The Charm the Fury: metal com influências de Pantera e Slipknot

Resenha - Sick, Dumb And Happy - Charm the Fury

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Segundo álbum da banda holandesa THE CHARM THE FURY, "The Sick, Dumb and Happy" é uma verdadeira porrada na cara do tradicionalismo metálico, com uma proposta sonora moderna e ultra agressiva, calcada no metalcore, mas com muita influência de groove e thrash metal, que fazem toda a diferença por aqui.

Cradle Of Filth: Dani Filth explica seu conceito de religiãoSeparados no nascimento: Steven Tyler e Márcia Goldsmich

E não é a toa que a banda conseguiu um contrato com a Nuclear Blast, que em parceria com a Shinigami Records inclusive lançou o álbum por aqui, pois a qualidade da banda é gigantesca. Temos riffs e mais riffs pesadíssimos, andamentos cadenciados, e as ótimas linhas vocais de Caroline Westendorp, agressivos e que trazem uma grande dinâmica ao som da banda.

"Down the Rope", que abre o trabalho, já traz todas essas características da banda bem latentes, com influências de bandas como PANTERA e SLIPKNOT, com destaque absoluto para o trabalho de guitarras.

Outro grande destaque fica para "Echos", mais cadenciada, mas não menos pesada e brutal, com Caroline mostrando toda sua versatilidade, já que o refrão é mais melódico, com linhas mais líricas e melódicas, que também estão presentes, por exemplo, na semi-balada "Silent War".

Portanto, temos aqui um trabalho intenso, energético, ultra pesado e muito bem produzido, que agradará em cheio os fãs do metal mais moderno. Se é se caso, pode ir já atrás de sua cópia de "The Sick, Dumb and Happy".

The Sick, Dumb And Happy - The Charm the Fury
(2017 - Shinigami Records/Nuclear Blast - Nacional)

1. Down on the Ropes
2. Echoes
3. Weaponized
4. No End in Sight
5. Blood and Salt
6. Corner Office Maniacs
7. The Future Need us Not
8. Silent War
9. The Hell in Me
10. Songs of Obscenity
11. Break and Dominate




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "The Charm and The Fury"


Cradle Of Filth: Dani Filth explica seu conceito de religiãoCradle Of Filth
Dani Filth explica seu conceito de religião

Separados no nascimento: Steven Tyler e Márcia GoldsmichSeparados no nascimento
Steven Tyler e Márcia Goldsmich

Metallica: Casal toca Master no casamento e ganha encontro com a bandaMetallica
Casal toca "Master" no casamento e ganha encontro com a banda

Alfabeto do Rock: as 15 melhores músicas de MetalAlfabeto do Rock
As 15 melhores músicas de Metal

Judas Priest: 10 fatos que comprovam que eles são Heavy MetalJudas Priest
10 fatos que comprovam que eles são Heavy Metal

Megadeth: o insistente uso de Kill por Dave MustaineMegadeth
O insistente uso de "Kill" por Dave Mustaine

Fotos de Infância: Red Hot Chili PeppersFotos de Infância
Red Hot Chili Peppers


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336