Harry Styles: a estreia roqueira do ex-One Direction

Resenha - Harry Styles - Harry Styles

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Felipe Da Silva Santos
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Vamos falar agora daquele que na minha opinião será uns dos grandes álbuns lançados em 2017.

5000 acessosMetal: 101 motivos para perceber que você ouve há muito tempo5000 acessosYngwie Malmsteen: primeira namorada fala sobre o guitarrista

Estou falando sobre o primeiro álbum solo de Harry Styles, ex integrante do One Direction, lançado no dia 12 de maio. Se você era fã de One Direction, com certeza vai estranhar o novo tipo de som que Harry resolveu fazer em sua nova empreitada, aliás, a melhor coisa em carreiras solos é exatamente o fato dos artistas ganharem mais controle criativo de sua própria obra, sem ter que se importar com opiniões ou indicações alheias.

Saindo do Pop do One Direction, Harry escreveu e gravou um álbum bem voltado ao Rock clássico, Indie, e Folk, sempre com grandes influências britânicas, sendo isso o ponto principal do álbum!

O álbum abre com o Folk sombrio "Meet Me In The Hallway", tema com um forte acento Folk melancólico estilo Nick Drake, em seguida temos o single carro chefe do álbum, "Sign Of The Times", com levadas de bateria, piano e guitarras que lembram muito o trabalho do Elton John em meados da década de 70, uma balada Rock meio progressiva, e uma excelente escolha como primeiro e principal single do disco.

A terceira faixa é "Carolina", uma faixa Rock psicodélica mais balançada e sacolejante, que lembra muito os Beatles na fase Rubber Soul/Revolver, até o vocal do Harry lembra um pouco John Lennon nessa música. A seguir vem "Two Ghosts", mais uma balada Rock, porém mais suave, com uma belíssima melodia, com frases na guitarra e harmonias que remetem à carreira solo do eterno guitarrista dos Beatles, George Harrison.

A quinta faixa é "Sweet Creature", uma bela e singela balada acústica, só voz e violão, não tem como não pegar a referência e homenagens à Blackbird dos Beatles, seja pela melodia, quanto pelos acordes do violão! Logo em seguida, o álbum permanece sendo uma carta de amor ao Rock britânico, desta vez numa pegada mais Rock And Roll pesado e intenso com "Only Angel", que inicia com um coral de anjos na introdução, pra logo em seguida explodir um Rocker bem estilo Oasis/Rolling Stones, destaque para o excelente, sujo e pesado riff de guitarra.

Seguindo nessa pegada mais Rock And Roll, vem "Kiwi", que é um daqueles Rocks cheios de peso e energia na qual é impossível ficar parado, destaque para o excelente vocal de Harry aqui, mostrando que o rapaz não só tem uma voz excelente, mas como também é extremamente versátil. O disco dá uma acalmada logo em seguida na balada Folk Rock "Ever Since New York", com um belo trabalho de violões e guitarras trabalhando em conjunto, com destaque para o simples, porém ótimo refrão com belas harmonias de vozes, me lembrou bastante Neil Young essa faixa.

O disco vai chegando a sua reta final com a balada Rock "Woman", outra faixa com ótimas guitarras, bateria num andamento mais lento, porém pesada, temos efeitos de guitarra aqui que dão mais uma vez um tom meio psicodélico pra música, lembrando um pouco Tame Impala, e até que em seguida chegamos a última música do disco, "From The Dinning Table", terminando o álbum numa vibe mais Folk sombrio, exatamente como o disco começou, e a linda melodia, mais a forte letra, e o vocal e uma interpretação bem estilo Bowie, fazem o álbum terminar de forma bem melancólica e também porque não relaxante!

Com certeza uma das melhores surpresas do ano, Harry Styles escreveu, gravou e nos entregou um disco honesto, verdadeiro, autêntico e coeso, que nos revela exatamente o tipo de música que ele realmente gosta e sempre esteve afim de fazer, e é claro, muito melhor e diferente do Pop inocente de sua ex boyband, um disco realmente de amadurecimento musical, e um divisor de águas na sua carreira!

Destaques: Sign Of The Times, Sweet Creature, Only Angel, Ever Since New York, From The Dinning Table

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Harry Styles"

DécadasDécadas
Você percebe que ouve Heavy Metal há muito tempo...

Yngwie MalmsteenYngwie Malmsteen
Primeira namorada fala sobre o guitarrista

SlashSlash
"Sweet Child é a coisa mais gay que alguém poderia compor"

5000 acessosAlmir Figueiredo: o brasileiro que arrematou os óculos de Ozzy5000 acessosSeparados no nascimento: Cazuza e Lauro Corona5000 acessosRock In Rio: Freddie Mercury desdenhou dos artistas brasileiros em 19855000 acessosRock in Rio 1985: o pior que poderia acontecer pro metal nacional5000 acessosDave Mustaine: ele peitou Phil Anselmo pra proteger Nick Menza3925 acessosPhil Anselmo: "pouco se fodendo" para haters de Internet

Sobre Felipe Da Silva Santos

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online