Green Day: novo disco é, basicamente, um peido

Resenha - Father of All Motherfuckers - Green Day

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Victor de Andrade Lopes
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 4

Em 2014, Taylor Hawkins, baterista do então quinteto de rock alternativo Foo Fighters, usou em entrevista ao site The Music uma forma bastante peculiar e direta para se referir ao então novo álbum do U2, Songs of Innocence: "um peido".

The Exploited: "Cancelar shows por um vírus? Não somos o Green Day!"Como batizar a criança: os nomes de bandas mais estúpidos

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O que todos esses artistas têm a ver com Father of All Motherfuckers, novo trabalho de estúdio do trio estadunidense de "punk" Green Day? Bem, sem receios de publicar o que pode ser uma das resenhas mais polêmicas da história do Sinfonia de Ideias, eu pego emprestada a terminologia de Taylor e atribuo-a à obra em questão.

A definição "peido" que eu uso aqui se deve primeiramente ao fato de ser um lançamento extremamente curto - um verdadeiro EP disfarçado. Posso mencionar dezenas de músicas de rock progressivo mais longas que essas dez faixas somadas.

Mas há mais semelhanças com a flatulência. Peidar é um ato divertidíssimo pra quem o comete. Mas pra quem está do lado, é desagradável. Você fica lá, rindo sozinho, e as pessoas em volta só têm olhares de julgamento e reprovação.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Foi mais ou menos a mesma cena quando eles foram lançando seus singles pouco a pouco e os fãs e a crítica apenas se entreolhavam, perguntando-se o que havia acontecido com os rapazes.

A direção musical vem ao encontro de uma das propostas do álbum, que é "o estilo de vida de cagar pra tudo". Claramente, o trio cagou para crítica, fãs, sua própria história, enfim. Exemplo disso é o fato de terem reaproveitado parcialmente a capa do clássico American Idiot (2004). Chega a ser ofensivo...

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Outro problema do disco é que quando uma banda como o Green Day - historicamente associada ao gênero punk, quer queira quer não - anuncia algo com um título tão "agressivo" como "Father of All Motherfuckers" (Pai de Todos os Filhos da Puta, em tradução livre), você espera no mínimo algo crítico, ácido, agressivo, enfim, com algum tipo de atitude.

Mas o que vemos é um mar de canções (ou não - já falei da extrema brevidade?) nas quais Billie Joe Armstrong tenta acenar para um público jovem - do alto dos seus nem um pouco aparentes quase 50 anos de idade. Há críticas de sobra nas letras, é verdade, mas todas ganham tom de caricatura ante a instrumentação "moderninha".

No final das contas, só três momentos empolgam: o rock and roll cinquentista "Stab You in the Heart" e as relativamente densas e maduras "Meet You on the Roof" e "Junkies on a High". O resto? Bem, como todo peido, dissipa-se e é esquecido. E é só isto que tenho a dizer sobre esta peça.

Abaixo, o clipe de "Father of All...":

Track-list:
1. "Father of All..."
2. "Fire, Ready, Aim"
3. "Oh Yeah!"
4. "Meet Me on the Roof"
5. "I Was a Teenage Teenager"
6. "Stab You in the Heart"
7. "Sugar Youth"
8. "Junkies on a High"
9. "Take the Money and Crawl"
10. "Graffitia"


Outras resenhas de Father of All Motherfuckers - Green Day

Green Day: Desafiando conservadores em novo álbumGreen Day
Desafiando conservadores em novo álbum




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Green Day"


The Exploited: Cancelar shows por um vírus? Não somos o Green Day!The Exploited
"Cancelar shows por um vírus? Não somos o Green Day!"

Green Day: banda adia shows na Ásia por precauções ligadas ao coronavírusGreen Day
Banda adia shows na Ásia por precauções ligadas ao coronavírus

Regis Tadeu: Green Day sofre preconceito aqui no Brasil (vídeo)Regis Tadeu
Green Day sofre preconceito aqui no Brasil (vídeo)

Green Day: clássico Dookie completa 26 anosGreen Day
Clássico Dookie completa 26 anos

Em 17/02/1972: nascia Billie Joe ArmstrongPop Reverso: crítica do novo álbum do Green Day (vídeo)

Green Day: Desafiando conservadores em novo álbumGreen Day
Desafiando conservadores em novo álbum

Green Day: ouça Father Of All Motherfuckers, disco mais curto da banda até hojeGreen Day
Ouça "Father Of All Motherfuckers", disco mais curto da banda até hoje

Green Day: Confira "Oh Yeah!", nova canção da banda

Green Day: banda libera nova música Oh Yeah! com clipe; assistaGreen Day
Banda libera nova música "Oh Yeah!" com clipe; assista

Top 10: Os melhores bateristas do rock alternativoTop 10
Os melhores bateristas do rock alternativo

Punk: 10 músicos que são mais ricos do que você pensaPunk
10 músicos que são mais ricos do que você pensa


Como batizar a criança: os nomes de bandas mais estúpidosComo batizar a criança
Os nomes de bandas mais estúpidos

Nightwish: Participação de Dawkins em álbum irritou alguns fãsNightwish
Participação de Dawkins em álbum irritou alguns fãs


Sobre Victor de Andrade Lopes

Victor de Andrade Lopes é jornalista (Mtb 77507/SP) formado pela PUC-SP com extensões em Introdução à História da Música e Arte Como Interpretação do Brasil, ambas pela FESPSP, e estudante de Sistemas para Internet na FATEC de Carapicuíba, onde mora. É também membro do Grupo de Usuários Wikimedia no Brasil e responsável pelo blog Sinfonia de Ideias. Apaixonado por livros, ciências, cultura pop, games, viagens, ufologia, e, é claro, música: rock, metal, pop, dance, folk, erudito e todos os derivados e misturas. Toca piano e teclado nas horas livres.

Mais matérias de Victor de Andrade Lopes no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280