Aggresion: "Profanando os sacramentos em flechas satânicas"

Resenha - Revoada de Bruxas - Aggresion.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Willba Dissidente
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

"Profanando os sacramentos em flechas satânicas", o power-trio AGGRESION chega "de corpo e alma a satã" em seu terceiro registro fonográfico, o full-length "Revoada das Bruxas". Todo baseado na primeira parte livro Malleus Maleficarum, ou "Martelo das Bruxas", de 1487, em que são descritos os poderes do coisa ruim (nota: não estamos falando do #EleNão), esse é o primeiro disco do AGGRESION todo cantando em português. Não obstante só conter seis faixas, esse não é um EP, já que todos os temas são longos, robustos e variados, dando ao AGGRESION talvez um rótulo de Black Metal Progressivo Old School - já que no seu som encontramos diversas passagens ríspidas de Heavy, Thrash, Speed, Death e Black Melódico - sendo bem original também já que as canções não possuem refrão e as letras não repetem.

David Coverdale: Em 1974, o Deep Purple Expulsou o ACDC do palcoPoison: Bret passou o cambão na mãe da Hannah Montana?

Vindo de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, e ativo desde 2003, não por bruxaria os três membros do AGGRESION nasceram em 23 de maio de anos diferentes. Ainda que a coincidência surpreenda, mais inusitada ainda é o entrosamento e o som que sai dos instrumentos em "Revoada das Bruxas". Deve ter pacto ai no meio, pois os timbres de baixo e guitarra soam pesados, brutos se mesclando morbidamente a bateria insana dos precipícios e o vocal gutural que faz heresias em tons altos. Já após a abertura de bateria em "Endemoniados na Luxúria" mostra que Marcelo Pompeu e Heros Trench (do KORZUS) não queimaram à toa na eternidade pelas imprecações que fizeram no estúdio Mr. Som, em São Paulo. E já nessa faixa se nota o começo Black / Death Metal com parte instrumental mais cadenciada no solo. "Possessões Satânicas" começa lembrando Thrash Metal, mas é um Black com andamento mais Heavy cujo destaque é o solo de guitarra. Vale lembrar que o disco foi gravado quase que inteiro numa aba só do instrumento de 6 (66) cordas, com overbus e dobras aqui e acolá.

"Arqueiros" é um dos destaques da presente obra e ainda que seja o tema de menor duração já chega trazendo a danação ininterrupta e possuindo a cozinha (ou caldeirão do inferno) mais bruta de todo o disco. "Sabá das Parteiras", em contraste, o número mais longo, que começa numa intro de baixo bem demorada, sem pressa, que desenvolve à partir de algo que soaria como um BLACK SABBATH setentista, indo mais para um Heavy Metal que quando entra o dumbo duplo desgraça tudo num Black Melódico que possui até vocal grave no interlúdio. Essa é também a faixa-título da obra. O fechamento com "Maleficarum" já entra trazendo a desgraça com cheiro de enxofre e agressão sonora aos ouvidos finalizando no brutal som extremo.

As segunda e terceira partes do "Martelo das Bruxas", que descrevem como os inquisidores deveriam tratar as bruxas (note que mulheres somente são servas do capeta, bruxos homens não existem), foram usadas por fanáticos católicos para justificar o estupro, tortura e morte de mais de 100 mil mulheres somente na Europa nos séculos XV e XVI e posteriormente assassinou ainda mais mulheres nos novos mundos após eles serem invadidos pelos europeus. Já a se inspirar nessa obra, o AGGRESION segue caminho contrário, honrado ao pentagrama nas profundezas e criticando justamente o pensamento cristão conservador. Abrindo um parenteses, é uma pena e uma coincidência que o um demônio de verdade esteja na liderança das pesquisas presidenciais do país e seu pensamento seja permeado pelo ódio pentecostal e justamente voltado contra as mulheres. Todavia, a revoada e a revelação dos malefícios perpetrada pelo AGGRESION em seu registro mais coeso hão de forjar a fama do power-trio da escuridão como um dos grandes nomes do gênero no Brasil e no mundo. E não há pacto ou reza brava que possa evitar isso.

Com ilustração de capa assinada por Marcos Miller, a arte de "Revoada das Bruxas" é digna de ser a fachada de história em quadrinhos de personagens profanos. O encarte é um folder de três páginas com todas as letras e fotos do conjunto conjurando ao vivo. Quem se interessar em adquiri-lo deve contatar o AGGRESION pelos sites relacionados ao final. Após o lançamento de "Revoada das Bruxas" o trio participou da coletânea "Satan Satan Smashes Fascims" recentemente lançado pelo M.R.U. (Movimento de Resistência Underground) ao lado de nomes como VIOLATOR, CRACKED SKULL, VINGADOR e outros grupos subversivos como o Metal nasceu (sem batismo) para ser.

Indicado para os fãs de: LUXÚRIA DE LILLITH, MORBID ANGEL, VENOM

AGGRESION:

Eduardo Sparrenberger - Baixo e Vocal.
Adriano Caverna - Guitarra.
Felipe TerrorDeath - bateria.

Discografia:

Murmúrios Blasfêmicos (2008, EP, Cassete).
Forja Infernal (2012, Full-Length, Cd).
Revoada de Bruxas (2017, Full-length, Cd).
Satan Smashes Fascims (2018, Participação em coletânea, Cd).

Revoada de Bruxas: 35:12 - Nacional - Satã 3 vezes Produções

01 . Endemoniados na Luxúria (05:16)
02 . Possessões Satânicas (07:27)
03 . Arqueiros (04:18)
04 . Sabá das Parteiras (11:45).
05 . Maleficarum (06:26).

Site:
http://aggresion666.bandcamp.com/



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Aggresion"


David Coverdale: Em 1974, o Deep Purple Expulsou o ACDC do palcoDavid Coverdale
Em 1974, o Deep Purple Expulsou o ACDC do palco

Poison: Bret passou o cambão na mãe da Hannah Montana?Poison
Bret passou o cambão na mãe da Hannah Montana?

Separados no nascimento: Phil Lynott e TiriricaSeparados no nascimento
Phil Lynott e Tiririca

Heavy Metal Fail: os Trues também saem mal na fotoKiss: 15 bandas que abriram shows deles e se tornaram famososVocalistas: os menos conhecidos de bandas famosasMegadeth: veja o making of do vídeo feito no Brasil

Sobre Willba Dissidente

Willba Dissidente é fã das bandas de hard rock dos anos 70 e 80 e de metal oitentista dos mais variados países. Quem quiser saber mais deve acessar seu canal no youtube. Obrigado! Stay Hard (True As Steel)!

Mais matérias de Willba Dissidente no Whiplash.Net.