Ozzy Osbourne: Os 65 anos do madman em seis músicas

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Pedro Zambarda de Araújo
Enviar correções  |  Comentários  | 

No último dia 3 de dezembro, o príncipe das trevas Ozzy Osbourne completou 65 anos. Sobrevivente de uma carreira marcada pelo abuso de drogas e álcool, Ozzy revolucionou o rock'n'roll com a banda Black Sabbath, criando as bases do heavy metal.

19 acessosKarl Golden: em vídeo, os dez maiores riffs do Black Sabbath5000 acessosThrash Metal: 10 novas promessas - incluindo uma brasileira

Para saber um pouco da musicalidade do Madman, confira seis composições que revelam a versatilidade de sua trajetória.

1. Paranoid

Criada em agosto de 1970 para o álbum de mesmo nome, Paranoid é a música que carrega o DNA de Ozzy Osbourne, com o fraseado grudento de Tony Iommi na guitarra. Em ritmo punk, com dois minutos e 53 segundos, a composição trata sobre a loucura mental e os problemas cotidianos. A música é tão marcante para Ozzy que ele a toca em todos os seus concertos.

2. Iron Man

Se Paranoid é a música de Ozzy, Iron Man é a música de Tony Iommi. Lançada no disco Paranoid em setembro de 1970, o single saiu somente em outubro de 71. É uma música de guitarra elétrica, que lançou as bases do rock pesado com a voz conturbada de Ozzy Osbourne. O baixista Geezer Butler, além de colocar peso com seu instrumento, escreveu uma letra sobre viagem no tempo.

3. War Pigs

De 1970, esta música conserva uma grande crítica aos políticos e às guerras de países como os Estados Unidos, na época do Vietnã. A voz de Ozzy serve como um contraponto ritmado aos ataques da guitarra de Tony.

4. Crazy Train

Criada com o apoio do guitarrista Randy Rhoads, sua principal inspiração na carreira solo após sua saída do Black Sabbath, a música de Ozzy foi lançada em setembro de 1980. Não tem o mesmo clima sombrio do passado, mas Crazy Train retoma o tema da loucura de outras composições de Ozzy Osbourne, como Paranoid. As frases instrumentais de Rhandy são de arrepiar.

5. Mr. Crowley

Com jeitão neoclássico, Mr. Crowley foi lançada na mesma época de Crazy Train e destaca a destreza de Randy Rhoads no solos. É uma música levemente sombria da carreira de Ozzy Osbourne, mas muito distante da estética do Black Sabbath.

6. No More Tears

No More Tears, de setembro de 1991, é a representação de Ozzy Osbourne nos últimos anos, com a guitarra mais suja e pesada de Zakk Wylde. A música também marcou a estreia de Ozzy na era dos videoclipes de televisão, como a MTV.

Os responsáveis são citados no texto. Não culpe os editores. :-)

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Black SabbathBlack Sabbath
Como ficam os clássicos em versão plugada e acústica

19 acessosKarl Golden: em vídeo, os dez maiores riffs do Black Sabbath270 acessosLiv Kristine: ex-Leaves' Eyes canta Black Sabbath em Portugal1464 acessosBlack Sabbath: "Paranoid" na íntegra para audição no youtube1317 acessosFabio Lima: guitarra com distorção vs. guitarra sem distorção0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Sabbath"

Black SabbathBlack Sabbath
Um Tony Iommi que você não conhecia

Black SabbathBlack Sabbath
Robert Downey Jr. impulsiona venda de camisetas

Dimebag DarrellDimebag Darrell
Em 1993, citando suas 12 músicas favoritas

0 acessosTodas as matérias da seção Maiores e Melhores0 acessosTodas as matérias sobre "Ozzy Osbourne"0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"


Thrash MetalThrash Metal
Dez novas promessas, incluindo uma brasileira

PoisonPoison
Bret Michaels passa o cambão na mãe da Hannah Montana?

SlayerSlayer
Gary Holt é realmente um cara mal-agradecido

5000 acessosRatos de Porão: O elogio de João Gordo aos garotos do Restart5000 acessosBlack Sabbath: o dia em que Tony Iommi quase matou Bill Ward5000 acessosGuitarristas: os sete mais influentes de todos os tempos2028 acessosPaul Di'anno: versão para o clássico "Kashmir", do Led Zeppelin5000 acessosBatman: 10 razões pelas quais ele é Metal pra caramba5000 acessosMetallica: James Hetfield não queria lançar "Nothing Else Matters"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Sobre Pedro Zambarda de Araújo

Nascido em 1989. Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo, Pedro foi apresentado ao heavy metal através da banda Blind Guardian, em meados de 2004. Ouve e aprecia outros estilos do rock, como o punk, o indie e vertentes mais variadas. Gosta de assistir e cobrir shows.Toca muito mal guitarra, mas aprecia vários tipos de instrumentos musicais.

Mais matérias de Pedro Zambarda de Araújo no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online