Lamb of God: juntos somos capazes de muito mais

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nathália Plá, Fonte: Blabbermouth.net, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 


1444 acessosKing Diamond: show no Liberation foi como ele me contou que seria5000 acessosÔôôôôeeee: Sílvio Santos aprova montagem com Steve Harris

Christopher Krovatin da revista Revolver entrevistou recentemente o baterista Chris Adler, do LAMB OF GOD. Seguem alguns trechos da conversa.

Revolver: Como vocês estão se sentindo por ter seu vocalista são e salvo?

Chris Adler: É bom. Foi uma situação realmente assustadora, e ainda é. O Randy [Blythe] tem de voltar [à República Tcheca] em janeiro para ser julgado [pelas acusações de homicídio advindas da morte de um fã em um show do LAMB OF GOD em maio de 2010]. Mas o processo passou de muito, muito assustador, quando chegamos em Praga, para muito frustrante quando tentamos superar todos os obstáculos diante de nós para trazê-lo para casa e tentar resolver a situação. No momento em que ele veio para casa, estávamos muito irritados ao tentar ajudar, porque fizemos tudo o que pudemos e nada funcionou. Foi definitivamente um alívio imenso encontrá-lo no aeroporto naquela noite e há poucas semanas atrás tocamos no Knotfest em Iowa e Wisconsin, e foi ótimo subir no palco e botar a raiva para fora. Não poderíamos fazer disso um retorno ou coisa assim, mas havia uma energia especial no público. Eles estavam realmente felizes por estarmos lá para fazer nosso negócio.

Revolver: Vocês estão prestes a embarcar nessa turnê com o HATEBREED e o IN FLAMES. Está tudo pronto pra isso?

Chris Adler: Definitivamente. Já estamos falando em fazer umas coisas novas, mandar umas músicas novas. Estamos realmente empolgados para chegar lá — a energia que tivemos nos Knotfests foi realmente especial. Uma das coisas boas dessa situação, para mim, é que quando algo desse tipo acontece, você percebe o quão vulnerável você fica e te faz compreender a sua sorte por fazer o que faz. Estou super empolgado em fazer turnê com a SYLOSIS — uma das minhas bandas favoritas nesse momento, com quem viajamos o mundo. Vai ser ótimo.

Revolver: O "Resolution" foi um grande álbum quando sair no início desse ano. Você acha que o LAMB OF GOD permaneceu proeminente enquanto algumas outras bandas caíram na sarjeta?

Chris Adler: É difícil dizer. Há tantos passos que podíamos ter dado que poderiam ter significado o nosso fim, ou o de qualquer uma dessas outras bandas. Não é totalmente uma surpresa. Temos sorte em continuar fazendo isso. Figurar nas listas dos melhores, lançar discos Top Tem da Billboard, receber indicações ao Grammy, essas coisas são completamente insanas. Eu não sei de onde vem metade disso, porque isso foi algo que jamais tentamos fazer. Nós simplesmente amamos fazer música, nós nos respeitamos, curtimos trabalhar juntos. Então acho que um passo em falso que muitos caras dão, e é difícil lidar com a situação de se estar numa banda por 17 anos, é manter uma formação constante. É fácil ficar de saco cheio do outro ou da rotina – ter de cair na estrada ou ser criativo em dado momento. Ou são as amizades. Por muito disso, você está numa espécie de tubo de metal viajando com o outro 24 horas por dia e 7 dias na semana durante anos. Já passamos por isso. Mas nós realmente nos respeitamos, e percebemos que juntos somos capazes de muito mais do que qualquer um de nós individualmente.

Leia a entrevista na íntegra (em inglês) na Revolver.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 19 de setembro de 2012

King DiamondKing Diamond
Show no Liberation foi exatamente como ele me contou que seria

589 acessosLiberation Fest: Confira passagem das bandas Carcass e Lamb of God1374 acessosLiberation: confira como foi o festival pelos olhos de um músico334 acessosEmbers, do Lamb of God: Reflexões íntimas de muitas destruições394 acessosLamb of God: Randy Blythe convoca fãs para shows em SP e RJ0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Lamb Of God"

Lamb Of GodLamb Of God
Eles não são uma banda religiosa, apesar do nome

MegadethMegadeth
Mustaine fala do desafio de ter Kiko Loureiro na banda

Haja penteHaja pente
Os músicos mais cabeludos do Rock e Heavy Metal

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Lamb Of God"

Mah ÔôôôôeeeeMah Ôôôôôeeee
Sílvio Santos aprova montagem com Steve Harris

Duff McKaganDuff McKagan
Anestesias não funcionam mais no baixista

Iron MaidenIron Maiden
Veja a banda como você não gostaria de vê-la

5000 acessosPoeira: Rockstars e as bandas que eles sonhavam fazer parte5000 acessosKing Diamond: o "Rei Satânico"5000 acessosO lado escuro do rock: você acredita em magia negra?5000 acessosSlipknot: como são os membros da banda sem as máscaras?5000 acessosCorey Taylor: "Seu nome era Lemmy e ele tocava Rock n Roll"4265 acessosOrgulho Nacional: as capas mais bonitas por artistas brasileiros

Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online