Matérias Mais Lidas

Guns N' Roses: em 1988, as críticas de Axl Rose a bandas como Kiss e Iron MaidenGuns N' Roses
Em 1988, as críticas de Axl Rose a bandas como Kiss e Iron Maiden

Sepultura: por que voltas de Max e Iggor não fariam sentido hoje, segundo EloySepultura
Por que voltas de Max e Iggor não fariam sentido hoje, segundo Eloy

Jon Bon Jovi: filho do cantor estaria namorando atriz que faz Eleven em Stranger ThingsJon Bon Jovi
Filho do cantor estaria namorando atriz que faz Eleven em Stranger Things

Jeff Beck: a inveja de Eric Clapton e o talento de Jimi HendrixJeff Beck
A inveja de Eric Clapton e o talento de Jimi Hendrix

Joey Ramone: em 1991, ele citava as únicas bandas do mainstream que valiam a penaJoey Ramone
Em 1991, ele citava as únicas bandas do mainstream que valiam a pena

Skid Row: Bach critica o relançamento de Slave to The Grind em vinil..Skid Row
Bach critica o relançamento de "Slave to The Grind" em vinil..

Mia Wallace: após saída tumultuada, baixista da Nervosa volta a tocar com AbbathMia Wallace
Após saída tumultuada, baixista da Nervosa volta a tocar com Abbath

Rock in Rio: Os cachês e exigências dos artistas na edição de 1991Rock in Rio
Os cachês e exigências dos artistas na edição de 1991

Till Lindemann: vocalista do Rammstein anuncia curtaTill Lindemann
Vocalista do Rammstein anuncia curta

Massacration: quando Bruno Sutter fez Kiko Loureiro entender o sucesso da bandaMassacration
Quando Bruno Sutter fez Kiko Loureiro entender o sucesso da banda

Sepultura: Serviços como Spotify ganham dinheiro e os artistas praticamente nadaSepultura
"Serviços como Spotify ganham dinheiro e os artistas praticamente nada"

Lendas: bandas que lançaram o primeiro álbum há mais de 30 anos e continuam na ativaLendas
Bandas que lançaram o primeiro álbum há mais de 30 anos e continuam na ativa

1988: 15 grandes álbuns lançados em um dos anos mais produtivos da história do metal1988
15 grandes álbuns lançados em um dos anos mais produtivos da história do metal

Aerosmith e Guns N' Roses: O acordo sobre drogas em 1988Aerosmith e Guns N' Roses
O acordo sobre drogas em 1988

Pearl Jam: quando Paul McCartney deu um baita soco na cara de Eddie VedderPearl Jam
Quando Paul McCartney deu um baita soco na cara de Eddie Vedder


Monolito 2
Stamp

Vektor: O melhor álbum de Thrash Metal do ano até agora

Resenha - Terminal Redux - Vektor

Por Vitor Hugo Fernandes
Em 19/05/16

Nota: 9

Nos idos de 2011 e no auge do meu vício por Thrash Metal eu descobri o Vektor, e logo na primeira música já vi que não era uma banda comum. Os timbres de guitarras agudos, a voz que lembra Black Metal e linhas absurdamente progressivas na composição. Nesse mesmo ano, saíra o segundo álbum deles, Outer Isolation, clássico moderno absoluto, nunca tinha ouvido (e até agora não achei) nenhuma coisa parecida com o que aquele play me apresentou.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

A banda, formada por David DiSanto (Vocais, Guitarras), Erik Nelson (Guitarras), Blake Anderson (Bateria) e Frank Chin (Baixo), se utilizam apenas da temática sci-fi em suas composições, assim como os clássicos conceituais sci-fi do Rock/metal (Operation Mindcrime, 2112 e qualquer álbum do Coheed & Cambria como bons exemplos). Terminal Redux se trata, segundo o próprio DiSanto, de um astronauta que recupera a sua memória após um programa de testes de isolamento, mas a história é complexa a ponto de regimes totalitários, guerras e moléculas de rejuvenescimento retirados de nebulosas.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Eis que cinco anos depois os prog-thrashers americanos revelam Terminal Redux, mais lotado de camadas sonoras que o seu antecessor e com ainda mais progressividade.

