Slash: falando sobre a "Slasher Films" em entrevista

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Victor Bianchi, Fonte: Slash Online Brasil, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Segue abaixo a tradução de um trecho da entrevista de Slash ao Entertainment Weekly, onde ele fala sobre seu novo empreendimento, a Slasher Films.

1367 acessosGuns N' Roses: em 2° lugar no ranking dos que mais faturaram em 20165000 acessosThe Doors: A mais famosa foto do fantasma de Jim Morrison

De onde veio a idéia de se envolver com a produção de filmes de terror?

Slash: Meio que caiu no meu colo. Rob Eric da Scout Productions é amigo da minha mulher, e uma noite nós ficamos acordados a noite toda falando sobre filmes de terror.Eu sou um fã de filmes de terror a vida toda, e tenho um conhecimento um tanto quanto avançado sobre eles. Rod disse, “Você deveria começar com uma companhia de produção e se envolver com filmes de terror. Você poderia chamá-la de Slasher Films - é perfeito!”, e eu meio que, “Foda!”, então decidimos começar com isso.

Existe um buraco no presente momento na indústria de filmes de terror que você pretende preencher?

Slash: O grande fato pra mim é, eu fui criado no meio de grandes filmes de terror. Mas filmes de terror sofisticados e dramáticos morreram no fim dos anos 80, e agora eu meio que perdi o interesse em sair e ver filmes de terror porque geralmente são sangrentos demais e não muito criativos. É tudo sobre o sensacionalismo e o choque que ele causa. O que eu quero trazer de volta é o drama, inteligência e humor dos filmes de terror - filmes que tenham profundidade.

Que tipo de filmes você está desenvolvendo?

Slash: Nós temos quatro excelentes roteiros que vamos iniciar a produção um logo após o outro. O primeiro tem o título tentador de "Nada A Temer", que vai ser iniciado esse ano. É uma história demoníaca muito bem escrita. É basicamente sobre uma família cristã temente a Deus, que se muda para uma pequena cidade no Kansas chamada Stull, que sem o conhecimento deles, é um dos sete portões para o inferno, e eles foram atraídos para lá para um sacrifício anual, para saciar a sede de sangue do demônio que aparece todo ano - do contrário a cidade entra em colapso. O irônico é que Stull é uma cidade verdadeira que tem esse mito na Internet: de fato, se supõe que lá é um dos portões para o inferno e o Papa não sobrevoa por lá. Eu procurei por isso e me espantei. Temos um outro roteiro chamado 'Teorema' que se trata de um matemático que descobre uma equação para o mal e então, claro, tem-se todo o inferno que vem junto com ela. Temos outra chamada 'Acorde para a morte', que é basicamente uma história jovem e moderna de Frankenstein sobre um brilhante estudante que descobriu sobre como reanimar tecidos mortos - mas pelo fato de ser um adolescente ele exagera um pouco. O último é 'O Outro Reino', que é sobre um hospital metropolitano onde os pacientes foram atingidos por uma epidemia que os transformou em zumbis matadores e os funcionários ficam presos lá com eles.

Rob Zombie também foi do Heavy Metal para a produção de filmes de terror.

Slash: Eu não falei com ele desde que me envolvi nisso, mas ambos temos uma afeição por filmes de terror. Eu respeito muito o Bob. Fiquei surpreso que ele pôde reerguer a franquia Halloween e fazer um bom trabalho com ela. Mas isso tudo é uma processo de aprendizagem pra mim agora. Até agora, tudo tem se baseado em conhecer muita gente no negócio de filmes e entender os termos de diretor e atores, além de ficar com um grupo de pessoas a qual não estou muito acostumado. Bem, veja, não tenho muito a perder.

Tradução por: Slash Online Brasil (http://www.slashonlinebrasil.com/)
Fonte Original: Site Oficial do Slash

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Guns N RosesGuns N' Roses
Em 2° lugar no ranking dos que mais faturaram em 2016

1384 acessosLoudwire: em vídeo, os 10 maiores riffs de metal dos 80's1537 acessosFabio Lima: 13 músicas pelo Guns N' Roses1745 acessosGuns N' Roses: turnê com rappers N.W.A. quase rolou; Axl era fã0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Guns N' Roses"

Myles KennedyMyles Kennedy
Para ele, Guns N' Roses prova que Gene Simmons está errado

Sixx & McKaganSixx & McKagan
Nada podia deter o Guns N' Roses nos primórdios

W. Axl RoseW. Axl Rose
Surge foto rara dos "anos perdidos" do vocalista

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Slash"0 acessosTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"

The DoorsThe Doors
A mais famosa foto do fantasma de Jim Morrison

MetallicaMetallica
Banda está passando por dificuldades financeiras, dizem biógrafos

Whiplash.NetWhiplash.Net
Como enviar conteúdo ou se tornar um colaborador do site?

5000 acessosGuitarras: algumas podem mudar a sua vida, outras não5000 acessosCourtney Love: ajudando a resolver os maiores mistérios do mundo5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 19875000 acessosDave Mustaine: "Minha vida não se resume somente a brigas"5000 acessosHeavy Metal: as 10 melhores bandas da era moderna5000 acessosOutro Chris Cornell subiu ao palco em Detroit anteontem e precisamos falar sobre isso

Sobre Victor Bianchi

Nascido em Cabo Frio-RJ, Victor Bianchi sempre teve boas influências graças ao pai. Hoje, dono do site Slash Online Brasil, tenta levar as melhores informações aos seus leitores.

Mais matérias de Victor Bianchi no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online