Dave Mustaine: "não me importo com o que as pessoas fazem"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fabiana Franco Costa, Fonte: SuicideGirls.com, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Ryan Stewart, do SuicideGirls.com, recentemente conduziu uma entrevista com o principal integrante do MEGADETH Dave Mustaine. Algumas partes extraídas da conversa seguem abaixo.

3431 acessosMegadeth: cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica5000 acessosSolos de guitarra: lista dos 50 melhores segundo a NME

SuicideGirls.com: Alguma vez você perdeu alguma coisa importante que você atribua às drogas?

Mustaine: Sim, um monte de coisas. Meu trabalho no METALLICA. Também morri uma vez. Eu tinha um monte de amigos que perdi. E há muita credibilidade que você perde em virtude de estar fazendo isto. Eu também perdi muito do respeito de meu filho. Me lembro um dia quando aquela coisa do "Behind the Music" apareceu - você realmente não pensa nisso quando está fazendo, mas quando aquele "Behind the Music" apareceu algumas crianças cercaram meu filho no ônibus e começaram a falar "Seu pai é viciado em crack, Seu pai é viciado em crack!" E eu disse, "Sim, e eu vou rachar ("to crack", em inglês) a cabeça dos seus pais!" Você sabe? [risos] E eu não tinha muita consciência disso, mas isso fez com que eu começasse a realmente refletir sobre o meu comportamento e como isto estava afetando meu filho. Eu não acho que o comportamento dos pais realmente afetem os filhos completamente, a não ser que sejam celebridades. Meu filho me disse algo uma vez, Ryan, sobre estar a minha altura, e eu disse "Oh, Justis, filho, você nunca precisará estar a minha altura, por favor não pense nisso."

SuicideGirls.com: Sua fé realinhou algumas de suas visões políticas que você costumava expor? Você ainda defende o voto? Você ainda se importa com a guerra e a paz?

Mustaine: Sim, em partes. Há algumas mudanças nos objetivos e algumas coisas fazem você mudar sua opinião quando você fica um pouco mais velho. Quanto a ser Democrata ou Republicano, Eu nunca fui também. Sempre fui alguém que está no meio. Eu voto pelo menor dos dois males, basicamente. E quando fiz o "Rock the Vote" (movimento pelo voto) na MTV, fui lá para representar os jovens da América. Não fui representando os Democratas, Fui lá fazer questionamentos. Infelizmente não temos pessoas que possam ser nossos porta-vozes e vão e fazem aquelas duras perguntas e falam com essas pessoas. Quero dizer, você sobe e fala com algumas dessas pessoas e suas habilidades estão no discurso - você faz uma pergunta eles respondem a você e você não tem a menor idéia do que eles acabaram de dizer.

SuicideGirls.com: Quando vocês saem excursionando, você tenta se cercar de pessoas com as mesmas opiniões?

Mustaine: Bem, eu não me importo com o que as pessoas fazem por si mesmas. Uma das políticas de trabalho que temos com nosso pessoal é que você pode fazer o que quiser depois do show, isto é assunto seu, apenas não toleramos o uso de nenhuma droga pesada. Temos nossos compromissos e jantares da banda e o pessoal gosta disto e não é servido leite com chocolate, você sabe? Se alguém quiser beber, tudo bem. Não somos a polícia da sobriedade, e olhando para a base de nossos fãs, você sabe, pessoas jovens gostam de voltar com uma gelada em tempos de verão. Eu costumava ser um alcoólatra, e quando fui salvo estava totalmente livre de todas essas coisas. Posso tomar algumas taças de vinho agora, mas não posso com bebida alcoólica forte. Simplesmente parei.
Foi uma coisa para mim, onde eu bebia todos os dias Vodca e Conhaque para não perder o estilo. Agora, a única hora que bebo é antes de começar o show; Bebo uma taça de vinho antes de entrar no palco e talvez uma enquanto estou no palco, e só. É muito estranho pensar, "oh, meu Deus, Eu estou completamente livre desta incrível dependência de beber. " Você sabe, quando tudo o que você pode pensar é beber, isso simplesmente te absorve.

SuicideGirls.com: Você recentemente participou do show "Big Four" com o METALLICA. Alcançou suas expectativas, compartilhar o palco e se juntar a eles?

Mustaine: Bem, fizemos apenas um dia, onde nos juntamos a eles. Mas estar no mesmo local e do mesmo lado e tocar daquele jeito, eu achei que foi recompensador em vários sentidos. Ao menos uma vez, tantas pessoas estavam realmente cientes de todo o cenário e como começou e quem eram os músicos e quais os seus papéis. E foi ótimo, ser capaz de voltar no tempo e contar toda a história de como o Oeste foi conquistado, basicamente. E foi uma ótima sensação. Gostaria de fazer isto de novo. Não sei se há um planejamento, mas certamente estou aberto a isto.

SuicideGirls.com: Não leve isto como uma pergunta maldosa, como antes, mas no livro você selecionou um final com uma explicação muito detalhada do motivo de declinar em participar da cerimônica de introdução do METALLICA no hall da fama. Basicamente, você acha que sua contribuição foi suficiente para ser introduzido com eles. Este evento reabriu a ferida?

Mustaine: [pausa longa] Esta enorme pausa provavelmente te aborreceu, não?

SuicideGirls.com: Sim.

Mustaine: Estava apenas brincando. Acho que se olharmos os fatos como realmente são, e o que foi minha participação na banda... Eu sei o que foi. E acho que do jeito que aconteceu foi como deveria ter acontecido, para que eu encarasse este... período... e simplesmente me guiar da forma mais respeitável possível. Não foi nada legal. Eu gostaria de estar lá. Não pude, naquelas circuntâncias. E também nós estávamos muito ocupados naquela época. E eu contei para aqueles caras como eu me sentia - Eu estava orgulhoso deles. E acho que isto é tudo que precisa ser dito sobre este assunto.

SuicideGirls.com: Você acha que a hora do MEGADETH vai chegar?

Mustaine: Eu acho que isto provavelmente vai acontecer, espero que sim, mas então de novo há coisas que esperava neste negócio que não consegui. E há um monte de coisas que não esperava, que eu tenho.

SuicideGirls.com: Você ficaria tranquilo com todos que tocaram com o MEGADETH lá?

Mustaine: Bem, infelizmente um deles é falecido então isto não poderia acontecer. E esta é uma pergunta que deve ser colocada para eles. Não tenho nada contra eles. Há muitas coisas que foram resolvidas durantes estes anos e houve muito crescimento nas pessoas envolvidas, mas não posso ser responsável pelo ressentimento que as pessoas ainda tem. Obviamente sou parte disto, mas se limpar o seu lado da rua e alguém ainda continua a sentar em seus entulhos, você não pode fazer nada. Mas sim, Eu acho que poderia ser divertido e legal, mas não sei se seria um sentimento piegas para todos. Certamente sei que outros caras da banda, Chris [Broderick] e Junior [David Ellefson] e Shawn [Drover], adoraria ver muitos desses caras. E tenho o sentimento que há algumas pessoas que seriam maças podres, mas tudo bem por mim porque estou disposto a perdoar e esquecer. Deus sabe que não estou sem culpa por algumas coisas que aconteceram.

SuicideGirls.com: O Hall da Fama é bem tolerante em admitir artistas de blues e outros tipos distantes de rock; você acha que eles serão igualmente tolerantes em reconhecer o metal nos anos que virão?

Mustaine: Realmente não sei o suficiente sobre a organização. Sei que no tocante ao metal nenhuma das organizações dos países poderia ser inepta como o Grammy, que deu ao JETHRO TULL um prêmio de metal. Enquanto isto estiver nos anais da história, acho que o Hall da Fama do Rock and Roll está bem seguro do que eles querem.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MegadethMegadeth
Cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica

3083 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa521 acessosMarty Friedman: ouça "Miracle", single do novo álbum solo3525 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

MegadethMegadeth
Era hora de sair, diz Ellefson sobre Drover e Broderick

MegadethMegadeth
Dave Mustaine elogia Kiko mais um pouco

Dave MustaineDave Mustaine
O líder do Megadeth comenta "Let There Be Rock", do ACDC

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"

Solos de guitarraSolos de guitarra
Lista dos 50 melhores segundo a NME

Led ZeppelinLed Zeppelin
"Stairway To Heaven" vale mais de US$500 milhões?

SlipknotSlipknot
Corey Taylor não tem a cara limpa por baixo da máscara

5000 acessosHall Of Shame: as melhores músicas ruins da história do Metal5000 acessosSeparados no nascimento: Phil Lynott e Tiririca5000 acessosHeavy Metal: o Diabo e personagens bíblicas nas capas5000 acessosArch Enemy: "Nos chamar de Death Metal não faz justiça!"5000 acessosBaixistas: Os 10 maiores segundo os leitores da Rolling Stone5000 acessosOzzy Osbourne: saiba porque ele odeia banheiros públicos

Sobre Fabiana Franco Costa

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online