Helloween? E Dani Löble sobre o Hammerfall?

Helloween: Dani Löble fala sobre pressão ao gravar com Michael Kiske e Kai Hansen

O que esperar dos shows de Helloween e Hammerfall no Brasil, segundo os músicos

Avantasia lança "The Inmost Light", música que conta com participação de Michael Kiske

Roland Grapow: "Eu não ouço Power Metal, eu faço Power Metal"

Michael Kiske: "Weikath se virou contra mim e queria Andi"

Michael Kiske: "nunca fui chamado para o Iron Maiden"

Bandas: Por que ninguém está indo a seus shows?

Metal: as oito maiores tretas entre músicos do gênero


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.