RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemOs 10 maiores vocalistas de heavy metal de todos os tempos, em lista do Ruthless Metal

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemComo Tommy Lee e o Mötley Crüe ajudaram Axl Rose a escrever "November Rain"

imagemQual era a opinião de Tony Iommi sobre Ozzy Osbourne solo e Randy Rhoads em 1984?

imagemEx-guitarrista do Megadeth não liga para Mustaine e diz que está "fazendo dinheiro para ele"

imagemOs 10 maiores álbuns da história do grunge, em lista do Brave Words

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemPaul McCartney quase foi atropelado ao tentar recriar famosa cena de capa de disco

imagemSlash se sente feliz por não existir internet nos primórdios do Guns N' Roses

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemO hit dos Beatles que talvez seja sobre drogas e que "Jesus" acompanhou gravação

imagemO brasileiro com a voz parecida com a de Axl Rose que viralizou no TikTok

imagemOs 4 fatores determinantes que levaram Renato Russo a dependência química

imagemOmelete diz que heavy metal pertence agora à nova geração e não ao tiozão headbanger

imagemQuatro músicas de artistas brasileiros que citam Os Paralamas do Sucesso


Stamp

Arkan: Conceitual e mais vivo do que nunca

Resenha - Kelem - Arkan

Por Marcondes Pereira
Postado em 09 de novembro de 2018

Nota: 9

Após explorar territórios mais calmos e soturnos em "Sofia" (2014), o Arkan volta dois anos depois com mais um trabalho de inéditas, "Kelem" (2016).

Em comparação com o último registro, os franceses mostram um disco com melodias mais vibrantes e uma retomada bem mais nítida do peso e da agressividade. Inclusive, com o uso de vocais masculinos limpos feitos por Manuel Munoz, que substituiu a vocalista Sarah. (Responsável pelas vozes limpas nos outros álbuns do Arkan.)

A outra diferença deste álbum, é que suas letras tratam das crises políticas recentes do Oriente Médio, indo do movimento ocorrido na Tunísia entre 2010 e 2011, a chamada "Revolução de Jasmim", até outras lutas sociais de vanguarda.

Ao ouvir as faixas, nota-se que o Arkan está mais melódico, mas sem se esquecer de sua ferocidade. Provavelmente, apreciadores de Metal Tradicional e Power Metal vão se sentir em casa com os riffs e bases e demonstrados em muitos momentos.

Pode-se dizer que até o momento, este é o cd mais ousado que o Arkan produziu, não apenas por se aventurar em um trabalho conceitual, mas também por fazer uma música maior em termos de comprimento "Kelem" (Dividida em outras três faixas), que é a mais extensa do repertório, até então.

Arkan— Kelem
Overpowered Records/ 2016.

Faixas:

1) Kafir
2) Nour
3) The Call
4) Cub of the Caliphate
5) Erhal
6) Eib (Instrumental)
7) Just a Lie
8) Beyond the Wall
9) Kelem
10) Capital City Burns
11) As a Slave
12) Jasmine Harvest

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps



Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Marcondes Pereira

Marcondes Pereira, paulista, poeta, escritor e tradutor em início de carreira. Gosta de escutar e estudar todos os sub-estilos de Heavy Metal, também faz algumas palestras para difundir o fascinante universo do Metal e tem fascínio pelos discos conceituais.
Mais matérias de Marcondes Pereira.