Tool: "sei que ganhei na loteria", diz James Keenan

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Carlos Almeida, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Em entrevistas distintas, o vocalista Maynard James Keenan (TOOL, A PERFECT CIRCLE e PUSCIFER) deu sua opinião a respeito dos downloads ilegais, sobre a estratégia do lançamento do novo álbum do RADIOHEAD e outros assuntos.

726 acessosTool: vocalista também odeia pessoas que filmam shows com celulares5000 acessosMike Mangini: um dos bateristas mais rápidos do mundo?

Falando para a revista australiana 'Beat', Keenan atacou os downloads, mas não por razões egoístas. "Eu reconheço que sou um dos ganhadores na loteria", diz o vocalista. "Na época que o NIRVANA estourou, as gravadoras estavam procurando por algo diferente. O TOOL teve sorte, nós conseguimos um contrato, mas também fomos espertos e planejamos fazer o tanto quanto pudéssemos para tirar vantagem disso. Mas há muitas bandas novas por aí para quem mil dólares em vendas de álbuns podem fazer a diferença para que elas possam sair em turnê ou gravar o próximo disco, entende? Então os garotos precisam entender que se eles gostam da música de uma banda, eles devem achar alguma maneira de compensá-la por sua arte, de forma que essa banda possa assegurar que continuará fazendo isso". Mas o fato de se preocupar com as bandas pequenas não significa que você possa fazer download do material produzido por Keenan sem pagar nada. "Eu não posso fazer isso de graça", diz ele. "É ridículo e insultante".

Recentemente, o vocalista foi citado na revista Rolling Stone dizendo: "O rock pesado está afundando" e o projeto PUSCIFER é a sua maneira de se afastar disso e deliberadamente tentar fazer "um projeto divertido". Ele ainda pensa assim? "Sim. Está estagnado, já não está indo pra lugar algum", diz ele abruptamente sobre o estilo. "Parte disso é culpa das grandes gravadoras que contratam coisas as quais elas acham que darão lucro rápido e fácil, mas eu também penso que as bandas não estão evoluindo suas idéias ou buscando algo novo musicalmente. E aquelas que estão, você não ouve falar — elas são negligenciadas porque não fazem muito dinheiro. O lance independente está por aí, borbulhando no underground, mas ninguém está dando uma chance pra isso, pois as gravadoras estão procurando o próximo LINKIN PARK ou BACKSTREET BOYS".

Ele dá uma pequena bufada. "Eu simplesmente acho que elas (gravadoras) são muito limitadas, sinto muito. Ou talvez, que realmente isso é o melhor que elas podem fazer!"

Mudando um pouco de assunto, será que o vocalista ligou para a ridícula decisão do prêmio Grammy ter sido ganho pelo WOLFMOTHER (e seu manjado single "Woman"), prêmio esse que o TOOL também concorria pela 'Melhor Performance Hard Rock'? "Bem, você e eu sabemos exatamente de onde essa música vem", ri Keenan. "Mas afinal de contas isso não importa, porque é uma musica pegajosa e alto astral, e é disso mesmo que todos nós precisamos agora. Esqueça da profundidade disso. Se o Rock está morto, ninguém sabe para onde ir e não está progredindo, o que mais eles podem fazer a não ser olhar para trás e ver as coisas antigas já feitas”. “Eles querem reacender aquele sentimento que você tinha quando ouviu pela primeira vez aquele Rock inspirador”.

Em outra entrevista concedida ao site Spinner.com, Keenan se diz cético em relação ao recente lançamento digital do novo álbum do RADIOHEAD, "In Rainbows". Segundo ele, é fácil para uma banda tão popular quanto o RADIOHEAD deixar seus fãs pagarem o quanto querem pelo álbum e explicou: "Eu adoro o RADIOHEAD. Eles são uma grande banda, mas eu acho - e eu estou sendo gravado enquanto digo isso e provavelmente estarei errado e o tempo dirá - o que eles fizeram é de certo modo algo que dá certo uma vez só, porque isso pode funcionar num lance publicitário, permitir que as pessoas baixem o álbum, mas é muito confortável para eles poderem fazer isso. Eles vão ganhar muito dinheiro em turnês e já ganharam muito dinheiro vendendo álbuns".

Enquanto Keenan acredita que a distribuição da música entrou em uma era nova, ele diz que ainda terá sua quota de problemas. "Uma coisa que eu vejo, são os músicos querendo mais independência e, você sabe, mais controle sobre o seu destino", diz. "O lado ruim disso, é que a maioria das vezes a razão pela qual eles fazem música é porque eles estão falidos e geralmente não são tão brilhantes quando tomam decisões empresariais. Então, eventualmente os vampiros que irão sobreviver ao colapso da indústria arrumarão uma maneira de pegar esses caras de volta".

Ainda falando ao Spinner.com, Keenan reforçou o que disse à revista australiana sobre como "dar musica de graça" pode causar danos às bandas menores: "os que serão afetados são essas bandas que, de repente conseguem um hit, e as pessoas começam a repassá-la por aí de graça. Bem, se essas pessoas que pegaram essa determinada música tivessem realmente pago por ela, os caras dessa banda talvez pudessem dispor de recursos para bancar outro álbum porque, adivinhe, não há mais gravadoras".

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

726 acessosTool: vocalista também odeia pessoas que filmam shows com celulares422 acessosTool: novo disco está 90% pronto, diz baixista1039 acessosVocalistas: 5 famosas falhas ao vivo314 acessosTool: como tocar músicas da banda usando "tools"2051 acessosLoudwire: as 10 melhores bandas americanas de Metal415 acessosTool: tocando "Eulogy" após 16 anos0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Tool"

Guitar WorldGuitar World
Os 100 melhores guitarristas de hard rock

Metal ModernoMetal Moderno
5 bandas aptas a se tornarem clássicas

RoadrunnerRoadrunner
Os álbuns mais desprezados de todos os tempos

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Pirataria"0 acessosTodas as matérias sobre "Tool"0 acessosTodas as matérias sobre "Puscifer"

Mike ManginiMike Mangini
Um dos bateristas mais rápidos do mundo?

Monsters of RockMonsters of Rock
A feijoada que quase derrubou King Diamond

Porn MetalPorn Metal
Filmes para inspirar os headbangers solitários

5000 acessosSlipknot: 10 vezes em que Joey Jordison foi um verdadeiro herói5000 acessosSeparados no nascimento: Dave Mustaine e um Cocker Spaniel5000 acessos"Cê tá de brincadeira, né?": quando grandes nomes vacilam5000 acessosSlayer: semelhança com a "galinha marylou" do Ultraje a Rigor?5000 acessosMike Portnoy: Jam do Dream Theater com bateria isolada5000 acessosGuns N' Roses: Algumas curiosidades sobre o vocalista Axl Rose

Sobre Carlos Almeida

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Carlos Almeida no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online