Casch: experientes músicos do circuito de hard/heavy nacional

Resenha - High Level Low Profile - Casch

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Carlos Alberto Neves
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Trio formado por experientes músicos do circuito de "hard/heavy" nacional, com aquele espírito "rock'n'roll", como os irmãos MARCELLO SCHEVANO (vocal, guitarra e teclados) e RICARDO SCHEVANO (baixo), além de ROLANDO CASTELLO Jr. (bateria).

Separados no nascimento: Bruce Dickinson e Leopoldo PachecoFree: a paixão de Dave Murray por Paul Kossoff

Esse primeiro trabalho foi lançado pela "Rock Artisan"/"Voice Music"/"Corra Meu" e traz cinco composições muito boas em apenas meia hora, calcadas no "Heavy'n'Roll" é sem dúvida um dos melhores lançamentos nacionais de 2018.

"High Level" é um puta rock'n'roll com a bateria detonando! O instrumental tem um pé no MOTORHEAD, mas o vocal destoa, embora seja bom e o refrão fácil e grudento. Um ótimo cartão de visitas!

"God" nasceu clássica! Longa, cadenciada, pesada e viciante! O refrão é sensacional! O andamento pesado e empolgante com o ótimo vocal faz dessa música um clássico do metal nacional (sem exageros) e tem influências claras de BLACK SABBATH. Solos muito bons e levada espetacular mais acelerada são um show à parte. Vem a calmaria com teclados e vocal narrativo e volta o peso com mais solos de guitarras. Clássica!

"Earth Spinning Backwards" começa com teclados e bateria em evidência em um clima mais calmo, como uma balada hard rock onde os destaques ficam para a bateria e as melodias vocais.

"Big Paul's Basement" é uma justíssima e emocionante homenagem à lenda Paulão Thomaz (o "Big Paul", hoje no BARANGA, e que faz parte da história do rock pesado nacional). Grande sacada! O som é um rock'n'roll bem pesado e empolgante, daqueles de se ouvir no carro, na estrada. O refrão é grudento e muito bom! Solos muito bons. Paulão deve se orgulhar!

"Flesh" é longa e bem BLACK SABBATH. A bateria detona de cara em meio ao andamento denso até entrar o vocal e a levada bem legal. O refrão lembra um pouco o de "God" e poderia ser mais trabalhado. Após os quatro minutos entra o órgão no estilo URIAH HEEP em momento bastante inspirado com a bateria sendo destruída (aliás, essa música é uma aula de bateria)! Enfim, uma faixa variada, técnica, de muito bom gosto e que nos remete aos saudosos anos 70.

O ponto a melhorar fica para o sotaque e pronúncia do inglês de MARCELLO SCHEVANO, mas nada que prejudique o trabalho.


Outras resenhas de High Level Low Profile - Casch

CaSch: veteranos estreiam projeto que mescla Motörhead e SuperTramp




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "CaSch"


Separados no nascimento: Bruce Dickinson e Leopoldo PachecoSeparados no nascimento
Bruce Dickinson e Leopoldo Pacheco

Free: a paixão de Dave Murray por Paul KossoffFree
A paixão de Dave Murray por Paul Kossoff

Guitarristas: 15 músicos que provavelmente você não conheceGuitarristas
15 músicos que provavelmente você não conhece

Axl Rose: a primeira ficha policial aos 18 anosMetal: as bandas e sub-gêneros mais odiados pelos metalheadsTed Nugent: Para ele, Sebastian Bach é estúpido e inconsequenteRichard Christy: "Foi difícil deixar o Iced Earth, amava a banda!"

Sobre Carlos Alberto Neves

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adClio336|adClio336