RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemDeep Purple: David Coverdale revela quem quis como substituto de Ritchie Blackmore

imagemAndi Deris tem problemas de saúde e shows do Helloween são adiados

imagemO brasileiro com a voz parecida com a de Axl Rose que viralizou no TikTok

imagemProdutor da turnê de Paul Di'Anno explica problemas no primeiro show

imagemVocalista do Fleshgod Apocalypse é pedida em casamento durante show da banda

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemTony Iommi conta quais são os riffs preferidos que ele escreveu

imagemO motivo nada musical que fez Bruce Dickinson querer se juntar aos hippies

imagemZelador viraliza após incrível semelhança com voz de Steve Perry em "Don't Stop Believin'"

imagemEm disputa acirrada, fãs batem recorde e elegem melhores discos de metal de 2022

imagemEloy Casagrande repete o feito sendo eleito melhor baterista de metal do mundo

imagemO hit dos Beatles que talvez seja sobre drogas e que "Jesus" acompanhou gravação

imagemShane Hawkins, filho de Taylor Hawkins, ganha prêmio de melhor performance do ano

imagemOs 20 melhores álbuns lançados em 1993, segundo a Revolver Magazine


Stamp

Apple Sin: firmando-se como referência do Metal clássico nacional

Resenha - Apple Sin - Apple Sin

Por Bruno Rocha
Postado em 23 de abril de 2017

Nota: 8

Inegavelmente o IRON MAIDEN serve de influência para a quase totalidade das bandas de Heavy Metal depois de seu estabelecimento junto ao público. Suas bases de palhetada alternada, guitarras dobradas, levadas marcantes de baixo e vocais melódicos em registros altos montam uma cartilha para quem quer praticar o bem e velho Metal clássico.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

E feliz seja o bom aluno que lê e segue a rigor essa cartilha. Por exemplo, a cidade de Barroso, pequeno município próximo a Barbacena, em Minas Gerais, revela a banda APPLE SIN, que foi fundada em 2012 com a proposta de executar Metal tradicional e autoral, com fortes influências dos nomes clássicos do gênero como IRON MAIDEN e JUDAS PRIEST. Após o lançamento do EP "Fire Star", em 2015, a banda chega em 2017 apresentando seu primeiro full-length, autointitulado, lançado de forma independente.

Tal álbum mostra 47 minutos de Heavy Metal tradicional, onde as composições prezam por mostrar a técnica de cada músico, não em detrimento do conjunto da obra, que se mostra aqui o mais importante e notável. Após uma bela e longa intro, a banda apresenta suas credenciais com a cadenciada e pesada "Sea Of Sorrow". Pelo apelo épico e imponente, esta música surtiria melhor efeito se estivesse posicionada no meio do álbum, dando espaço para uma faixa mais bombástica abrir os trabalhos, como a faixa 3, "Darkness And World". A produção crua, mas nítida, confere à sonoridade do álbum muito peso e feeling. E nada melhor do que sentir um baixo pesado aliado a pedais duplos raivosos, bem mixados, desferindo murros na sua cara.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A faixa-título, que batiza também a banda, destaca a influência de IRON MAIDEN, principalmente nos vocais do vocalista Patric Belchior, que, a despeito do sobrenome, não lembra os do rapaz latino-americano sem dinheiro no banco, mas sim os do empresário piloto de aviões mais querido do Heavy Metal com seu alcance vocal e timbre similar. O trabalho de guitarras aqui também é bem valorizado devido ao baixo e a bateria estarem mais comportados. Impressiona a interação das guitarras no refrão e o modo como a música progride. Ganhou clipe.

A pesadíssima "Another Day" mostra que o quinteto barrosense tem sangue nos olhos, mas também tem mão leve quando esta pede a sua vez, como na semi-balada "Respect", que lembra "Remember Tomorrow", daquela outra banda que você sabe qual, nas partes calmas. O mundo se acaba em "Fire Star", se recupera na grooveada e agressiva "Black Hole" (esta com um pé no Death Metal) e se acaba de novo no Thrash Metal de "Roaches Blood". Um final realmente de tirar o fôlego. Como faixa-bônus, temos a frenética "Roadie Metal", pois é uma música que passeia por várias instâncias em sua progressão, e cuja letra faz referência ao importante programa de rádio e instituição ajudadora do Metal underground nacional.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Chega a ser intrigante a forma como o cantor Patric Belchior usa seu timbre à la Bruce Dickinson com uma abordagem diferente e eficiente, sem se preocupar em imitar o britânico, apostando em drives e sem tanta melodia. Seria interessante o vocalista tentar explorar novas possibilidades em futuras composições. Técnica e vontade para tal o cantor já mostrou que tem neste disco. Destaque mais uma vez para o belo trabalho de guitarras da dupla Beto Carlos e Tainan Vilela. Solos metódicos quando se exige, mas loucos quando é hora de colocar os demônios para fora, além de belas harmonias e pesadas bases. O baixista Raul Ganso, apesar de seu nome, forma uma bela dupla de zaga com o baterista Eduardo Rodrigues, aparando com perspicácia o peso e as levadas que vão do lento aos blast-beats. E que graves bem equalizados! Parabéns mais uma vez para o baterista, que também foi responsável pela produção e mixagem de "Apple Sin". As camas de teclados conferiram ainda mais peso a sonoridade das músicas, e que bom que elas serviram só de cama mesmo, e não como edredom, cobrindo o que deve ser enaltecido. Cortesia de Phillipe Belchior, que também assina a criativa arte gráfica.

Pois bem, caro leitor. Da cidade do cimento saiu esta força bruta que atende pelo nome de APPLE SIN. Com este belo debut a banda mostrou que estudou direitinho aquela cartilha que foi mencionada no começo deste texto, e novos horizontes estão a ser conquistados por esta banda. O grupo mostrou sua identidade, apesar de deixar transparecer fortemente as suas influências. O que também é importante, mas é algo que deve ser feito com cautela. Agora, é não deixar a peteca cair, dar uma reparada nas arestas e seguir em frente, pois talento e garra os mineiros mostraram aqui, para dar e vender.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Apple Sin – Apple Sin (independente, 2017)

Tracklist:
01. Intro
02. Sea Of Sorrow
03. Darkness And World
04. Apple Sin
05. Another Day
06. Respect
07. Fire Star
08. Black Hole
09. Roaches Blood
10. Roadie Metal (bonus-track)

Line-up:
Patric Belchior – vocais
Beto Carlos – guitarras
Tainan Vilela – guitarras
Raul Ganso – baixo
Eduardo Rodruigues – bateria
Phillipe Belchior – teclados (adicional)

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


Outras resenhas de Apple Sin - Apple Sin

Resenha - Apple Sin - Apple Sin

Resenha - Apple Sin - Apple Sin

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps



Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Bruno Rocha

Cearense de Caucaia, professor e estudante de Matemática, torcedor do Ferroviário e cafélotra. Entrou pelas veredas do Heavy Metal na adolescência e hoje é um aficionado e pesquisador de todos os gêneros mais tradicionais desta arte e de suas épocas. Tem como forte o Doom Metal, não obstante o sol de sua terra-natal.
Mais matérias de Bruno Rocha.