Matérias Mais Lidas

imagemRock in Rio: Pitty alfineta a produção do festival ao revelar qual seria sua exigência

imagemAnitta é a maior roqueira que existe hoje no Brasil, diz integrante do Titãs

imagemSérgio Moro elege banda clássica de Rock como sua favorita

imagemBruce Dickinson revela qual é sua música preferida do Iron Maiden

imagemQuando Derico, do Programa do Jô, descobriu que Ian Anderson tocava tudo errado

imagemJoão Gordo compara anarcocapitalistas com quem acredita em terraplanismo

imagemRock in Rio libera ingressos extras e novamente dia do metal é único que não esgota

imagemA reação de Jimi Hendrix ao assistir King Crimson ao vivo

imagemTommy Lee postou uma foto com o "Dr. Feelgood" de fora

imagemPrika diz que fez "tudo errado" na primeira turnê da Nervosa, mas aprendeu lição

imagemNova Fã que descobriu Metallica por Stranger Things quer cancelar banda e reúne provas

imagemNergal diz que vocalista do Arch Enemy é mais corajosa do que muito metaleiro homem

imagemO hit da Legião que Renato Russo compôs para Cássia Eller e traz coincidência trágica

imagemVídeo de clássico do Kiss é disponibilizado no canal oficial da banda

imagemGeddy Lee e Alex Lifeson tocam clássica do Rush em evento nos EUA


Stamp

Motley Crue: contrato até 2018 e mais quatro discos

Por Nacho Belgrande
Fonte: Jornal "Boston Globe"
Em 24/08/08

O jornal americano The Boston Globe conduziu recentemente uma entrevista com o vocalista do MÖTLEY CRÜE, Vince Neil, que estava a caminho de Mansfield, para mais uma parada do festival intinerante encabeçado pela banda, o "Crue Fest".

O "Crue Fest" está sendo tudo que você esperava? Bandas barulhentas e mulheres loucas?

Vince: "As platéias são demais. Nós estamos estabelecendo recordes de público. As pessoas chegam lá às cinco da tarde e ficam o tempo todo. Estamos nos divertindo muito".

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

E quem está na platéia:

Vince: "É uma mistura. Mães de família e caras tatuados e os filhos. Há um monte de garotos jovens, é muito legal. Eles chegam a ter 5, 6 anos de idade. Os pais os seguram na seção da frente. E também tem os de 12 anos vestindo camisetas do (disco) 'Shout At The Devil'".

Ouvi dizer que você está alcançando as notas altas. O que você faz pra cuidar da sua voz?

Vince: "Nada".

Fala sério!

Vince: "Absolutamente nada. Eu nem aqueço. Pra mim consiste apenas em cantar o tanto que eu canto. Eu não tiro folga de cantar, e é como malhar. Se você não canta, você enfraquece. Sua voz é um músculo".

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Qual é seu ritual pré-palco?

Vince: "Eu vou ao banheiro e grito o mais alto que eu posso. Tira toda a poeira".

Você tem feito isso por quase um quarto de século. Ficou mais difícil ou mais fácil?

Vince: "Eu não vejo mudança alguma. Talvez o dia seguinte ao show durante a primeira semana de uma tour te deixe meio dolorido. Isso vem com a idade. Eu pus um odômetro de pés (e aprendi) que estou correndo 19 quilômetros em cima do palco durante um show de 90 minutos. Então é isso. Eu estou fazendo exercícios aeróbicos".

Então você não freqüenta academias?

Vince: "Geralmente eu apenas fico na cama por mais tempo".

"Saints of Los Angeles" é largamente baseado no livro de memórias da banda, "The Dirt". Eu não vejo o Crue como uma banda confessional, mas parece que o disco é a história da sua vida.

Vince: "Toda faixa é sobre algo que realmente aconteceu. O livro 'The Dirt' foi e é um dos melhores livros sobre rock’n’roll por aí porque nós fomos brutalmente honestos quanto ao que cada pessoa fez ou não fez. Se você foi um cuzão, você foi descrito como tal, e as canções são baseadas nessas histórias... 'Face Down in the Dirt' é sobre quando estávamos apenas começando. Daí tem 'Down at the Whiskey' sobre o (notório clube noturno de Los Angeles, Whisky A Go-Go) clube na Sunset Strip, e também 'Chicks = Trouble', que claro, é seguida por casamentos e divórcios e nós não nos dando bem, e finalmente 'Goin' Out Swinging'".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Esse é o primeiro disco com a formação original em 10 anos. Todo mundo está se comportando?

Vince: "Ah sim, sempre nos comportamos. Você tem que se lembrar que nós somos uma família, e famílias brigam. Toda banda passa por isso. Só que nós escrevemos sobre as nossas (brigas)".

Qual é o maior problema? Egos? Diferenças criativas?

Vince: "Nesse exato momento o maior problema é que algumas pessoas querem tocar 'Smokin' in the Boys Room' e outras não querem".

Se meu voto vale, eu digo pra tocarem.

Vince: "Fecho com você. Estou no lado a favor".

O MÖTLEY CRÜE tentou terapia alguma vez, como o METALLICA?

Vince: "Fizemos isso em 1990, eu acho. Não funcionou. Você não pode forçar pessoas a fazerem o que não querem, e algumas vezes, isso piora as coisas. Mas estamos juntos. É isso que conta".

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Você pensa em se aposentar?

Vince: "Sim, um dia qualquer desses. Estamos comprometidos por mais 10 anos uns com os outros, pelo menos outros três ou quatro discos. Em 2018 a gente vai ver o que faremos em seguida".

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Dream Theater 2022


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Tommy Lee postou uma foto com o "Dr. Feelgood" de fora

Dee Snider afirma que não usa teleprompter porque não matou o cérebro com drogas

Internet cai em cima de Vince Neil após flagra que mostra teleprompter em show

Ranking Crew: edição #2 do programa de álbuns ranqueados da Roadie Crew está no ar

Mötley Crüe: Tommy Lee revela em show ter quebrado quatro costelas

Nikki Sixx analisa o momento atual do rock and roll e diz que falta um pouco de sujeira

O motivo que fez Nikki Sixx sempre ser demitido de bandas cover

Rock: alguns dos discos mais raros (e caros) do mundo

Mötley Crüe: motorista canadense culpa "Kickstart My Heart" após multa

Slash e Nikki Sixx: ponderando sobre uso de celulares em shows

Kiss: como foi demitir Eric Carr em seu leito de morte

O Whiplash.Net protege algumas bandas e prejudica outras?


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande.