Heavy Metal: Alguns discos que são obras-primas pouco lembradas

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Renan Caíque
Enviar correções  |  Ver Acessos

Por que pouco lembradas? Porque são discos, que apesar da imensa qualidade, são conhecidos por uma minoria, desconhecidos por grande parte dos fãs de Rock e Metal. Geralmente só conhece e gosta destes discos quem não se contenta em ouvir apenas as bandas mais conhecidas como Black Sabbath, Iron Maiden, Metallica e Judas Priest, e pesquisa por bandas diferentes. Eu sou um destes, estou sempre à procura de bandas boas, independentemente se são pouco ou muito conhecidas, o que importa é a sonoridade. Eis 10 destes discos, que todos que gostam de Heavy Metal deveriam conhecer.

Dream Theater: o suposto plágio de música de Leandro & Leonardo?The Voice: candidato faz power metal cantado em português

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

10 - Warlock - Burning the Witches (1984):

"Burning the Witches" é o segundo álbum da banda alemã Warlock, que contava com a vocalista Doro Pesch. Este é um belo disco para amantes de Heavy Metal tradicional. O vocal feminino dá um toque especial ao álbum, por não ser muito comum no estilo, além de o vocal dela ser bem peculiar.

9 - Impelliteri - Eye of the Hurricane (1998):

A junção do guitarrista Chris Impellitteri e do vocalista Rob Rock, ambos músicos talentosíssimos e experientes, resultou nesta preciosidade. "Eye of the Hurricane" é o quinto álbum da banda Impelliteri. Um disco pesadíssimo, de muita influência neoclássica. Destaque para a balada "On and on", uma composição impecável.

8 - Demons and Wizards - Touched by the Crimson King (2005):

"Touched By The Crimson King" é o segundo álbum da banda Demons and Wizards, projeto criado por Hansi Kürsch, vocalista do Blind Guardian, e Jon Schaffer, guitarrista do Iced Earth. Apesar das estrelas presentes nesta obra e da qualidade imensurável, ela não ficou muito conhecida. As baladas heavy "Seize The Day", "Love's Tragedy Asunder" e "Down Where I Am" são algumas das mais belas já criadas no estilo. As pesadas, mas melódicas "Beneath These Waves" e "Crimson King" são fáceis de grudar na cabeça, com os seus refrões bem trabalhados. Há também um cover de "Immigrant Song" do Led Zeppelin, e várias outras ótimas canções pra quem gosta de um som agressivo, mas muito bem trabalhado, com corais, baterias rápidas e influências melódicas.

7 - Tygers of Pan Tang - Spellbound (1981):

"Spellbound" é o segundo álbum da banda inglesa Tygers of Pan Tang; conta com o lendário John Sykes (Whitesnake, Thin Lizzy e Blue Murder) na guitarra. É Heavy Metal clássico do início ao fim, bem ao estilo NWOBHM (New Wave of British Heavy Metal), mesmo movimento que o Iron Maiden fez parte. Merece destaque o belo vocal de Jon Deverill, e especialmente na lindíssima balada "Mirror". Mais tarde, a banda seguiu um caminho mais Hard Rock/AOR e continuou ótima. A banda que foi funda em 1978, continua na ativa, embora sem a qualidade de outrora.

6 - Wizards - Sound of Life (1996):

"Sound of life" é o segundo álbum da banda brasileira Wizards. O vocal melódico e potente de Christian Passos, as guitarras refinadas de Kadu Averbach, a bela cozinha de Mendel Ben Waisberg (baixo) e Bezi Weisberg (bateria), a técnica apurada e a criatividade, fazem deste disco simplesmente um dos melhores já lançados não só no Brasil, mas no mundo; infelizmente é muito injustiçado, e a banda jamais teve o reconhecimento que merecia, apesar da qualidade comparável a grandes bandas do mesmo estilo como o Angra.

5 - Savatage - Hall of the Mountain king (1987):

"Hall of the Mountain King" é o quarto álbum da banda norte-americana Savatage. É Heavy Metal puro da primeira à última faixa, com influências progressivas. O vocal cru e osbcuro de Jon Oliva junto da guitarra mágica de seu irmão Cris Oliva, tornam este um disco de grande personalidade. Nota-se influências de bandas clássicas como Judas Priest e Black Sabbath, porém o som é único. Destaque para a faixa título e os agudos macabros do vocalista. Também vale a pena mencionar a participação do vocalista Ray Gillen (Black Sabbath, Badlands, Rondinelli) na canção "Strange Wings".

4 - Axel Rudi Pell - Between the Walls (1994):

"Between the Walls" é o quarto álbum solo do guitarrista alemão Axel Rudi Pell. O vocalista é ninguém menos que o grande Jeff Scott Soto (Talisman, Journey, Malmsteen, Takara, etc). Conta ainda com o baterista Jörg Michael (Rage, Grave Digger, Running Wild, Stratovarius, Saxon), além do baixista Volker Krawczak (Steeler). Bem, o que falar deste disco? Maravilhoso, seria uma adjetivo perfeito. Apesar de ser um álbum bem complexo devido ao virtuose guitarrista, não é chato e exagerado. De técnica e feeling há a medida perfeita. Como em todos os álbuns da banda, a influência de Rainbow e Deep Purple, é nítida, mas isto não tira em nada a grande originalidade da obra. Destaques para a pesada "Warrior" e o cover do Free "Wishing Well".

