Matérias Mais Lidas

imagemA música do Raul Seixas com erro gramatical que parece um plágio mas é uma homenagem

imagemO arrependimento que David Bowie carregava em relação a Elvis Presley

imagemMetallica e as músicas fantásticas que sempre ficam escondidas nas playlists

imagemA reação do pai de Neil Peart quando ele se juntou ao Rush

imagemA dura bronca dos Titãs em Nando Reis durante gravação de "Titanomaquia"

imagemRolling Stones: Keith Richards compara tocar com Brian Jones, Mick Taylor e Ron Wood

imagemTestament está confirmado na edição brasileira do Summer Breeze, segundo jornalista

imagemRick Wakeman relembra época em que o Yes abria show para o Black Sabbath

imagemLed Zeppelin: O motivo pelo qual Jimmy Page não gosta de "All My Love"

imagemCinco músicas lançadas após o ano 2000 que se tornaram clássicos do rock - Parte III

imagem4 hits do Deep Purple cujos riffs Ritchie Blackmore já confessou ter copiado

imagemA reação de Stevie Ray Vaughan ao ouvir Jimi Hendrix pela primeira vez

imagemTitãs: como surgiu o título do hit "Bichos Escrotos", segundo Nando Reis

imagemPor que o processo de composição da Legião Urbana e Engenheiros era tão diferente?

imagemRoger Waters sobre tocar Pink Floyd sem David Gilmour: "Não tenho problema algum"


2022/07/09
2022/08/18

Fire Strike: a força do metal tradicional em sua essência

Resenha - Slaves of Fate - Fire Strike

Por Junior Frascá
Em 16/08/17

Nota: 9

E eis que o aguardado debut do FIRE STRIKE finalmente ganha a luz do dia, graças à parceria da banda coma batalhadora Shinigami Records. E a espera valeu a pena, pois todas as expectativas formadas em relação à banda após o EP "Lion and Tiger" se concretizaram, e temos em mão um verdadeiro petardo do mais puro metal tradicional.

Com uma pegada old school, suja e agressiva, o álbum parece ser uma daquelas pérolas perdidas dos anos oitenta, trazendo latentes influências de bandas como ACCEPT, WARLOCK e JUDAS PRIEST, mas com muita personalidade, graças às linhas vocais diferenciadas de Aline Strike, que lembra muito Doro no começo de carreira.

É sério, como canta essa garota, com um timbre potente, e transbordando energia, fazendo toda a diferença por aqui. Além disso, o instrumental, embora simples e direto, é muito coeso, com riffs precisos e marcantes, solos melódicos e cozinha na medida certa.

Produzido por Andria Busic, o álbum tem uma sonoridade crua, porém muito eficiente para trazer todas as características principais da banda em sua essência, como fica claro em faixas excepcionais como "Reach for Your Life", "Electric Sun" e "Streets of Fire", que são daquelas que basta uma audição para sair batendo cabeça e cantarolando-as por ai.

Ou seja, temos aqui mais uma grande banda de nosso prolífico underground metálico, pronta para atingir o merecido sucesso entre os headbangers. Excelente estréia!

Slaves of Fate – Fire Strike
(2017 – Shinigami Records - Nacional)

1. Reach for your Life
2. Masters of the Seas
3. Slave of your Fate
4. Electric Sun
5. The Wolves Dont Cry
6. Losing Control
7. Streets of Fire
8. Lust
9. Our Shout is Heavy Metal


Outras resenhas de Slaves of Fate - Fire Strike

Resenha - Slaves Of Fate - Fire Strike

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Metal Brazuca: algumas bandas que você precisa conhecer

Metal SP: documentário sobre Heavy Metal em São Paulo

Ultimate Classic Rock: os 100 maiores clássicos do rock

Supergrupos: Os melhores e piores na opinião da Metal Hammer


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá.