Gestos Grosseiros: Death metal em sua essência brutal e agressiva

Resenha - World's Hypocrisy - Gestos Grosseiros

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

O GESTOS GROSSEIROS, de Guarulhos/SP, já é uma banda veterana do underground nacional, e neste seu terceiro trabalho dão mais uma prova de todo seu poderio de fogo, com um death metal ácido, cru e ultra agressivo.

5000 acessosSlash: "Só dá para exceder até certo ponto"5000 acessosGosto Musical: artistas falam do que devia ser banido para sempre

Logo de cara é perceptível a evolução da banda, que se mostra madura e criativa, produzindo um death metal que transita entre o old school e sua vertente mais moderna e extrema, tudo de forma orgânica e sem parecer forçado em momento algum.

O dinamismo das composições também é outro fator chave do trabalho, já que andamentos mais velozes e outros cadenciados são encaixados com muita naturalidade, fazendo com que o álbum não soe cansativo ou maçante.

O disco foi mixado no UpTracks Studio, por Mirella Max , e masterizado no ABSOLUTE MASTER, possuindo uma sonoridade forte e crua, na medida certa.

Com letras críticas e cheias de ódio, “The Ambition”, “Hate Agains”, “Killing with the Religion” e “The Antichrist” são os principais destaques do álbum, e mostram o excelente nível técnico e de composição atingido pela banda, sem em momento algum deixar o peso de lado.

Vale citar também a belíssima e blasfema arte gráfica, feita pelo artista Tiago Medeiros, e que casou perfeitamente com a temática abordada pela banda.

Eis, pois, o melhor disco da banda, e que certamente fará a alegria dos fãs da música extrema de qualidade. Imperdível.

World’s Hypocrisy – Gestos Grosseiros
(2016 –)

1. Intro
2. The Ambition
3. Intellectual Death
4. Crushing the Cross
5. Hate Against
6. Killing with the Religion
7. The Only Solution
8. The Antichrist
9. In the Name of God

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Gestos Grosseiros"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Gestos Grosseiros"

SlashSlash
"Só dá para exceder até certo ponto"

Gosto MusicalGosto Musical
Artistas falam do que devia ser banido para sempre

O tempo, ah o tempo!O tempo, ah o tempo!
Rockstars nos anos oitenta e hoje

5000 acessosAstros do rock: o patrimônio líquido de cada um5000 acessosMomentos bizarros: histórias de Ozzy, Stones, Who e outros5000 acessosKeith Richards: Metallica e Black Sabbath são "grandes piadas"5000 acessosDuff McKagan: inspiração para cerveja Duff dos Simpsons?5000 acessosEpica: Simone Simons sempre tenta dar um bom exemplo4645 acessosMegadeth: Dave Mustaine e o respeito aos fãs

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online