RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemRoger Waters se defende, mas David Gilmour fica do lado da esposa e confirma tudo

imagemEm 1974, Raul Seixas explicava detalhes dos significados por trás da letra de "Gita"

imagemRodinha de mosh gigantesca em show do System of a Down viraliza e impressiona

imagemQuem ganhou e quem devia ter ganhado o Grammy de metal desde 1989, segundo Loudwire

imagemVeja o que esperar da turnê do Mayhem no Brasil

imagemJimmy Page diz não haver gênio no rock - mas um gênio fez ele se contradizer

imagemMegadeth é processado por artista que criou capa do último disco da banda

imagemAs 20 melhores músicas do Nightwish, em lista da Metal Hammer

imagemA reação de King Diamond ao ouvir Metallica tocando músicas do Mercyful Fate

imagemRússia pede para que Roger Waters fale com a ONU sobre a situação da Ucrânia

imagemA opinião de Humberto Gessinger sobre movimentos separatistas da região Sul do Brasil

imagemQuando Roberto Carlos foi alfinetado por Raul Seixas, mas o Rei gostou do que ouviu

imagemBruce Dickinson explica como cuida de sua voz

imagemIron Maiden está atrás de George Michael e Cyndi Lauper em votação do Rock Hall Of Fame

imagemO ponto fraco de Yngwie Malmsteen segundo Ronnie James Dio, em 1985


Stamp

Aeternitas: Novo álbum "moderniza" a sonoridade da banda

Resenha - House of Usher - Aeternitas

Por Carlos Cesare
Postado em 29 de novembro de 2016

Nota: 8

Apesar de ter quase duas décadas de existência, AETERNITAS é uma banda alemã bastante desconhecida fora da Europa (e em certo nível até mesmo naquele continente). Lançando seu quarto álbum, House of Usher, a banda adota a postura de abandonar boa parte de sua antiga proposta, que era a de praticar um symphonic metal teatral, que rendeu três álbuns repletos de elementos operísticos: Requiem, La Danse Macabre e Rappacinis Tochter - Gesamtwerk, que literalmente era uma peça de teatro, que chegou a ser encenada e disponibilizada em um dvd, com o mesmo título do álbum e facilmente encontrado no Youtube.

A mudança brusca na sonoridade é impactante para os (possivelmente poucos) fãs da banda: saem as influências operísticas e teatrais, entram faixas com uma pegada mais "moderna" e a adoção de um visual bem menos tétrico. Contudo, explorar novos caminhos não é sinônimo de fracasso ou decepção, e a banda demonstra isso com este bom álbum, que tem tudo para agradar os fãs antigos e atrair novos fãs.

Assim como os trabalhos anteriores, House of Usher é um álbum conceitual, baseado em conto de Edgar Allan Poe. A intro "Le Coeur" e a faixa "House of Usher" iniciam o trabalho mostrando bem qual é a pegada do novo Aeternitas: os vocais ora eletrizantes, ora calmos da vocalista Alma Mathar, em conjunção com as guitarras que oscilam entre o rock e o metal e os teclados que ainda mantém um pouco da pomposidade dos trabalhos anteriores da banda. A banda também conta os vocais masculinos de Oliver Bandmann, que dá uma melhor prova de suas boas habilidades vocais em seguida, com "The Prophecy" e uma das melhores faixas do trabalho, a pesada "Roderick".

"Madeline", que havia sido disponibilizada anteriormente pela banda, trilha caminhos mais confortáveis, consistindo em uma ótima power ballad na qual Alma transita confortavelmente. "Fear" tem uma pegada mais acelerada, em alguns momentos flertando com o power metal; já "Forbidden Love" é um dos momentos no qual os antigos elementos da banda ainda aparecem com certa força, mesclando pomposas e belas orquestrações com ótimos duetos entre Alma e Oliver. "The Haunted Place" é outra balada competente, mas que passa um pouco ofuscada. A faixa seguinte, "Tears", mistura de forma até mesmo inusitada o "velho" e o "novo" Aeternitas: os corais contrastam com vocais cheios de efeitos e riffs distorcidos, causando um pouco de estranheza.

"Buried Alive" e "The Fall" dão prosseguimento a bons duetos e passagens melódicas, enquanto "Can Your Hear the Demons" destoa por ser um dos momentos menos interessantes do álbum. Já a faixa seguinte, "Falling Star", é um dos pontos altos do álbum: extremamente grudenta com uma cozinha veloz e um clima épíco, é uma daquelas músicas que induz a ativarmos a função "repeat" do player. "Open Your Eyes" e "Ethelred" encerram o trabalho, trazendo uma síntese do que fora anteriormente apresentado.

Com House of Usher, o AETERNITAS abandona boa parte dos elementos que diferenciavam a banda dentre as tantas outras de um gênero que atualmente encontra-se saturado, mas traz um resultado bastante competente. Com exceção de alguns poucos momentos, o álbum "moderniza" a sonoridade da banda sem cair em caminhos mais fáceis ou forçosamente mais "pop", mas ainda assim pode facilmente trazer novos fãs e mais destaque para um banda que definitivamente merece um lugar ao sol.

TRACKLIST

1.Le Coeur
2.House of Usher
3.The Prophecy
4.Roderick
5.Madeline
6.Fear
7.Forbidden Love
8.The Haunted Palace
9.Tears
10.Buried Alive
11.Can You Hear the Demons
12.The Fall
13.Falling Star
14.Open Your Eyes
15.Ethelred

FORMAÇÃO

Oliver Bandmann - Vocal
Alma Mathar - Vocal
Stefan Baltzer - Bass
Frank Mölk - Drums
Alexander Hunzinger - Guitars, Backing vocal
Daniel T. Lentz - Lead guitars
Anja Hunzinger - Keyboards

[an error occurred while processing this directive]

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Def Leppard Motley Crue 2


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal