RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemRoger Waters se defende, mas David Gilmour fica do lado da esposa e confirma tudo

imagemEm 1974, Raul Seixas explicava detalhes dos significados por trás da letra de “Gita”

imagemA opinião de Humberto Gessinger sobre movimentos separatistas da região Sul do Brasil

imagemQuando Roberto Carlos foi alfinetado por Raul Seixas, mas o Rei gostou do que ouviu

imagemDavid Gilmour largou vício maléfico após ouvir erro em disco do Pink Floyd

imagemDave Mustaine diz que atual formação do Megadeth é mais bem-sucedida em anos

imagemPróximo do Angra contará com Fernanda Lira, Mayara Puertas, Karina Menascé e Angel Sberse

imagemComo Brian May acabou fazendo participação especial em disco dos Paralamas do Sucesso?

imagemRoger Waters ataca a Ucrânia e é ofendido por esposa de David Gilmour

imagemO recado de Felipe Andreoli para fãs que esperam novo "Rebirth" ou "Temple of Shadows"

imagemCinco ícones do heavy metal que morreram de forma trágica

imagemPróximo álbum do Metallica será lançado em fitinha que custa mais de 80 reais

imagem"Patinho feio", Gene Simmons diz que não tem amigos

imagemMick Taylor sobre Rolling Stones: "Não conseguia acreditar como eles soavam mal"

imagemLuis Mariutti, Edu Ardanuy, Nando Fernandes e Rafael Rosa comentam estreia da Sinistra


Stamp

Neil Young revela qual ele considera seu pior álbum

Por André Garcia
Postado em 03 de janeiro de 2023

Geralmente, qualquer carreira com décadas de duração possui seus pontos baixos. Foi assim com alguns dos maiores gigantes do rock, como AC/DC, Rolling Stones e Iron Maiden. E com Neil Young não foi diferente.

Foto: Warner Music - DH Lovelife
Foto: Warner Music - DH Lovelife

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Conforme publicado pela Far Out Magazine, em entrevista de 1987 para Dave Ferrin na rádio britânica, o canadense confessou qual é seu trabalho de que menos gosta:

"Meu álbum menos favorito é 'Time Fades Away'. Considero o pior disco que já lancei, mas, como um documentário do que eu estava passando na época, foi um grande disco. Lá estava eu no palco, tocando todas aquelas músicas que ninguém conhecia, gravando elas, e não estava com a banda certa. Aquela foi uma turnê desconfortável, era para ter sido algo grande — 'Harvest' tinha acabado de sair, e me agendaram 90 cidade. Eu me senti como um produto, e estava com aquela banda de astros da música que nem olhavam um para o outro. Aquilo foi uma piada total."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em 1999, para a revista Q, ele corroborou sua frustração com o álbum: "A turnê toda foi uma experiência nervosa, não foi lá muito divertido. Acabou virando um retrato daquela vibe. Não é algo que eu sinta muita vontade de ouvir, e, quando o faço, não fico impressionado."

Neil Young

Neil Young iniciou sua carreira no Canadá, sua terra natal, mas só experimentou o sucesso pela primeira vez ao mudar para os Estados Unidos. Ele foi membro do Buffalo Springfield, que emplacou o hit "For What It's Worth", mas após sua separação flopou em sua estreia como artista solo.

Entre 1969 e 70, ele virou a chave e afundou o pé no acelerador, emplacando três álbuns aclamados como obras-primas e que tiveram grande êxito comercial: "Everybody Knows This Is Nowhere" (como líder do Crazy Horse), "Déjà Vu" (como membro do Crosby, Stills, Nash & Young) e "After the Gold Rush" (como artista solo).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em 1972, após atingir seu auge com "Harvest", parecia que ele não tinha como dar errado. Entretanto, a ascensão ao status de astro fez com que ele se desiludisse com a superficialidade da fama. Ao rejeitar aquilo, em meados da década sofreu uma série de revezes em sua vida pessoal, que provocaram uma série de fracassos comerciais.

No final da década, ele ressurgiu mais pesado e cascudo que nunca com "Rust Never Sleeps" (1979). O álbum foi alavancado pelos hits gêmeos "My My, Hey Hey (Out of the Blue)" e "Hey Hey, My My (Into the Black)" — respectivamente, faixa de abertura e faixa de encerramento.

Ao longo da década de 80, voltou a amargar fracassos comerciais como resultados de suas batalhas criativas contra a gravadora. Seguindo em altos e baixos, tornou a brilhar com "Freedom" (1989) e "Harvest Moon" (1992).

Na ativa até hoje, Neil Young segue defendendo aquilo que acredita e lançando álbuns — tanto de material novo quanto de gravações antigas. Como sempre, ele segue fazendo o que bem entende, e sempre vale a pena ficar de olho. Afinal de contas, quando menos se espera, ele aparece com uma nova joia.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Def Leppard Motley Crue 2

Neil Young relata o episódio do aneurisma que quase tirou sua vida em 2005

Neil Young: suas melhores músicas, segundo a Rolling Stone


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre André Garcia

Sou redator e tradutor freelancer e escritor, autor do livro de contos Liber IMP. Ouço rock desde pequeno, leio coisas sobre bandas desde sempre e escrevo sobre ela já tem anos. Cresci como fã de Iron Maiden e paladino do rock, mas já me tratei. Hoje sou fã de nomes como Beatles, David Bowie, The Cure, Kraftwerk e Velvet Underground, e de cenas como a Londres psicodélica, a Nova Iorque proto-punk e a Manchester pós-punk. Escrevo notas e notícias rápidas para o Whiplash.Net visando compartilhar conteúdo relevante sobre música e cultura pop.
Mais matérias de André Garcia.