Matérias Mais Lidas

Mamonas Assassinas: a história por trás do enigmático CreuzebekMamonas Assassinas
A história por trás do enigmático "Creuzebek"

Guns N' Roses: Axl entendia que as coisas mudaram, mas Slash tinha virado um personagemGuns N' Roses
Axl entendia que as coisas mudaram, mas Slash tinha virado um personagem

Nirvana: músico canadense muito parecido com Kurt Cobain faz sucesso no TikTokNirvana
Músico canadense muito parecido com Kurt Cobain faz sucesso no TikTok

Robert Fripp: veja cover de Welcome to the Jungle com esposa segurando halteresRobert Fripp
Veja cover de "Welcome to the Jungle" com esposa segurando halteres

Iced Earth: Jon Schaffer será extraditado para Washington; não há decisão sobre fiançaIced Earth
Jon Schaffer será extraditado para Washington; não há decisão sobre fiança

Megadeth: quando a MTV ferrou a banda ao rejeitar clipe de A Tout Le MondeMegadeth
Quando a MTV ferrou a banda ao rejeitar clipe de "A Tout Le Monde"

Slayer: Faca feita com cordas de guitarra gera imagens que ninguém esperavaSlayer
Faca feita com cordas de guitarra gera imagens que ninguém esperava

Kiss: Gene Simmons diz que passou dos 70 anos por nunca ter bebido ou usado drogasKiss
Gene Simmons diz que passou dos 70 anos por nunca ter bebido ou usado drogas

AC/DC: a resposta inusitada de Supla quando perguntam se ele gosta da bandaAC/DC
A resposta inusitada de Supla quando perguntam se ele gosta da banda

Slash: por que ele usa óculos escuros o tempo todo?Slash
Por que ele usa óculos escuros o tempo todo?

Faith No More: todas as faixas do magnífico The Real Thing, da pior para a melhorFaith No More
Todas as faixas do magnífico "The Real Thing", da pior para a melhor

Chester Bennington: viúva anuncia separação de bombeiro após um anoChester Bennington
Viúva anuncia separação de bombeiro após um ano

Enjaulados: Os crimes mais chocantes da história do rockEnjaulados
Os crimes mais chocantes da história do rock

Alexi Laiho: A banda de metal do céu agora tem um guitarrista solo, afirma MustaineAlexi Laiho
"A banda de metal do céu agora tem um guitarrista solo", afirma Mustaine

Metallica: todas as faixas do polêmico Load, da pior para a melhorMetallica
Todas as faixas do polêmico "Load", da pior para a melhor


Matérias Recomendadas

Jack Bruce: Foda-se o Led Zeppelin, eles são um lixo!Jack Bruce
"Foda-se o Led Zeppelin, eles são um lixo!"

Gastão Moreira: A coleção do VJ, apresentador e jornalista musicalGastão Moreira
A coleção do VJ, apresentador e jornalista musical

Queen: ouça a voz isolada de Freddie Mercury em clássicosQueen
Ouça a voz isolada de Freddie Mercury em clássicos

Contra-baixo: as melhores introduções do Heavy MetalContra-baixo
As melhores introduções do Heavy Metal

Alice In Chains: seria essa a última foto de Staley com vida?Alice In Chains
Seria essa a última foto de Staley com vida?

Malvada
Dead Daisies

Sigma: mais uma pérola do nosso Hard Rock

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Pereira Lescano, Fonte: Blog dos Feras
Enviar Correções  

A Sigma 7 é puro rock n roll. A banda foi formada no começo dos anos 2000 pelo vocalista Marcos Delfino e o guitarrista Alessandro Librelato, em 2006 entraram o guitarrista Ted Justo e o baixista Eduardo Schardosin formando a espinha dorsal da banda. A partir daí foram dois discos lançados, vários shows e o reconhecimento do público e mídia. Atualmente a Sigma 7 está em testes com um novo baterista e finalizando o próximo vídeo clipe. O papo a seguir foi com o vocalista Marcos Delfino, e o cara nos contou mais sobre a história da banda, influências e planos para o futuro.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

- Como nasceu a SIGMA 7?

Marcos Delfino: A banda surgiu no início dos anos 2000 quando eu e o Alessandro Librelato decidimos que depois de um período de 2 anos tocando de forma acústica, era a hora de termos nossa banda. Fomos fazendo os contatos e buscando músicos "emprestados" de outras bandas que nos apoiaram no início.

- Como surgiu o nome da banda?

