Circo de Fantoches: peso e versatilidade ao Heavy/Rock nacional

Resenha - Do Justo Ao Novo Ideal - Circo de Fantoches

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fabio Pitombeira
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Depois de um EP bem funcional, a banda paulista CIRCO DE FANTOCHES retorna ao cenário com seu muito bem vindo debut álbum, intitulado "Do Justo Ao Novo Ideal", trazendo consigo aquele Rock Pesado, típico da cena de São Paulo, com muitos riffs mais voltados para o Heavy Metal. Salada interessante, não? Pode apostar que sim.

Axl Rose: a primeira ficha policial aos 18 anosTarja Turunen: vocalista reprova cover do Children Of Bodom no The Voice

Contando com a produção sempre competente de Thiago Bianchi (Noturnall, ex-Shaman), que garantiu o peso e definição necessárias para que a banda destilasse toda a sua fúria, na forma de ótimas composições. Todos os temas foram compostos na nossa língua natal, o que já aproxima (e muito) o ouvinte brasileiro da mensagem que querem transmitir. Neste quesito, além de letras bem redigidas, o vocalista Rodrigo Airom acaba por dar uma roupagem mais suja, algo que o Jimmy London do Matanza sabe fazer como ninguém.

Mas não se engane, apesar de ter um alto teor comercial, o som do CIRCO DE FANTOCHES é genuinamente underground, contra indicado para filhinhos de papai e embalistas, que caem na cena às pencas por aí. Como destaques, gostei bastante de "500 Anos", que foi eleita a primeira música de trabalho do álbum, além de "O Circo Tá Pegando Fogo" com seu refrão marcante, a balada "O Topo Do Mundo" e a cativante "O Último Que Restou".

Com lançamento físico confirmado para dezembro, "Do Justo Ao Novo Ideal" nos foi enviado com certa antecipação pela atual gravadora dos caras, a Alternative Music Records. Então, fica aqui o nosso agradecimento para toda a equipe do CIRCO DE FANTOCHES, que vem desempenhando um trabalho primoroso, rumo ao merecido reconhecimento no Brasil. Excelente estreia discográfica.

Alternative Music Records - 2017

Track List:

01. 500 Anos
02. O Circo Tá Pegando Fogo
03. O Jogo
04. Feridas Abertas
05. Terra Nossa (Até o Amanhã)
06. Cinza
07. Topo do Mundo
08. Do Justo ao Novo Ideal
09. Caminhos
10. O Último Que Restou
11. Eikasia (bonus track)




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Circo de Fantoches"


Axl Rose: a primeira ficha policial aos 18 anosAxl Rose
A primeira ficha policial aos 18 anos

Tarja Turunen: vocalista reprova cover do Children Of Bodom no The VoiceTarja Turunen
Vocalista reprova cover do Children Of Bodom no The Voice

Classic Rock: os 50 maiores álbuns de rock progressivoClassic Rock
Os 50 maiores álbuns de rock progressivo

Semelhança: vocalistas de rock com vozes quase iguaisGuitarristas: os 10 maiores de todos os tempos segundo a TimeDave Grohl: barrado no clube de striptease do PanteraMötley Crüe: Jake E. Lee diz que o chamaram para substituir Mick Mars

Sobre Fabio Pitombeira

Trabalha desde 2002 com produção de shows em Teresina. Teve a oportunidade de trabalhar com grandes nomes do Heavy Metal e Rock and Roll como Paul Di Anno, Ira!, Hangar, Angra, Shaman, Andralls, Drowned, Clamus, Dark Season, Megahertz, Anno Zero Empty Grace, Mordydia, Káfila, entre outros.

Mais matérias de Fabio Pitombeira no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336