Matérias Mais Lidas

imagemO hit da Legião Urbana cuja letra fala sobre esperança de Renato em se curar da AIDS

imagem"Babá de Artista" do Rock in Rio diz que Iron Maiden não dá trabalho e são "gentleman"

imagemMetallica e as duas músicas do "Black Album" que retratam traumas de James Hetfield

imagemTom Morello explica por que o RATM se reúne, mas não lança novas músicas

imagemMax e Iggor convidam Jairo, detonam no Rio e alfinetam: "Verdadeiro Sepultura"

imagemNando Reis e a enigmática música que ele queria usar para seduzir Marisa Monte

imagemA lenda do Rock que se arrepende de nunca ter dormido com Jimi Hendrix

imagemPodcast diz que prática comum no black metal hoje seria "coisa de esquerdomacho"

imagemDinho lembra quando entrevistou Robert Plant sem poder falar sobre Led Zeppelin

imagemO hit dos Engenheiros do Hawaii com citação de canção soviética sobre defender a pátria

imagemRoger Waters defende Rússia e China e ataca EUA em entrevista

imagemPink Floyd: Roger Waters relembra a última vez que viu Syd Barrett

imagemQuando Slash tentou entrar pro Kiss mas foi rejeitado por um motivo cruel

imagemA sincera resposta de João Gordo para quem o acusa de ser "traidor do movimento"

imagemPrika explica critérios para entrar na Nervosa: "Fascista na minha banda não toca!"


Stamp

Megadeth: Dez anos atrás eles lançavam o clássico Endgame

Resenha - Endgame - Megadeth

Por Mateus Ribeiro
Em 11/02/19

Nota: 9

Em setembro de 2009, o MEGADETH lançou "Endgame", décimo segundo álbum de estúdio da banda. Esse foi o primeiro disco que contou com a participação do guitarrista Chris Broderick.

O disco mistura as influências clássicas do MEGADETH com a sonoridade um pouco mais "moderna" adotada após o retorno da banda, em 2004, com "The System Has Failed". Os riffs rápidos e infinitos estão presentes, tal qual os solos bem encaixados, a bateria correta, a voz de pato do patrão, além de letras ácidas, que atiram para todos os lados.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A faixa de abertura do disco é "Dialetic Chaos", que lembra muito "Into The Lungs Of Hell". Por uma dessas coincidências da vida, a segunda música, a rápida "This Day We Fight" lembra "Set The World Afire". Para quem não sabe, as duas músicas citadas também são a primeira e a segunda do clássico "So Far, So Good...So What!". De qualquer forma, uma bela maneira de se iniciar o disco, seguindo o padrão MEGADETH de velocidade.

A terceira faixa, "44 Minutes", pode facilmente ser considerada uma das melhores composições da fase "recente" da banda. Grandes riffs, um refrão que lembra a gloriosa época de "Youthanasia" e a voz de Mustaine tornam a música que fala do tiroteio de North Hollywood, ocorrido em 1997, que resultou na morte de dois assaltantes. Inclusive, existe um filme chamado "44 Minutos", que trata sobre o ocorrido.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Outro grande momento do disco é a faixa título, que alterna momentos cadenciados com partes mais rápidas. A rápida "1,320", "Bodies e "Bite The Hand" também merecem destaque, sobretudo pelo trabalho de Dave Mustaine e Chris Broderick (o final de "Bodies" é sensacional).

A última parte do disco é onde os melhores momentos ficaram guardados. "The Hardest Part Of Letting Go... Sealed With a Kiss" é uma balada que mistura uma bela melodia com pitadas enormes de melancolia, e um certo ódio. Algo complexo de se entender, mas que torna a música uma das melhores do disco, apesar do clima um pouco brega do início. "Headcrusher" (que foi lançada como single) é uma música no pique de "Kick The Chair", rápida, e sem muito tempo pra conversa fiada. A penúltima música, "How The Story Ends", é uma composição sólida, que conta com riffs empolgantes, e um grandioso refrão.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O disco termina com a ótima "The Right To Go Insane". Após uma intro de baixo matadora, a música entra em um clima insano, tal qual o clipe, que conta a historia real de alguém que perdeu as esperanças na vida, e resolve se libertar dos seus demônios de uma maneira um tanto quanto controversa.

"Endgame" é um dos trabalhos mais consistentes do MEGADETH.Conforme dito no início do texto, mistura elementos mais antigos com a proposta de som adotada nos álbuns pós retorno da banda. Instrumentalmente, o disco é impecável. Todos os músicos desempenharam um ótimo papel, e a influência de Chris Broderick foi de fundamental importância. A produção, que contou com o monstruoso Andy Sneap também é outro ponto que faz do disco um dos grandes trabalhos de Dave Mustaine e sua turma.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Um disco que certamente figura entre os mais importantes dessa fase "mais nova" do MEGADETH. Pesado, rápido e certeiro. Fundamental!


Outras resenhas de Endgame - Megadeth

Resenha - Endgame - Megadeth

Resenha - Endgame - Megadeth

Resenha - Endgame - Megadeth

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Dream Theater 2022


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Iron Maiden, Nervosa e Megadeth estarão na edição de 2023 do Wacken Open Air

O álbum do Megadeth que parecia ser do Metallica, até que um fã enquadrou Mustaine

Demissão de Ellefson foi um período delicado para integrantes do Megadeth, diz Mustaine

Cinco álbuns de heavy metal que serão lançados em setembro e merecem sua atenção

Dave Mustaine diz o que pensa sobre a própria voz e como se vê em vídeos

Megadeth: 15 músicas que a banda de Dave Mustaine nunca tocou ao vivo - Parte II

As 10 melhores baladas do thrash metal, em lista da Metal Hammer

Megadeth: Segundo Mustaine, depois da entrada de Kiko as coisas começaram a se encaixar

Megadeth: 15 músicas que a banda de Dave Mustaine nunca tocou ao vivo - Parte I

Cinco formações do Megadeth que gravaram apenas um disco de estúdio

Kiko Loureiro compartilha imagem pesada que vai derrubar sua conexão com a Internet

Megadeth: "Não somos uma banda de thrash metal"

Ellefson e outros ex-Megadeth tocarão músicas da banda em mini-tour pelos EUA

Os piores álbuns lançados pelas bandas do "Big Four" do thrash metal

Novo clipe do Megadeth ultrapassa um milhão de visualizações no Youtube

A dura opinião de Dave Mustaine sobre pessoas que ficam mudando de estilo musical

Megadeth: Kiko conta como foi primeiro encontro com Mustaine

Megadeth: quando criança, Mustaine só tinha permissão para amizade com pessoas da igreja

Mick Jagger: em cerimônia na escola do filho em São Paulo

Oh, não!: clássicos do Rock Heavy Metal e que foram "estragados" pelo tempo


Sobre Mateus Ribeiro

Fã de Ramones, In Flames e Soilwork. Ouve (quase) tudo, desde rock clássico até black metal.

Mais matérias de Mateus Ribeiro.