Marcos Delfino: O nome da banda foi uma escolha muito mais pela sonoridade da pronúncia do que por algum significado especial. Este seria o nome de uma banda de um amigo do Alessandro, que por não ter aprendido tocar nenhum instrumento sugeriu o nome para nós. A gente curtiu e ficou.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

- Que bandas influenciaram a SIGMA 7?

Marcos Delfino: As influências da Sigma são estruturadas em quatro pilares: O primeiro, são os "Deuses sagrados" do rock como: Led Zeppelin, Ac/Dc, Black Sabbath, Deep Purple e Kiss. O segundo, são as bandas do "boom" do Hard como: Skid Row, Guns n’Roses, Motley Crue, Lynch Mob. O terceiro, são as bandas atuais como Buckcherry, Babylon Bombs e Crash Diet. E o quarto, são as bandas Nacionais são: Casa das Máquinas, Rosa Tattooada, Barão Vermelho, Tutti-Frutti e Made in Brazil.

publicidade

- Como rola o processo de composição da banda? Todos contribuem com letras e melodias?

Marcos Delfino: O Ted é um cara com uma capacidade incomum de compor melodias e Riffs matadores em série. Quando os ouço penso que poderiam ser compostos por qualquer um dos nossos "Guitar Heros", sendo assim utilizamos estes riffs e vamos estruturando as músicas aos poucos, às vezes ela já vem pronta, só escrevo as letras. Depois dela pronta cada um coloca sua característica nela ou acrescenta algo para melhorar.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

- Em 2006 a banda lançou o primeiro álbum chamado "SIGMA 7", fale sobre ele:

Marcos Delfino: O disco "Sigma 7" é o nosso primeiro registro autoral, teve um orçamento inferior ao segundo disco, mas de certo modo, tivemos um bom resultado com ele. Depois de algumas aparições na TV e execuções de algumas músicas em rádios do interior conseguimos mais espaço. Ele contou com a produção do ex- guitarrista do Alemão Ronaldo, "Lula Lélé", que é um parceiro e amigo nosso na estrada.O Lula nos deixou muito à vontade, tanto que ficamos em estúdio durante uns 10 meses. Este disco conta basicamente com composições minhas e do Alessandro Librelato.

- Esse álbum tem clássicos como "Johnny", "Estrelas que contei" e "Nunca é tarde", ele ainda esta em catálogo?

Marcos Delfino: Sim, na realidade o disco físico não existe mais, conseguimos vender a tiragem que fizemos, por isso vamos disponibilizá-lo para download em nosso blog, ainda neste ano.

- Por falar na faixa "Johnny", ela é baseada em fatos reais? Fale sobre a criação da letra:

Marcos Delfino: A letra de Johnny foi uma criação imaginária de um cara azarado que perde a Fé em um amanhã melhor. Embora imaginária, sabemos que muitas pessoas passam por desilusões e dificuldades, preferindo desistir a lutar.

- O segundo trabalho da banda foi lançado em 2012 "Uma bala, uma chance", e a evolução é clara, fale mais do processo de criação desse trabalho:

Marcos Delfino: Depois de um hiato de registros e composições, começamos em 2010 a compor o que viria a ser o "Uma bala, uma chance". Basicamente neste álbum as músicas foram compostas por mim e pelo Ted, com algumas contribuições do Alessandro Librelato. O Ted tem muitos riffs e melodias compostos, o que fizemos foi pegar este material e dar corpo a tudo isso. Gravamos as músicas em uma fita K7 e eu as trazia para casa para compor as letras. Foi um processo livre e verdadeiro, sem se preocupar se o som ficaria mais ou menos "acessível" ao público.

- "Uma bala, uma chance" teve uma repercussão muito boa, inclusive sendo citado no Blog dos Feras como um dos melhores lançamentos nacionais de 2012, esse sucesso era esperado?

Marcos Delfino: Cara, devo dizer que conforme íamos gravando as músicas, sentíamos que estávamos diante de algo bom, mas a reação das pessoas é imprevisível. Entretanto depois do lançamento tivemos o reconhecimento de muitas pessoas desde o cenário Metal com Edu Falashi (Angra e Almah), do rock clássico brasileiro como: Simbas (vocal do Tutti-frutti e Casa das Máquinas) da galera do Barão Vermelho na figura do Rodrigo Santos e do Fernando Magalhães, como no meio MPB com Agnaldo Timóteo que adorou a música "Por mais que eu tente te esquecer". Ficamos felizes com o resultado e com a repercussão.O mais legal é você fazer um trabalho tendo nele apenas uma coisa, a confiança de que você deu o seu melhor, ao invés de criar expectativas de sucesso e crítica.

- "Por mais que eu tente te esquecer" é uma das mais belas músicas do hard rock gaúcho, de quem é a letra?

Marcos Delfino: Obrigado, "Por mais que eu tente te esquecer" é uma letra minha, do Ted e do Librelato. Fala sobre o Amor e seus finais, que nem sempre são felizes.

- A música "Vida fácil" tem a participação mais que especial do Jacques Maciel da Rosa Tattooada, como aconteceu esse contato?

Marcos Delfino: Desde o primeiro disco conversávamos sobre a possibilidade de uma participação especial do Jacques em algum disco nosso, devido à influência que ele e a Rosa Tattooada exercem sobre nós. Sempre vamos à maioria dos shows da Rosa Tattooada aqui na capital e sempre rolava aquele encontro depois do show. Sempre nos encontrávamos e batíamos um papo, desta proximidade rolou uma amizade. Quando estávamos com o projeto pronto achamos que era a hora. Achamos que "Vida Fácil" era a música certa e aí rolou o contato do Ted com ele. Ele aceitou numa boa e fez uma grande participação. Jacques é uma cara grandioso como compositor, músico e ser humano.

Vídeo de "Vida Fácil":

- Outra participação especial foi do Vini Tonello (produtor, ex-tecladista da Rosa Tattooada), conta como foi:

Marcos Delfino: O Vini Tonello foi quem produziu, gravou e masterizou o disco. O Vini é um produtor experiente, sabe muito bem conduzir o processo de gravação. No período que gravamos, fomos a última banda a gravar no antigo estúdio da "ACIT", o Vini parecia ser um membro da banda, estava junto, planejava e pensava como um sexto integrante. Crescemos muito depois desta experiência.

- Vamos falar do clipe da música "Estrada", quem produziu e porque essa música foi a escolhida?

Marcos Delfino: O clipe de "Estrada" carrega em si a frase célebre Punk do "Faça você mesmo". Pois foi feito em conjunto pelo Ted e pelo Librelato, reunindo o vasto material de vídeo que tínhamos de cenas da banda na Estrada. Mostrando as diferentes fases da banda, mais jovens, mais magros, mais velhos, mais pesados, porém com a mesma vontade de apenas fazer Rock n’ roll. Escolhemos esta música, pois temos nela o símbolo da retomada que o disco trouxe para a carreira da banda.

Vídeo de "Estrada":

- Tem planos para outro vídeo clipe, e qual música seria a escolhida?

Marcos Delfino: Sim, já está gravado recebendo apenas os últimos ajustes. Vamos lançar em breve. A música é "Por mais que eu tente te esquecer".

- O blog da SIGMA 7(sigma7online.blogspot.com.br) é um belo trabalho de informação e interação com os fãs, ele seguirá ativo nesse ano de 2013?

SMarcos Delfino: im, o Blog voltará a toda. Estávamos de férias, mas vamos continuar atualizando, pois temos um canal muito próximo de quem curte a banda e os músicos.

- Quais os planos da banda para 2013?

Em 2013, vamos voltar ao estúdio, pois já estamos escolhendo os novos sons que vão compor um novo "single". E esperamos tocar mais pela capital e interior.

- Agradeço pela entrevista e o espaço final é teu:

Marcos Delfino: * Nós é que agradecemos pela oportunidade e gostaríamos de agradecer aos Fãs, amigos e parceiros de estrada, as Bandas: Velho Lobo, Os dirigíveis, Shantra, Gueppardo, Bad Flowers, Fighter, Rosa Tattooada, Beat Barea, Barão Vermelho e Guilherme Maia e todos que contribuem com a banda.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Contatos:
Blog / Sigma 7:
http://sigma7online.blogspot.com.br/
email: [email protected]
Facebook/Sigma 7:
https://www.facebook.com/pages/Sigma-7/142243892521423
Myspace/Sigma 7:
http://www.myspace.com/sigma7online


Stamp
Tunecore
Como consegui viver de Rock e Heavy Metal
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Fotos de Infância: Kurt Cobain, do NirvanaFotos de Infância
Kurt Cobain, do Nirvana

Cannibal Corpse: o pescoço gigante de George FisherCannibal Corpse
O pescoço gigante de George Fisher


Sobre Rafael Pereira Lescano

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.