3 - Grim Reaper - Fear no Evil (1985):

"Fear No Evil" é o segundo álbum da banda inglesa Grim Reaper. O vocal agressivo e pesado de Steve Grimmett é uma das coisas que faz deste álbum uma obra-prima pra quem ama Heavy Metal tradicional. Também da NWOBHM, Grim Reaper foi uma das melhores bandas do movimento. Hoje, é conhecida apenas pelos headbangers mais fanáticos pelo estilo.

2 - Black Sabbath - Headless Cross (1989):

Junto de Iron Maiden, o Sabbath é a banda mais famosa do estilo, porém quantos conhecem este álbum? Pouquíssimos! Mesmo pessoas que se dizem fãs da banda, nunca ouviram. Este é o décimo quarto álbum de estúdio da banda, foi o primeiro com o excelente baterista Cozy Powell (Rainbow, Whitesnake, Robert Plant, Emerson, Lake & Powell, Cinderella, Jeff Beck Group, MSG, Malmsteen, etc) e o segundo com o vocalista Tony Martin, além de ter o baixista Laurence Cottle (Sting, Cher, Seal, Eric Clapton, Alan Parsons, etc), o tecladista Geoff Nicholls e uma participação do guitarrista do Queen Brian May com um solo na faixa "When Death Calls", e nem é necessário mencionar a lenda viva Tony Iommi. O disco é completamente magnífico, todas as músicas são do mais alto nível. Conceitualmente, as letras têm, de forma predominante, elementos satanistas e ocultistas, sendo assim o único álbum da banda em que todos os ideais de composição tem essa inspiração, ao invés de somente algumas canções específicas. Este é um dos discos mais sombrios, belos e melódicos da banda, vale a pena ouvir.

1 - Tokyo Blade - Night of the Blade (1985):

Eis mais uma obra-prima da NWOBHM e um verdadeiro clássico do Heavy Metal! "Night of the Blade" é o segundo álbum da banda inglesa Tokyo Blade.

O disco se inicia com "Someone to Love", lindíssima canção com influência de Hard Rock e um refrão difícil de esquecer. A faixa título "Night of the Blade" é um Heavy Metal clássico bem ao estilo Iron Maiden e Saxon e com um solo sublime. "Rock Me to the Limit" tem uma tendência mais Hard oitentista, um grande trabalho vocal de Vicki James Wright (se bem que em todo o ábum, ele demonstra o seu enorme talento como cantor). "Warrior of the Rising Sun" é uma canção épica com guitarras de um estilo pra lá da dupla Dave Murray/Adrian Smith. "Unleash the Beast" é mais crua e agressiva, talvez a mais fraca do disco por não ter nada de muito diferente de várias bandas do estilo. Em "Love Struck", só o baixo inicial e o refrão originalíssimo já valem a música inteira. "Dead of the Night" é uma balada que começa com um solo incrível que talvez algum desavisado pode antes de ouvir o vocal pensar que se trata de uma música perdida de algum álbum como "The number of the beast" ou "Piece of Mind" do Maiden."Lightning Strikes" encerra belamente o álbum com os seus riffs cortantes e contagiantes. Grande disco. Recomendadíssimo.


Heavy Metal - Alguns discos que são obras-primas pouco lembradas

Heavy Metal: Alguns discos que são obras-primas pouco lembradas - Parte 2Heavy Metal
Alguns discos que são obras-primas pouco lembradas - Parte 2

Todas as matérias sobre "Heavy Metal - Alguns discos que são obras-primas pouco lembradas"




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Maiores e MelhoresTodas as matérias sobre "Heavy Metal - Alguns discos que são obras-primas pouco lembradas"Todas as matérias sobre "Warlock"Todas as matérias sobre "Impellitteri"Todas as matérias sobre "Tygers Of Pantang"Todas as matérias sobre "Demons And Wizards"Todas as matérias sobre "Grim Reaper"Todas as matérias sobre "Black Sabbath"Todas as matérias sobre "Axel Rudi Pell"Todas as matérias sobre "Tygers Of Pantang"Todas as matérias sobre "Wizards"Todas as matérias sobre "Savatage"


Dream Theater: o suposto plágio de música de Leandro & Leonardo?Dream Theater
O suposto plágio de música de Leandro & Leonardo?

The Voice: candidato faz power metal cantado em portuguêsThe Voice
Candidato faz power metal cantado em português


Sobre Renan Caíque

Reside em Teófilo Otoni/MG, acadêmico na UFVJM, escritor, vegetariano. Apaixonado por Hard Rock e Heavy Metal. Página no face: www.facebook.com/lira.tempest.

Mais matérias de Renan Caíque no Whiplash.Net.

adGoo336