Symphony X: bate-papo com o vocalista Russel Allen

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vicente Reckziegel, Fonte: Witheverytearadream
Enviar correções  |  Comentários  | 

Em virtude de alguns problemas, não consegui postar esta entrevista em tempo hábil, o que no fim foi providencial, visto que, infelizmente, o vocalista não pode participar do tão aguardado show do Angra neste último dia 25 de Agosto. Um desfalque considerável, visto que muitos fãs esperavam ver esta participação, mas um acidente a caminho do aeroporto impossibilitou a sua presença. Mesmo assim, nessa pequena entrevista Russel Allen demonstrou uma ligação tão forte com o público brasileiro, que não podia deixar de mostrar essa matéria. Confiram as palavras de um dos maiores vocalistas da atualidade.

2740 acessosAngra: "Uma rapazeada bonita, mas nenhum foi bonzinho"5000 acessosThe Voice: candidato faz power metal cantado em português

Vicente - Você vai estar com o Angra no próximo dia 25 de agosto, em um show que será gravado para um futuro DVD. O que você espera?

Russel Allen - Estou ansioso para tocar com a banda e os outros convidados. Estou extremamente honrado em ser convidado para participar deste evento histórico e estou muito animado para ver os impressionantes fãs brasileiros novamente!

Vicente - Numa época em que as pessoas têm acesso a tudo em um piscar de olhos, e a música mais aceita é, às vezes, mais simples ou mais extrema, as bandas de Power/Progressive Metal, como Angra e Symphony X, vão em outra direção , cujo som não tem limites. Esta é a sua idéia de boa música, a liberdade de criação, sem pensar se vai vender ou não?

Russel Allen – Indiferente de ser prog ou metal, rock ou blues ou qualquer outra coisa... Eu sempre faço a melhor música que eu puder. Se ela vende não é para mim. Nenhum artista pode controlar o que o público vai gostar ou o que eles vão comprar. Uma música que eu acho que é ótima pode não entrar em ressonância com os outros. Na minha experiência, irrestrita liberdade criativa não existe quando se está em uma banda ou se trabalha em um time de compositores. Você sempre tenta encontrar a magia que trabalha para o todo e não o individual. Independentemente do gênero. Quando você alcança isso, todo mundo reconhece e, geralmente, o público irá recebê-lo. A única verdadeira liberdade criativa é quando você realiza tudo sozinho. É a única maneira de fazer tudo por si mesmo. Então você pode se sentir satisfeito que você fez isso. Apenas não fique chateado se os outros não gostam... Ou não o compram (risos).

Vicente - Em todos esses anos, você criou uma ligação muito especial com o Brasil. Quais são suas melhores lembranças de outros shows aqui?

Russel Allen - Eu sempre valorizei os shows especiais que eu tive aí. Nunca esqueci os primeiros shows que fiz em São Paulo, Manaus, Rio e Brasília, para citar alguns que me lembro. Meu primeiro show com Adrenaline Mob no Brasil foi incrível! Tendo Ripper cantando com a gente foi totalmente inesperado e foi matador!

Vicente - Por favor, deixe uma mensagem para todos os seus fãs brasileiros, e um convite para este grande evento.

Russel Allen - Dizer que eu amo o Brasil é um eufemismo. Vocês fazem com que eu prossiga! Vocês me inspiram a dar tudo o que tenho para dar a cada show. E, neste fim de semana não será diferente. Por favor, juntem-se a nós comemorando 20 anos de muita música de uma das maiores bandas do Brasil.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Edu FalaschiEdu Falaschi
Vamos surpreender na segunda parte da turnê Return of Shadows

2740 acessosAngra: "Uma rapazeada bonita, mas nenhum foi bonzinho"197 acessosAltair: comédia diabólica de Progressive/Power Metal0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Tocando Iron Maiden com garotas do Iron Maidens

Kiko LoureiroKiko Loureiro
O melhor guitarrista do ano no Revolver Awards

W.A.S.P.W.A.S.P.
Aquiles Priester será o baterista da nova turnê

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Symphony X"0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"

The VoiceThe Voice
Candidato faz power metal cantado em português

Rock e MetalRock e Metal
Todo artista tem uma fase vergonhosa

AngraAngra
Banda errou na escolha de Fabio Lione?

5000 acessosTotal Guitar: os melhores e piores covers da história5000 acessosMetal/Hard: Alguns dos maiores e melhores vocalistas atuais5000 acessosIron Maiden: a tragédia pessoal do baterista Clive Burr5000 acessosMax Cavalera: escrevendo uma carta para si mesmo, quando jovem5000 acessosKiss: veja a capa em 3D do álbum Monster5000 acessosDuff Mckagan: 10 conselhos para uma banda sobreviver

Sobre Vicente Reckziegel

Servidor público, escritor, mas principalmente um apaixonado pelo Rock e Metal há pelo menos duas décadas. Mantêm o Blog Witheverytearadream desde Dezembro de 2007. Natural e ainda morador de uma pequena cidade no interior do Rio Grande do Sul, chamada Estrela. Há muitos anos atrás tentou ser músico, mas notou que faltava algo simples: habilidade para tocar qualquer instrumento. Acredita na música feita no Brasil, e gosta de todos os gêneros, desde Rock clássico até Black Metal.

Mais matérias de Vicente Reckziegel no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online