Black Bell Tone: mais um ótimo nome surge no Rio Grande do Sul

Resenha - Engenho Que Fabrica Opinião - Black Bell Tone

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Victor de Andrade Lopes
Enviar Correções  

9

O Rio Grande do Sul não cansa de nos brindar com ótimos nomes novos do rock nacional. Hoje, falaremos do Black Bell Tone, quarteto porto-alegrense que, com apenas dois anos de vida, já se meteu na empreitada de lançar um álbum de estreia com qualidade profissional.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Engenho Que Fabrica Opinião, título da obra, é um sinal claro o suficiente de que o disco abordará de forma crítica temas diversos. Depois de abrir já com uma de suas melhores, "Gravitacional", ele segue para o single "Amor, Ordem e Progresso", que questiona o lema da nossa bandeira de maneira bem fundamentada.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

É que as palavras presentes na nossa flâmula vêm do lema positivista "Amor por princípio, Ordem por base e Progresso por fim", do autor francês Auguste Comte. Mas a primeira parte foi suprimida. O resultado, sugere a letra e o clipe, é que, em tempos de polarização política, esquecemos de respeitar o outro e focamos em destruir seus argumentos (quando existem).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O álbum todo não deixa de ser um questionamento e uma provocação a reflexões em geral. Músicas para se ouvir no mar ("Navegando e Cantando"), personificações do brasileiro médio ("Opinião Pública") e questões de relacionamento ("Violeta Violenta", "Terra e Pá de Aço") permeiam sua lista de faixas.

A banda até se arrisca em (bom) inglês na indie/alternativa "Monogame", na autêntica "All You Said Was Never True", na hard rock "Wolfpacks Bay" e no leve encerramento "It's All Right to Sense Again".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

E é muito gratificante ver que os rapazes souberam criar uma instrumentação digna de carregar tais letras. Destaco principalmente o trabalho dos guitarristas Taba Kuntz (que também canta) e Nando Pontin. Na maioria das faixas, as guitarras efetivamente conversam, em vez de simplesmente se acompanharem num uníssono cru. Completam a formação Lucas Pontin (baixista) e Fernando Paulista (baterista).

publicidade

Seja na já mencionada abertura, que invade nossos ouvidos com riffs tensos, ou na belíssima Navegando e Cantando, ou mesmo na estilosa "Opinião Pública", o quarteto tem muitos ases em suas mangas e merece constar nas listas de melhores lançamentos nacionais do ano.

Abaixo, o clipe de "Amor, Ordem e Progresso":

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Track-list:
1. "Gravitacional"
2. "Amor, Ordem e Progresso"
3. "Navegando e Cantando"
4. "Opinião Pública"
5. "Não Conserve a Dor"
6. "Monogame"
7. "Violeta Violenta"
8. "All You Said Was Never True"
9. "Será Que Restou Alguém"
10. "Wolfpacks Bay"
11. 'Terra e Pá de Aço"
12. "It's All Right to Sense Again"

Fonte: Sinfonia de Ideias
http://bit.ly/blackbelltone

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


G.G. Allin: o extremo dos extremosG.G. Allin
O extremo dos extremos

Rob Halford: Ninguém escolhe ser GayRob Halford
"Ninguém escolhe ser Gay"


Sobre Victor de Andrade Lopes

Victor de Andrade Lopes é jornalista (Mtb 77507/SP) formado pela PUC-SP com extensões em Introdução à História da Música e Arte Como Interpretação do Brasil, ambas pela FESPSP, e estudante de Sistemas para Internet na FATEC de Carapicuíba, onde mora. É também membro do Grupo de Usuários Wikimedia no Brasil e responsável pelo blog Sinfonia de Ideias. Apaixonado por livros, ciências, cultura pop, games, viagens, ufologia, e, é claro, música: rock, metal, pop, dance, folk, erudito e todos os derivados e misturas. Toca piano e teclado nas horas livres.

Mais matérias de Victor de Andrade Lopes no Whiplash.Net.

CliIL Cli336 Cli336 Cli336 WhiFin Cli336 Cli336