Beatles: Um Dia na Vida dos Beatles

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ricardo Seelig, Fonte: Collector´s Room
Enviar correções  |  Comentários  | 

Don McCullin estava cansado em 1968. Ele havia acabado de voltar para Londres após uma longa e infindável temporada na Ásia, fotografando o conflito do Vietnã.

737 acessosRock: gênero é um trintão decadente, segundo Spotify5000 acessosListed: TV americana elege os maiores bad boys da música

Dá até para imaginar a cena: Don acorda pela manhã e, ainda sonolento, vai até o fogão e começa a preparar o seu café. Enquanto a líquido que irá tirá-lo do torpor começa a tomar forma com a mistura de água fervendo e grãos, Don vai até o banheiro e toma um banho revigorante, preparando-se para algo que, mesmo sem saber, irá mudar a sua vida. Já acomodado em sua sala, coloca um disco qualquer na vitrola – provavelmente algo suave para começar o dia – e saboreia o líquido forte e quente de sua xícara preferida enquanto lê o jornal que acaba de chegar.

Nesse instante, é interrompido subitamente pelo toque de seu telefone. A longa experiência como fotógrafo jornalístico lhe diz que algo sério deve ter acontecido, e, enquanto fala “alô”, já repassa mentalmente o que precisa colocar em sua mochila para rodar o mundo mais uma vez. Do outro lado da linha, uma voz masculina desconhecida diz que está ligando da gravadora Apple e convida Don para passar o dia fotografando os Beatles. E mais: eles ainda pagariam 200 libras pelo trabalho! Don respira fundo, checa mais uma vez onde está para ter certeza de que realmente está acordado e não sonhando, e pede para que o homem ao telefone repita o que disse. Após ouvir com atenção, Don McCullin enfim percebe a realidade: a gravadora dos Beatles, a maior banda deste e de todos os outros mundos, o está contratando para passar um dia rodando por Londres com os quatro músicos, fotografando-os nos lugares em que achasse melhor. A day in the life, literalmente …

Não, essa não é uma história de ficção, ela realmente aconteceu. Em julho de 1968, o fotógrafo jornalístico Don McCullin foi contratado pela Apple para passar um dia fotografando os Beatles em diversos pontos da capital inglesa. A banda havia lançado o álbum "Sgt Peppers Lonely Hearts Club Band" no ano anterior e estava trabalhando no clássico "White Album", que chegaria às lojas poucos meses depois, em novembro de 1968.

Era um período de tensão na carreira dos Beatles. As diferenças musicais e de estilo de vida entre os integrantes, notadamente John Lennon e Paul McCartney, estavam aflorando rapidamente, em um processo que levaria ao fim do grupo dois anos mais tarde. O próprio "Álbum Branco" refletiria isso, com músicas que soavam como trabalhos solo do quarteto, e não como uma banda. Esses são apenas alguns aspectos que tornam a sessão de fotos de McCullin histórica. A experiência jornalística do fotógrafo o fez perceber o que estava rolando, e ele teve a sensibilidade de tirar o melhor disso.

O livro "Um Dia na Vida dos Beatles", lançado no Brasil pela editora Cosac Naify, traz 92 fotos – muitas delas inéditas - retiradas dos 15 rolos de filme utilizados por Don McCullin naquele dia de 1968. Com capa dura e no formato 18,5 x 24 cm, tem 144 páginas com fotografias e textos de Don sobre a sua experiência com os Beatles. Uma obra deliciosa e atemporal, que captura John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr não como rockstars mitológicos e acima do bem e do mal, mas sim como pessoas normais donas de um imenso talento, e que jamais perderam o contato com a realidade e com o que realmente eram – com exceção de Lennon, que assumiu uma postura política clara e tornou-se embaixador da paz pelo mundo, reinventando a sua imagem ao longo dos anos até ser brutalmente assassinado em 8 de dezembro de 1980.

Mais do que apenas um livro, "Um Dia na Vida dos Beatles" é um contundente documento fotográfico não só da maior banda de rock de todos os tempos, mas também da geração que transformou o mundo de maneira definitiva, dando à juventude o papel de protagonista de sua própria história.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

VinilVinil
Os dez discos mais vendidos nos EUA em 2017

737 acessosRock: gênero é um trintão decadente, segundo Spotify382 acessosRingo Starr: novo álbum sai em setembro, e traz Paul McCartney1327 acessosBeatles: Paul McCartney fecha acordo sobre direitos autorais306 acessosSgt. Pepper's: entrevista exclusiva com o Sargento Pimenta0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Beatles"

BateristasBateristas
Canhotos que tocam de forma diferente

Heavy MetalHeavy Metal
11 músicas pesadas lançadas antes de surgir o gênero

Ted NugentTed Nugent
"Impossível competir com McCartney em número de mortes!"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Livros0 acessosTodas as matérias sobre "Beatles"

ListedListed
TV americana elege os maiores bad boys da música

Nuno BettencourtNuno Bettencourt
Rihanna canta muito, mas ele não quer mais tocar com ela

Iron MaidenIron Maiden
Os fãs mais insuportáveis em lista da MTV Brasil

5000 acessosIron Maiden: uma releitura de "The Trooper" pelo Cine5000 acessosGuitar World: as 50 melhores canções de Rock de todos os tempos5000 acessosResenha - Sgt. Peppers - Beatles5000 acessosAnthrax: veja Scott Ian sendo morto em "The Walking Dead"5000 acessosHeavy Metal: top 10 músicas instrumentais com foco em guitarras5000 acessosAssombrai-vos: prodígio da bateria de 7 anos descasca Painkiller

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online