Van Halen: Eddie fala de suas conversas com Deus

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Diego Camara, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

O site Spinner.com conduziu em junho de 2009 uma entrevista com o lendário guitarrista Eddie Van Halen que falou, dentre outras coisas, sobre o início de sua carreira e até de suas conversas com Deus.

1363 acessosVan Halen: Simplesmente "FUCK"5000 acessosMetallica: corrigindo a injustiça contra Jason Newsted

Você não começou tocando guitarra, ou começou?

Eddie: "Eu nunca tive aulas de guitarra. Tive aulas de piano quando tinha 6 anos e vivia na Holanda. Quando viemos para a América era algo típico, exceto pelo fato de que eu era realmente bom nisso, assim como meu irmão. O Colégio na cidade de Long Beach tinha uma competição, era um recital de piano e eu venci três vezes seguidas. Mas então eu parei de tocar piano por uma razão: fui forçado a fazer isso [tocar piano] e eu não podia tocar o que eu queria, e isso não era divertido. Então me rebelei e comprei para mim um kit de bateria, e meu irmão, que tinha parado de tocar piano também, começou a tocar guitarra. Bem, Alex começou a tocar minha bateria e ele era bem melhor do que eu, então eu disse: 'Ok, foda-se, eu irei tocar sua guitarra'".

Fale um pouco sobre suas técnicas de gravação e composição.

Eddie: "Levo em torno de uma boa hora para esticar meus dedos, e eu sempre deixo a fita com o material rolando ao fundo, ou um cassette, algo do tipo. Depois de duas horas e meia, três horas, então entro em uma zona que estou reaprendendo a encontrar depois que parei de beber. Quando eu bebia chegava lá mais rápido. É um tipo de zona onde você não está pensando, onde você está apenas aberto para tudo, e eu acredito que quando você toca o bastante tem a possibilidade de executar com seus dedos qualquer coisa que Deus dê a você, e Deus não irá lhe dar nada se você não praticar ou tocar. Então, depois de duas, três horas, Deus diz: 'Ok, ele está preparado, irei lhe jogar um osso'. E Deus tem um senso de humor também, pois as vezes ele me dá algumas merdas, não gosto de tudo o que faço".

Acho que todo compositor sempre atinge alguns momentos onde sabe que chegou em algo realmente especial. Quais são alguns destes momentos para você?

Eddie: "É como 'Jump': esse foi nosso single nº 1, e acredite ou não, eu construí meu estúdio para colocar esta música em nosso disco pois todos odiaram-na, e a mesma coisa aconteceu com 'Right Now'. Alex e eu gravamos toda a coisa certos de que as pessoas não queriam fazer parte disto, então ela vence um Grammy e um MTV Award para o Vídeo do Ano, e de repente é como: 'Ei, sim, ótimo!' Mas fazer a pessoa cantar a maldita música foi como arrancar os dentes. Tem algumas coisas pelas quais eu luto pois eu escrevo todas as músicas, então eu acho que eu tenho um pouco a dizer sobre como as coisas devem ser feitas. Eu não sou um tirano, como a maioria das pessoas pensam. Eu apenas espero que outras pessoas, se você estiver nesta banda, trabalhem tão duro quanto eu trabalho".

A entrevista completa (em inglês) pode ser lida no site da Spinner.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 18 de setembro de 2012

Van HalenVan Halen
Em "5150", uma banda mais compacta e divertida

1363 acessosVan Halen: Simplesmente "FUCK"474 acessosLoudwire: em vídeo, 10 maiores riffs de metal dos anos setenta0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Van Halen"

Pra discutirPra discutir
Os 100 melhores discos de hard rock de todos os tempos

Sammy HagarSammy Hagar
"Eu posso me gabar um pouco; eu vim do nada!"

FrontmenFrontmen
Quando os originais não eram as melhores opções

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Van Halen"

MetallicaMetallica
Corrigindo a injustiça contra Jason Newsted

Zakk WyldeZakk Wylde
Foto do arsenal de guitarras do músico

Led ZeppelinLed Zeppelin
"Stairway To Heaven" vale mais de US$500 milhões?

5000 acessosThe Simpsons: 10 melhores aparições de roqueiros no desenho5000 acessosOzzy Osbourne: Sharon conta como o Madman tentou assassiná-la5000 acessosEm 21/08/1989: Morre Raul Seixas, que seria encontrado morto no dia seguinte5000 acessosPizza: como ser True-Metal-From-Hell na hora de pedir uma5000 acessosDave Lombardo: "não gosto que falem merda sobre Lars"5000 acessosMegadeth: "Dystopia" não seria tão bom com Menza e Friedman

Sobre Diego Camara

Nascido em São Paulo em 1987, Diego Camara é jornalista, radialista e blogueiro. Seu amor pelo metal e rock começou há 6 anos. Um amante da nova geração, é um grande fã de Arjen Lucassen, Andre Matos e bandas como Nightwish, Hammerfall, Sonata Arctica, Edguy e Kamelot. Também não deixa de ter amor pelos clássicos, como Helloween, Gamma Ray e Iron Maiden e do Rock de bandas como Oasis, Queen e Kings of Leon. Atualmente seus textos podem ser lidos no blog OCrepusculo.com sobre assuntos diversos, além de planos para criação de um projeto totalmente voltado aos blogs de Rock e Metal.

Mais informações sobre Diego Camara

Mais matérias de Diego Camara no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online