A primeira faixa, Charging The Void, com seus 9 minutos de duração, um início aceleradíssimo, e mudanças de ambiente em várias de suas passagens, justificando toda a sua temática sci-fi com passagens de guitarra com timbres que lembram viagens espacias e criam esse clima durante todo o álbum.

Cygnus Terminal é outro soco na cara, a voz de David DiSanto está no seu auge, o abuso de agudos muito altos em meio à uma cozinha alinhada e extremamente rápida comandam toda essa faixa, em certo ponto, os riffs e a ambientação sonora causam uma sensação de enclausuramento no vazio do espaço, poderia tocar facilmente no filme Gravidade.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

LCD (Liquid Crystal Disease) tem o melhor refrão de todo o álbum, forte e com um rifferama absurda é mais um destaque nesse álbum sem pontos desanimadores como um todo. Pteropticon é outra chuva de riffs, inclusive, o que não falta nesse álbum são passagens de guitarra, cada música são pelo menos 5 mudanças de passagens e atmosferas diferentes a cada passagem lírica da música, Vektor é como se fosse uma mistura de Leprous com Voivod, progressividade absurda incrementado num instrumental pesado e rápido a ponto de se assemelhar até com Death Metal Técnico em alguns momentos.

Não recomendo este álbum pra primeira audição de Vektor, com suas 10 música e quase 1 hora e 20 minutos de duração, pra algumas pessoas pode parecer massante tantas músicas longas num álbum só. Outer Isolation é o indicado, que além de ser melhor, tem músicas mais acessíveis e tem a sonoridade mais voltada pro Thrash Metal que o seu lançamento.

Toda essa mesclagem de elementos musicais, Black/thrash/prog/tech. death são mostradas em sua máxima potência na última faixa do álbum, com 13 minutos de duração, Recharging The Void é o fechamento perfeito pra uma história de guerra, conquista e impérios tiranos na vasta imensidão do espaço. Todo o desespero que a esta faixa mostra no seu início, a velocidade que o pandemônio é transmitido nos primeiros 6 minutos de som, logo depois partindo pra uma passagem dedilhada e cantos sem nenhuma ranhura na garganta, unido a canticos femininos distantes que premeditam uma passagem explosiva, com um ar épico, ditando o fim da história no meio de todo essa imensidão espacial mostrada por riffs e um bate-estaca incessante nas baterias pra fechar o melhor álbum de Thrash Metal do ano até agora.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

O Vektor fez bem em demorar tanto tempo assim pra revelar seu novo álbum, a sonoridade não soa cansativa e nem forçada, algo que poderia facilmente acontecer caso fosse feito um álbum por ano. Espero em 2021 mais um registro dessa banda que eu posso apostar que não decepciona.

Tracklist:

1 Charging the Void
2 Cygnus Terminal
3 LCD (Liquid Crystal Disease)
4 Mountains Above the Sun
5 Ultimate Artificer
6 Pteropticon
7 Psychotropia
8 Pillars of Sand
9 Collapse
10 Recharging the Void

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Pentral
Arte Musical
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Thrash metal: 20 novas bandas pra atualizar o ouvidoThrash metal
20 novas bandas pra atualizar o ouvido

Metal Injection: cinco bateristas insanos de Thrash MetalMetal Injection
Cinco bateristas insanos de Thrash Metal

Thrash Metal: os 10 melhores discos do século 21, segundo o LoudwireThrash Metal
Os 10 melhores discos do século 21, segundo o Loudwire


Black Sabbath: um Tony Iommi que você não conheciaBlack Sabbath
Um Tony Iommi que você não conhecia

The Voice Kids: garotinha canta Led Zeppelin e conquista todosThe Voice Kids
Garotinha canta Led Zeppelin e conquista todos