Rock Raro: obra única na literatura musical brasileira

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig, Fonte: Collector's Room
Enviar Correções  

publicidade

O período entre a segunda metade dos anos 1960 e a primeira da década de 1970 foi extremamente pródiga no surgimento de novas bandas. A juventude havia encontrado a sua voz no rock. O estouro de nomes como Beatles, Rolling Stones, Beach Boys, The Who e outros provocou uma mudança profunda nas sociedades britânica, americana e mundial: ao invés de aspirar uma carreira militar ou em uma empresa sólida, agora os jovens tinham o sonho de montar uma banda de rock e conquistar o mundo.

Humor: o que os fãs de rock pedem para beber em um bar?

Restart: Trecho de "Enter Sandman" do Metallica no VMB 2010

Isso fez com que um sem número de novos grupos fossem formados e gravassem ao menos um disco. A imensa maioria não teve o mesmo sucesso dos já citados Beatles e Stones, e acabou ficando pelo caminho. E é justamente sobre essas bandas que está o foco do livro "Rock Raro", do colecionador e pesquisador Wagner Xavier.

Escrito por Wagner com o auxílio do também pesquisador João Carlos Roberto, "Rock Raro" é uma obra única na literatura musical brasileira. Suas 390 páginas reúnem nada mais nada menos que 352 bandas obscuras do chamado 'late 60s, early 70s', abrangendo do hard ao jazz rock, passando pelo prog, psicodelia, blues e o que mais você imaginar.

A metodologia é a seguinte: os autores escolheram 352 discos de suas coleções e os resenharam, além de reunir informações sobre cada banda e também sobre as edições dos álbuns. Um trabalho nunca feito anteriormente aqui no Brasil, e comparável ao de ícones do colecionismo rocker em todo o mundo, como o austríaco Hans Pokora e a sua excepcional série "Record Collector Dreams".

Chicken Bones, Hard Stuff, Kak, Parish Hall, Stillwater, Icecross, Egg, Boyzz, Asoka: já ouviu falar destas bandas? Então já passou da hora de você sair da acomodação e achar que o rock das décadas de sessenta e setenta se resume a Led Zeppelin, Black Sabbath e Deep Purple. O trabalho de Wagner é o de um antropólogo em busca de pérolas musicais perdidas – aliás, como todo colecionador, diga-se de passagem.

O mais legal de tudo é que o livro traz resenhas extremamente informativas, que deixam bastante claro o que iremos ouvir em cada disco. Além disso, cada review traz a formação da banda em questão, seu país de origem, data de lançamento do LP, gênero e lista de músicas. E, pra completar, cada álbum ganhou uma cotação, ajudando assim o ouvinte na prazerosa descoberta dos sons perdidos dos anos 1960 e 1970.

Já deu pra perceber que "Rock Raro" é um livro obrigatório para quem se interessa por rock, certo? Uma dica interessante: Wagner e João Carlos elegeram dez discos cada um com a classificação diamante, considerados por eles itens imperdíveis. Só a audição destes 20 álbuns já garante, além de uma maravilhosa jornada musical, a certeza de que o rock das décadas de sessenta e setenta é muito mais do que aquilo que você achava que conhecia.

"Rock Raro" é um livro excelente, que tem que fazer parte do seu acervo. Simples assim, como o prazer de ouvir um grande disco. Então, mande já um e-mail para [email protected] e compre agora o seu!

Rock Raro: o maravilhoso e desconhecido mundo do rock!Rock Raro
O maravilhoso e desconhecido mundo do rock!




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Humor: o que os fãs de rock pedem para beber em um bar?Humor
O que os fãs de rock pedem para beber em um bar?

Restart: Trecho de Enter Sandman do Metallica no VMB 2010Restart
Trecho de "Enter Sandman" do Metallica no VMB 2010


Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin