Epica: entrevista de Simone Simons para a Playboy em 2014

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Samuel Coutinho, Fonte: Metal da Ilha
Enviar correções  |  Ver Acessos

Tem sempre uma banda no heavy metal com alguma mocinha bonitinha como vocalista. Mas seria um erro pensar que Simone Simons, da banda de metal sinfônico holandesa EPICA, passaria despercebida. Em uma conversa com a bela de cabelos ruivos para a Playboy em 2014, ela falou sobre o sexto álbum de estúdio do Epica, "The Quantum Enigma", como foi se tornar mãe e como é a turnê com uma banda de heavy metal.

Metallica: a letra que fez Hammett e Hetfield choraremKid Vinil: "Uns 10 mil vinis e mais uns 10 mil CDs!"

Playboy.com: Parabéns pelo novo álbum "The Quantum Enigma"! Ele realmente leva o som da banda a um nível totalmente novo.

Simone Simons: Obrigado, estamos muito empolgados. É o nosso sexto álbum de estúdio e fizemos definitivamente as coisas de maneira diferente desta vez. Estamos absolutamente extasiados com o resultado final e muito felizes em promover algo que é tão maravilhoso. Para mim, o maior diferencial foi que eu estava grávida durante o processo de composição. E então, dois meses depois de dar à luz, fui para o estúdio com o meu filho. Gravar um álbum ao longo deste período de mudança de vida foi uma grande experiência. Foi muito intenso para mim; foi com um produtor diferente, em um estúdio diferente e com diferentes ambientes e novas pessoas trabalhando comigo. Foi uma mudança agradável para nós e tivemos os melhores resultados. Se tornar mãe durante o processo foi definitivamente uma fonte de inspiração. Na música, no canto, nas letras... é uma das maiores conquistas que uma mulher pode ter em sua vida!

Playboy.com: "The Quantum Enigma". O que significa?

Simone Simons: O título representa um experimento de física quântica, em que descobriram que, sempre que se observa partículas elas se transformam em uma determinada forma e, em seguida, quando você ver de novo, elas já mudaram completamente. Portanto, existe um pouco de significado filosófico por trás disso, você nunca pode estar muito certo do que é a realidade, quando você não consegue ver. O que é mostrado em todas as letras é que estamos à procura da realidade, mesmo que esteja à deriva entre realidade e os sonhos. É muito filosófico e espiritual com um toque de ciência.

Playboy.com: Existe alguma faixa em especial que você está empolgada em tocar para os fãs?

Simone Simons: Para mim uma música em particular no álbum é "Canvas of Life", que é sobre o círculo da vida. É uma balada muito íntima e verdadeira. Assim, para os fãs que têm nossos discos, todos dizem que essa música os tocou. Isso é a uma coisa grande, você escreve as canções de coração e dá uma parte de si mesmo para os fãs e quando eles se identificam com isso é um grande elogio para um músico.

Playboy.com: Vocês parecem estar na estrada há um bom tempo. Qual é a maior diferença em termos de público?

Simone Simons: Eu diria que os americanos são muito respeitosos. Eles mantêm distância, eles sabem o momento certo e são muito otimistas e amigáveis. O que eu gosto, já que na América tudo é uma mistura. Em nosso público, vemos pessoas de todas as diferentes etnias. Você ainda vai ver pessoas que você acha que curtem rap, country music ou qualquer outra coisa, mas eles estão no nosso público, enlouquecidos com o Epica! É super divertido ver que isso é internacional e inter-racial. Nós valorizamos muito nossos fãs, e gostamos de conhecer aqueles que amam a nossa música e nos apoiam.

Playboy.com: É difícil ser uma mulher no heavy metal?

Simone Simons: Não, eu devo dizer que eu realmente não sinto dificuldade. Existem muitas outras cantoras do gênero e todas nós estamos no mesmo barco. Nós todas defendemos a nossa área entre os homens e nunca nos sentimos discriminadas ou desrespeitadas. As vezes eu pareço um dos caras, eu arroto tão alto como eles e curto muito esses momentos. Claro que eu gosto das minhas coisas de garota e às vezes precisamos de uma pausa, mas eles também precisam, por vezes, de uma pausa minha! Todos nós realmente nos damos bem; é como ter uma família com 30 irmãos.

Playboy.com: Você mencionou "coisas de garota", você tem um blog voltado para o tema. Quando isso começou?

Simone Simons: O blog SmoonStyle.com vai completar quatro anos em dezembro. Eu amo maquiagem, culinária, moda, fotografia e viagens... Com o Epica eu também aproveito esses passatempos, eles fazem parte do Epica. Fãs já me perguntaram muito sobre como eu me apresento ou como são minhas viagens, então eu decidi fazer um diário em forma de um blog de ​​beleza. É divertido e bem popular agora, na verdade! (risos) Eu preciso fazer o upload de um novo post em breve; Estou um pouco atrasada. Mas meus fãs não podem me culpar por causa do meu filho e dos trabalhos que surgem com um novo CD. É bem agitado, às vezes.

Leia a entrevista completa (em inglês) na fonte original desta matéria:
http://www.playboy.com/playground/view/femme-on-fire-simone-...



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Epica"Todas as matérias sobre "Simone Simons"


Epica: interpretação detalhada de Cry for the MoonEpica
Interpretação detalhada de "Cry for the Moon"

2007: 15 discos de rock/metal que completam 10 anos de lançamento2007
15 discos de rock/metal que completam 10 anos de lançamento


Metallica: a letra que fez Hammett e Hetfield choraremMetallica
A letra que fez Hammett e Hetfield chorarem

Kid Vinil: Uns 10 mil vinis e mais uns 10 mil CDs!Kid Vinil
"Uns 10 mil vinis e mais uns 10 mil CDs!"


Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin