Arkan: Conceitual e mais vivo do que nunca

Resenha - Kelem - Arkan

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marcondes Pereira
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Após explorar territórios mais calmos e soturnos em "Sofia" (2014), o Arkan volta dois anos depois com mais um trabalho de inéditas, "Kelem" (2016).

Kiss: as 10 músicas mais "demoníacas" da bandaEddie: a foto que supostamente inspirou Derek Riggs

Em comparação com o último registro, os franceses mostram um disco com melodias mais vibrantes e uma retomada bem mais nítida do peso e da agressividade. Inclusive, com o uso de vocais masculinos limpos feitos por Manuel Munoz, que substituiu a vocalista Sarah. (Responsável pelas vozes limpas nos outros álbuns do Arkan.)

A outra diferença deste álbum, é que suas letras tratam das crises políticas recentes do Oriente Médio, indo do movimento ocorrido na Tunísia entre 2010 e 2011, a chamada "Revolução de Jasmim", até outras lutas sociais de vanguarda.

Ao ouvir as faixas, nota-se que o Arkan está mais melódico, mas sem se esquecer de sua ferocidade. Provavelmente, apreciadores de Metal Tradicional e Power Metal vão se sentir em casa com os riffs e bases e demonstrados em muitos momentos.

Pode-se dizer que até o momento, este é o cd mais ousado que o Arkan produziu, não apenas por se aventurar em um trabalho conceitual, mas também por fazer uma música maior em termos de comprimento "Kelem" (Dividida em outras três faixas), que é a mais extensa do repertório, até então.

Arkan- Kelem
Overpowered Records/ 2016.

Faixas:

1) Kafir
2) Nour
3) The Call
4) Cub of the Caliphate
5) Erhal
6) Eib (Instrumental)
7) Just a Lie
8) Beyond the Wall
9) Kelem
10) Capital City Burns
11) As a Slave
12) Jasmine Harvest




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Arkan"


Kiss: as 10 músicas mais demoníacas da bandaKiss
As 10 músicas mais "demoníacas" da banda

Eddie: a foto que supostamente inspirou Derek RiggsEddie
A foto que supostamente inspirou Derek Riggs

Slipknot: Demissão de Joey Jordison foi a decisão mais difícil da carreiraSlipknot
Demissão de Joey Jordison foi a decisão mais difícil da carreira

Esquisitices: algumas exigências bizarras para showsLed Zeppelin: "Stairway To Heaven" vale mais de US$500 milhões?Tradução - Abigail - King DiamondSoundgarden: Cara compra vinil e recebe carta de fazer chorar

Sobre Marcondes Pereira

Marcondes Pereira, paulista, poeta, escritor e tradutor em início de carreira. Gosta de escutar e estudar todos os sub-estilos de Heavy Metal, também faz algumas palestras para difundir o fascinante universo do Metal e tem fascínio pelos discos conceituais.

Mais matérias de Marcondes Pereira no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336