Dream Theater: Jordan Rudess elege seus cinco álbuns preferidos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Mauro Soares, Fonte: noisecreep, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Em entrevista ao site NoiseCreep em novembro de 2011, o tecladista do DREAM THEATER Jordan Rudess elegeu seus cinco álbuns preferidos. Segue a lista dos eleitos por Jordan.

5000 acessosPortnoy: ele entende porque os caras do DT recusaram o convite5000 acessosSteve Vai: O dia em que ele foi humilhado por Chimbinha

5 – “Tarkus”, de EMERSON LAKE AND PALMER:

"Eu venho de uma formação musical muito clássica. Eu estudei piano durante toda a minha infância e na minha adolescência. "Tarkus "mudou minha vida porque foi a primeira vez que ouvi algo tão musicalmente progressivo no piano ser tocado com tanto poder por trás dele. Eu tinha 18 anos quando um dos meus amigos me mostrou. Foi durante o período que eu estava deixando Julliard. Quando ouvi Keith Emerson (tecladista) naquele álbum, foi um despertar completo para mim. A combinação de energia e harmonia e as mudanças de acordes complicados, abriu minha mente para as possibilidades do que eu poderia fazer com um teclado. "

4 – “Electric Ladyland”, THE JIMI HENDRIX EXPERIENCE:

"Para mim, Hendrix sempre será o mestre. Ele sintetizou aquela viagem, um tipo de vibe musical. Isso foi algo que me conquistou quando eu era jovem. Eu sempre tive 'Electric Ladyland' no meu toca-disco, pronto para ser tocado. Sua forma de usar o pedal wah-wah foi tão de vanguarda. É, literalmente, soou como se sua guitarra estivesse falando. Eu ainda não ouvi ninguém fazer um som com pedal wah-wah assim. Quando você olha para trás, Hendrix não é o maior virtuoso que já existiu, mas ele tinha um jeito único de tocar música que teve uma influência duradoura sobre tudo. "

3 – “Free Hand”, Gentle GIANT:

“Gentle Giant foi uma banda muito interessante e tinha uma forma única de fundir rock com música clássica. Tinham uma estranha sensação de contrapontos e ritmos que era realmente incrível. Na verdade, eu costumava assistir a banda sempre que tocavam em qualquer lugar por perto. Todos eles tocavam múltiplos instrumentos e faziam um grande show. Eu diria que sua música teve o maior impacto sobre mim do ponto de vista rítmico da coisa.”

2 – “The Dark Side of the Moon”, Pink Floyd:

"Este foi um álbum grande na minha vida, mas tenho certeza que algumas pessoas vão se surpreender que eu o escolhi para esta lista. O que quero dizer é que um monte de fãs do Dream Theater poderiam pensar que escolheria algo mais técnico, mas eu também sou muito atraído por música suave. Eu amo o jeito que o Floyd foi capaz de captar todas essas cores com a sua música, sem usar um monte de notas. Foi muito espacial e aberto. O DREAM THEATER, tocou este álbum na íntegra alguns anos atrás em turnê e ele me deu alguns problemas uma vez que existem tantos sons de teclado diferentes. Portanto, há muitas recordações boas, na minha vida pessoal e profissional ligadas a este disco."

1 – “Close to the Edge”, YES:

"Eu sempre amei a voz de Jon Anderson. Há algo de muito belo e puro sobre ele. É como um tipo mágico do som. Mas há tantas outras coisas que eu adoro em relação ao YES. É uma banda cheia de músicos realmente incríveis. A forma como uma parte são interligadas com as outras são tão poderosas, e depois ter voz de Anderson em cima do que a tornou ainda mais especial. A palavra "glorioso" vem à mente quando penso sobre o álbum."

Comente: Quais são os cinco álbuns favoritos de sua vida?

Os responsáveis são citados no texto. Não culpe os editores. :-)

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 14 de dezembro de 2012
Post de 12 de julho de 2014
Post de 05 de fevereiro de 2017

Mike PortnoyMike Portnoy
Ele entende porque os caras do Dream Theater recusaram o convite

875 acessosNeno Fernando: Vocalista lança tributo ao Dream Theater305 acessosDarkos: os incríveis solos de guitarra de John Petrucci0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Dream Theater"

MastodonMastodon
Brent Hinds: "O Dream Theater é uma banda Gay!"

Dream Theater e Guns N RosesDream Theater e Guns N' Roses
30 anos, uma no auge, já a outra...

PortnoyPortnoy
"Death Magnetic é o disco que esperei por 20 anos!"

0 acessosTodas as matérias da seção Maiores e Melhores0 acessosTodas as matérias sobre "Dream Theater"

HumorHumor
O dia em que Steve Vai foi humilhado por Chimbinha

Chris CornellChris Cornell
Cantor usou aparelho de escalada para tirar a vida

Pattie BoydPattie Boyd
O infernal triângulo com George Harrison e Eric Clapton

5000 acessosMemoráveis como a música: os 25 melhores logos de bandas5000 acessosGuns e Sabbath: semelhança entre Zero the Hero e Paradise City5000 acessosJohnny Z: Uma invejável coleção de heavy metal5000 acessosMacarrão Black Metal: alimento de todo headbanger from hell5000 acessosRegis Tadeu: Los Hermanos fez um tremendo mal ao rock brasileiro5000 acessosMosh Pits: você sabe como eles começaram?

Sobre Mauro Soares

Mauro Soares é de Goiânia, formado em Publicidade e Propaganda, fã de (boa) música, filmes e seriados. Twitter: @mauro_s_lima .

Mais matérias de Mauro Soares no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online