Bruce Springsteen: Boss encerra frutífera década com álbum honesto e "raiz"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Victor de Andrade Lopes
Enviar Correções  

A foto direta e simples, porém ao mesmo tempo profunda e rica que compõe a capa de Letter to You, vigésimo álbum da lenda estadunidense Bruce Springsteen, dita o tom que a obra adota do começo ao fim. Com muita sinceridade, o "The Boss" abre seu coração e reflete sobre a vida, a morte e o tempo. E convenhamos, quantos compositores vivos fazem isso tão bem quanto ele?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Este se trata provavelmente do disco mais "raiz" que Bruce lançou neste século (ao menos levando em conta a discografia com a E-Street Band). Foram necessários apenas quatro dias para gravar tudo. A maior parte da música foi capturada "ao vivo" e recebeu poucos overdubs.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O resultado é um pouco mais de uma dezena de faixas que abre com uma singela e introspectiva reflexão sobre a efemeridade da vida ("One Minute You're Here"), que é seguida pela faixa-título e single principal - infelizmente, já o ponto alto da obra.

Não que isso ofusque o brilho das outras dez canções, mas a verdade é que nenhuma delas faz jus a "Letter to You". Mas algumas chegam perto.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Tem aquelas que exploram o indefectível lado "contador de histórias" do novajersiano, como "Janey Needs a Shooter". Mas a maioria vem com aquela emoção característica que o The Boss imprime como ninguém em suas criações: "Burnin' Train", "Last Man Standing", "The Power of Prayer", "House of a Thousand Guitars" e "Ghosts".

Misturando otimismo com nostalgia, Bruce encerra o trabalho num tom positivo e revigorante, dando-nos força para encarar a reta final deste ano maldito.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O disco só não é o máximo porque perde para a discografia pregressa do Boss, inclusive para o lançamento anterior com a E Street Band (High Hopes, de 2014). Claro que naquele caso houve um resgate de joias antigas com participações importantes do guitarrista Tom Morello, mas Letter to You saiu tão direto e relativamente cru (a banda toda é um noneto) que talvez tenha perdido um pouco do "fator uau" que alguns esperariam.

O que continua presente, graças a Dio, é a honestidade, a delicadeza e a beleza das composições, bem como a execução de competência acima de qualquer suspeita.

Track-list:
1. "One Minute You're Here"
2. "Letter to You"
3. "Burnin' Train"
4. "Janey Needs a Shooter"
5. "Last Man Standing"
6. "The Power of Prayer"
7. "House of a Thousand Guitars"
8. "Rainmaker"
9. "If I Was the Priest"
10. "Ghosts"
11. "Song for Orphans"
12. "I'll See You in My Dreams".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Abaixo, o clipe da faixa-título.

FONTE: Sinfonia de Ideias
https://bit.ly/BSLTY




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Michael Jackson: para ele, Elvis não era rei e Beatles não eram melhores que negrosMichael Jackson
Para ele, Elvis não era rei e Beatles não eram melhores que negros


Rock: alguns dos discos mais raros (e caros) do mundoRock
Alguns dos discos mais raros (e caros) do mundo

Herói: Astros da música transformados em heróis de HQHerói
Astros da música transformados em heróis de HQ


Guns N' Roses: os Jovens Pistoleiros, sexo, drogas e RnRGuns N' Roses
Os Jovens Pistoleiros, sexo, drogas e RnR

Traduções: Letras de rock relacionadas a ocultismo e satanismoTraduções
Letras de rock relacionadas a ocultismo e satanismo


Sobre Victor de Andrade Lopes

Victor de Andrade Lopes é jornalista (Mtb 77507/SP) formado pela PUC-SP com extensões em Introdução à História da Música e Arte Como Interpretação do Brasil, ambas pela FESPSP, e estudante de Sistemas para Internet na FATEC de Carapicuíba, onde mora. É também membro do Grupo de Usuários Wikimedia no Brasil e responsável pelo blog Sinfonia de Ideias. Apaixonado por livros, ciências, cultura pop, games, viagens, ufologia, e, é claro, música: rock, metal, pop, dance, folk, erudito e todos os derivados e misturas. Toca piano e teclado nas horas livres.

Mais matérias de Victor de Andrade Lopes no Whiplash.Net.

Goo336 Cli336 Goo336 Goo336 CliHo Goo336 GooInArt