SkyHell: Veia Hard Rock com elementos do Glam Rock

Resenha - No Mercy - SkyHell

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Bruno Faustino
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

Não é novidade que o Brasil é um grande celeiro de bandas e de gêneros musicais (Rock & Metal é claro), os quais nos coroam com excelentes lançamentos e com mesclas que surpreendem os ouvintes com qualidade e muita versatilidade.

Oriunda de Uberlândia, a SkyHell traz em sua essência uma mistura entre gêneros, destacando-se principalmente uma veia Hard Rock com elementos do Glam Rock, em alguns momentos o Grunge e ressaltando também, uma breve passagem pelo bom e velho Rock'n'Roll.

Começando a audição do álbum temos 'Bunda Linda', faixa autoexplicativa sobre a arte de capa, que apresenta uma energia Southern Rock, com um riff de guitarra marcante e linhas vocais que grudam na mente, destacando-se o refrão que é o próprio título da faixa.

Seguindo temos 'Lover', que já demonstra uma face mais próxima do grunge, tendo como grande destaque as linhas vocais que transmitem um sentimento de melancolia e tristeza, unidos com o bom e despretensioso trabalho de guitarra, traz uma síntese honesta, alegrando aos ouvintes.

A terceira faixa intitula-se 'My Colombia' e de início caracteriza-se por uma vibe Hard Rock, com uma introdução típica do gênero, um riff potente casado com um vocal carismático que unido à bateria, evidencia a qualidade do grupo que ainda por cima possui uma intrigante e coesa linha de baixo.

Adiante, 'For my Friend', a quarta composição surge com uma característica bem interessante, uma pegada totalmente Heavy Metal, riffs pesados, com uma cadência grooveada com vocais imponentes, o andamento traz muito a memória os anos 90, com renomados nomes como Pantera e RATM, tudo isso sem deixar de destacar a originalidade do grupo, que flerta com tais sonoridades sem soar uma cópia ou plágio.

'War' mostra uma versão mais acessível do quarteto, tendo passagens destacadas pelo uso de elementos eletrônicos e com um andamento mais pop, digamos até dançantes em alguns momentos, os vocais são muito próximos de gêneros que tendem ao comercial.

Prosseguindo na audição destacam-se ainda 'Say it' e 'Bondie', esta última possuindo uma energia única e trazendo o lado mais pesado e agressivo do disco, energia transmitida pelos excelentes e energéticos riffs, assim com pelo solo nostálgico, que unido aos exímios trabalhos de baixo e bateria, coroa o álbum com seu brilhantismo e excentricidade.

Faixas :

01 - Bunda Linda
02 - Lover
03 - My Colombia
04 - For My Friend
05 - WAR
06 - Free Love
07 - Say It
08 - Bondie
09 - With You
10 - Tão Alto Quanto Você Possa Alcançar

Músicos :

Michel Platini - Voz
Oz Novais - Guitarra
Rafael Mendes - Baixo
Thiago Andrade - Bateria



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "SkyHell"


Death On Two Legs: a declaração de ódio de Freddie MercuryDeath On Two Legs
A declaração de ódio de Freddie Mercury

Iron Maiden: as dez melhores músicas, segundo a LoudwireIron Maiden
As dez melhores músicas, segundo a Loudwire


Sobre Bruno Faustino

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.